Sidebar

15
Ter, Out

A 15º edição da Festa do Café de Apucarana reuniu 25 mil pessoas nos seus três dias de concursos, eventos técnicos, feira de máquinas agrícolas, feira de hortifrutigranjeiros, praça de alimentação e shows musicais. A prefeitura e a Cooperativa dos Cafeicultores do Pirapó, responsáveis pelo evento, comemoraram o sucesso da festa, pela diversidade de atrações e excelente participação do público de Apucarana e região.

Além de exposição de maquinários agrícolas, feira de hortifruti e de produtos orgânicos, concurso do bolo de café, degustação de cafés de qualidade e concurso de redação tendo como tema o café, o grande público pode aproveitar as diversas opções gastronômicas da praça de alimentação e, acompanhar os shows dos cantores sertanejos Loubet e Juliano Cézar, além do Trio Bravana.

O prefeito Júnior da Femac diz que na realização da festa a prefeitura teve a parceria com a Cooperativa dos Cafeicultores de Apucarana/Pirapó, além do apoio do Instituto Paranaense de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater) e da Universidade Estadual de Maringá (UEM).

Segundo ele, com a presença de grande público, a festa foi realizada em uma área mais ampla. “O sucesso da festa também se deve ao ambiente familiar, com um excelente trabalho da Polícia Militar e da Guarda Municipal”, avaliou, lembrando que “o evento enaltece o café que foi que gerou a cidade e toda uma cultura em torno dessa atividade”.

O presidente da Cooperativa dos Cafeicultores do Pirapó, Mauro Machado, destacou a parceria com a prefeitura. “Só temos a agradecer o prefeito Júnior da Femac e sua equipe pela ótima parceria que garantiu o sucesso de público na nossa festa, que valoriza a cafeicultura na região do Pirapó”, comentou Machado.

 https://tnonline.uol.com.br/noticias/apucarana/45,481319,08,10,festa-do-cafe-recebeu-publico-de-25-mil-pessoas

O festival é voltado para atletas com idades a partir dos 10 anos (Foto: Ivan Maldonado)

Ivaiporã recebeu ontem (26), no campo do complexo esportivo Sapecadão mais de 670  crianças, adolescentes e adultos com deficiência física na 6ª edição do Festival Paralímpico de Atletismo da Universidade Estadual de Maringá (UEM). No total 36 delegações de 31 cidades do Vale do Ivaí e do Estado participaram do evento da UEM. Além dos participantes do festival, a organização reuniu 140 professores, 80 acadêmicos e mais de 20 pessoas que trabalharam voluntariamente. 

O supervisor de esporte e rendimento da Esporte Paraná, Emerson Venturini “Milico” que na oportunidade representava o Governador Ratinho Junior agradeceu a parceria do Estado com a Prefeitura e a UEM para a realização do festival. “Fico muito feliz em estar participando do evento. Esse investimento que o Estado faz aqui o retorno é incalculável, e sempre que a gente puder estaremos juntos nessa parceria”. 

O vice-prefeito Ilson Gagliano que representou o prefeito que se encontrava em Brasília, disse que o festival demonstra o quão foi importante a instalação da UEM   no município, e lembrou da realização do JAPS Divisão B que também acontece esta semana na cidade. “Isso para  nós é importantíssimo para a administração pública , porque o esporte é uma maneira de se trabalhar a saúde e a educação” 

Ricardo Carminato, professor da UEM e idealizador do festival agradeceu aos alunos, delegações e em especial aos professores que participaram do evento.  Ainda conforme Carminato o festival da UEM é o maior festival paralímpico neste formato realizado no Brasil.  “O sexto festival é o maior do Brasil, reconhecido pelo Comitê Paralímpico Brasileiro. Por isso, só tenho que agradecer a todos vocês, os parceiros que fazem este festival acontecer”, destacou.  

O evento organizado pela UEM contou com o apoio da Prefeitura, através do Departamento Municipal de Educação,  SESC, Secretária de Esportes do Paraná e Núcleo Regional de Educação.  

Seletiva CBDI

Neste ano, a Confederação Brasileira de Desportos para Deficientes Intelectuais (CBDI) também realizou a seletiva para a formação e convocação da equipe brasileira de atletismo, que vai representar o Brasil nos XXV Jogos Sul-Americanos Escolares 2019, no mês de dezembro, em Assunção, no Paraguai, 40 atletas participaram da seletiva. 

Everton Davy técnico principal da seleção brasileira de atletismo na qualificação para deficientes intelectuais relatou que a seletiva é para os XXV Jogos Sul-Americanos Escolares de 2019, que acontece em dezembro no Paraguai. “Estão sendo qualificados três meninos e três meninas. Após oficializada a convocação vai se passar para treinamentos específicos com eles visando o campeonato em Assunção”.  

O festival é voltado para atletas com idades a partir dos 10 anos em competições divididas por idade e classe funcional (deficiência) nas modalidades de corridas de 100, 200, 400, 800, 1.5 mil metros, revezamento 4 x 100 metros e caminhada para o paralisado cerebral. Nas provas de campo as competições são de arremesso de peso, dardo, pelota (bolinha para síndrome de down) e salto em distância. Os autistas participam na modalidade de corrida de 100 metros. 

https://tnonline.uol.com.br/noticias/regiao/32,479904,29,08,festival-paralimpico-de-atletismo-da-uem-reune-670-competidores

Paratletas de todo o Estado competiram nesta quarta-feira em Ivaiporã | Foto: Ivan Maldonado

Ivaiporã recebeu nesta quarta-feira no Complexo Esportivo Sapecadão mais de 650 crianças, adolescentes e adultos com deficiência física no 6º Festival Paralímpico de Atletismo da Universidade Estadual de Maringá (UEM). No total 36 delegações de 31 cidades do Vale do Ivaí e do Estado participaram do evento. Além dos participantes do festival, a organização reuniu 140 professores, 80 acadêmicos e mais de 20 pessoas que trabalharam voluntariamente.

O supervisor de esporte e rendimento da Esporte Paraná, Emerson Venturini, o Milico, que na oportunidade representava o Governador Ratinho Junior, agradeceu a parceria do Estado com a Prefeitura e a UEM para a realização do festival. “Fico muito feliz em estar participando do evento. Esse investimento que o Estado faz aqui o retorno é incalculável, e sempre que a gente puder estaremos juntos nessa parceria”, disse Milico.

O vice-prefeito Ilson Gagliano que representou o prefeito Miguel Roberto do Amaral, que se encontrava em Brasília, disse que o festival demonstra o quão foi importante a instalação da UEM no município, e lembrou da realização dos JAP´s, Divisão B, que também acontece esta semana na cidade. “Isso para nós é importantíssimo para a administração pública, porque o esporte é uma maneira de se trabalhar a saúde e a educação”, destaca Gagliano.

Ricardo Carminato, professor da UEM e idealizador do festival, agradeceu aos alunos, delegações e em especial aos professores que participaram do evento.  Ainda conforme Carminato o festival da UEM é o maior festival paralímpico neste formato realizado no Brasil. “O sexto festival é o maior do Brasil, reconhecido pelo Comitê Paralímpico Brasileiro. Por isso, só tenho que agradecer a todos vocês, os parceiros que fazem este festival acontecer”, frisou Carmiato.

Neste ano, a Confederação Brasileira de Desportos para Deficientes Intelectuais (CBDI) também realizou a seletiva para a formação e convocação da equipe brasileira de atletismo, que vai representar o Brasil nos XXV Jogos Sul-Americanos Escolares 2019, no mês de dezembro, em Assunção, no Paraguai. Quarenta atletas participaram da seletiva.

Everton Davy, técnico principal da seleção brasileira de atletismo na qualificação para deficientes intelectuais, relatou que a seletiva é para os XXV Jogos Sul-Americanos Escolares de 2019, que acontece em dezembro no Paraguai. “Estão sendo qualificados três meninos e três meninas. Após oficializada a convocação vai se passar para treinamentos específicos com eles visando o campeonato em Assunção”, disse Davy.

O festival é voltado para atletas com idades a partir dos 10 anos em competições divididas por idade e classe funcional (deficiência) nas modalidades de corridas de 100, 200, 400, 800, 1,5 mil metros, revezamento 4 x 100 metros e caminhada para o paralisado cerebral. Nas provas de campo as competições são de arremesso de peso, dardo, pelota (bolinha para síndrome de down) e salto em distância. Os autistas participam na modalidade de corrida de 100 metros.

https://tnonline.uol.com.br/noticias/ivaipora/79,479889,28,08,festival-paralimpico-de-atletismo-reune-670-competidores-em-ivaipora

O Festival Paralímpico de Atletismo entra em sua sexta edição - Foto: Ivan Maldonado

O Complexo Esportivo Sapecadão em Ivaiporã recebe nesta quarta-feira, a partir das 8h30, com mais de 670 crianças, adolescentes e adultos com deficiência, a 6ª edição do Festival Paralímpico de Atletismo da Universidade Estadual de Maringá (UEM). Vão participar do evento mais de 30 municípios de todo o Estado.

Durante o festival, a Confederação Brasileira de Desportos para Deficientes Intelectuais (CBDI) também realiza a seletiva para a formação e a possível convocação da equipe brasileira de atletismo, que vai representar o Brasil nos XXV Jogos Sul-Americanos Escolares de 2019, no mês de dezembro, em Assunção, no Paraguai.

O festival é voltado para atletas com idades a partir dos 10 anos em competições divididas por idade e classe funcional (deficiência) nas modalidades de corridas de 100, 200, 400, 800, 1,5 mil metros, revezamento 4 x 100 metros e caminhada para o paralisado cerebral.

Nas provas de campo as competições são de arremesso de peso, dardo, pelota (bolinha para síndrome de down) e salto em distância. Desde o ano passado, os autistas também participam na modalidade de corrida de 100 metros.

Conforme o professor Ricardo Carminato, coordenador do Festival Paralímpico, o evento que é organizado pelo curso de Educação Física do campus de Ivaiporã faz parte do Projeto Atividades Físicas Adaptadas do Vale do Ivaí (AFAVI).

“Hoje já somos o maior evento paralímpico do Brasil para pessoas com deficiência e a intenção é continuar fazendo um evento de qualidade como a gente vem fazendo a cada ano. Esperamos um evento muito legal, onde vamos oportunizar um dia de atleta para essas crianças”, afirma Carminato.

Simultaneamente ao festival, a CBDI realiza uma seletiva de atletas que vão representar o Brasil nos XXV Jogos Sul-Americanos Escolares de 2019.  “É um reconhecimento da confederação ao festival organizado pelos alunos da UEM. Aproximadamente 40 crianças de todo o país estarão participando da seletiva”, assinala.

Incentivo - Carminato também se mostra muito feliz com o incentivo que o festival vem recebendo dos atletas da seleção paraolímpica brasileira, que estão representando o país no Parapan, em Lima no Peru. “Nós temos o Edevaldo Silva (atleta de Cruzmaltina) que também está lá, e estamos recebendo muitos vídeos de incentivos e reconhecimento de vários atletas que estão competindo no Parapan”.

O Festival Paralímpico é organizado pela UEM e conta com o apoio da Prefeitura de Ivaiporã, através do Departamento Municipal de Educação, Sesc, Secretaria Estadual de Esportes e Turismo e Núcleo Regional de Educação. 

https://tnonline.uol.com.br/noticias/ivaipora/79,479843,27,08,ivaipora-recebe-o-festival-paralimpico-nesta-quarta-feira

Foto: Divulgação

Alunas do Cursinho Municipal de Arapongas foram aprovadas no vestibular da Universidade Estadual de Maringá (UEM), são elas: Gabriele de Toledo Orosco , aprovada no curso de História, Gabriella Eloise Champini, em  Matemática e Heloisa Vicentini , no curso de  Administração.

Neste ano, o Cursinho Municipal de Arapongas oferta 50 vagas, com aulas de segunda a quinta-feira, das 13h30 às 16h45, no Pólo do Instituto Federal do Paraná – sede Arapongas (Rua Suruçuá-Açu, 321, Vila Araponguinha). 

Implementado em 2017, o Cursinho Municipal conta com o apoio da Secretaria Municipal de Educação, Pólo IFPR-Arapongas, além do grupo de professores voluntários. Sua história conta com a aprovação de mais de 150 alunos em Universidades Públicas e privadas.

https://tnonline.uol.com.br/noticias/arapongas/46,479647,21,08,alunas-do-cursinho-municipal-de-arapongas-sao-aprovadas-no-vestibular-da-uem

 

Mais Artigos...

Página 1 de 3