Tools

pedido de patentes

São invenções nas áreas de biotecnologia, engenharia química e química, envolvendo produtos e processos

Cinco novos pedidos de patentes solicitados pela Universidade Estadual de Maringá (UEM) foram publicados pelo Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI), autarquia federal vinculada ao Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, com sede na cidade do Rio de Janeiro.

Agora, os processos irão tramitar no INPI até a concessão da Carta Patente, um tipo de documento legal em forma de carta aberta que garante o direito de exploração da invenção.

Um dos pedidos se intitula "Cultura de Calos e Células em Suspensão de Cereus peruvianus", onde o inventor principal é a professora Maria de Fátima Pires da Silva Machado, do Departamento de Biotecnologia, Genética e Biologia Celular (DBC).

A invenção envolve o sistema de cultura de tecidos e de células em suspensão do cacto Cereus peruvianus para processos de biocatálise e biotransformação. A cultura in vitro de calos desse cacto, popularmente conhecido no Brasil como mandacaru, produz compostos cultivados na natureza. Outras informações podem ser obtidas neste link

O outro pedido é o "Processo de Hidroisomerização dos Resíduos da Síntese de Fischer-Tropsch usando Catalisador Bifuncional". O inventor principal é o professor Pedro Augusto Arroyo, do Departamento de Química (DQI).

O invento faz menção ao uso de um catalisador bifuncional no processo de hidroisomerização de resíduos da Síntese de Fischer-Tropsch (frações pesadas, n-parafinas). Mais informações no link

O terceiro pedido é o "Processo de Bioativação de Tecido com Atividade Antibacteriana Usando Quitosana e Nanopartículas de Prata Aplicadas Via Spray", tendo também Pedro Augusto Arroyo como inventor principal.

O processo consiste em aplicar e formar nanopartículas de prata/quitosana, em uma única etapa, na superfície de um tecido, para obter uma função antibacteriana. Para tanto, é aplicada a solução de um sal de prata e quitosana no tecido, por meio de um spray, e, em seguida, submetida à luz ultravioleta para formação das nanopartículas. Informações adicionais estão no link.

propriedade intelectual

O quarto pedido de patente é o "Biocurativo Constituido de Biofilme de Sericina Contendo Sulfadiazina de Prata para o Tratamento de Queimaduras". O professor Marcelino Luiz Gimenes, do Departamento de Engenharia Química (DEQ), é o inventor principal.

A invenção consiste em um produto com propriedades terapêuticas diferenciadas para o tratamento de queimaduras de primeiro, segundo e terceiro graus, independente do motivo da causa. É constituído de um biofilme a base de sericina, dotado da estrutura de sulfadiazina de prata, cujos atributos conferem ao produto propriedades farmacológicas diferenciadas. Outras informações no link.

O quinto pedido trata do "Processo para a Produção de Biofilme de Sericina para Bandagens", tendo também Marcelino Luiz Gimenes como inventor principal. 

A invenção apresenta um novo processo visando à produção de biofilme de sericina para bandagens ou curativos com o objetivo de permitir o tratamento diferenciado de queimaduras. A novidade se encontra, por exemplo, nos ingredientes (matéria prima proveniente dos resíduos da indústria de fio de seda), no fluxo do processo, nas condições operacionais e no arranjo diferenciado do processo que propicia a produção de biofilme de sericina para ser utilizado em bandagens ou curativos no tratamento diferenciado de queimaduras. Informações adicionais no link.

uem tv