Sidebar

26
Dom, Mai

As universidades estaduais de Maringá (UEM) e de Londrina (UEL) estão entre as 30 instituições que mais produzem pesquisa científica no Brasil, segundo estudo divulgado pelo jornal da Universidade de São Paulo (USP).

Os dados foram retirados da base Web of Science, plataforma referencial de citações científicas, no período de 2014 a 2018. A plataforma também aponta que o professor Daniel Granato da estadual de Ponta Grossa (UEPG) está entre os professores mais citados do mundo.

Segundo o diretor-geral da Secretaria da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Aldo Nelson Bona, o resultado do ranking é o reconhecimento do trabalho das universidades. “Temos grandes pesquisadores nas nossas universidades e institutos de pesquisa, por isso ganhamos destaque nas avaliações nacionais e internacionais. O resultado é decorrente do apoio do Governo e do excelente trabalho desenvolvido nas instituições estaduais”.

Das 50 instituições que mais publicaram trabalhos científicos no Brasil nos últimos cinco anos, 36 são universidades federais, 7 estaduais, 1 particular, 5 institutos de pesquisa ligados ao Governo Federal, além de 1 instituto federal de ensino técnico.

A USP é a universidade que lidera o levantamento, com participação em mais de 20% das pesquisas publicadas no país. A pesquisa também destaca que, segundo Indicadores Nacionais de Ciência, Tecnologia e Inovação, 80% dos pesquisadores do país estão nas universidades.

A UEM ocupa a 25ª posição da tabela com 3.656 documentos produzidos no período, logo em seguida aparece a UEL na 29ª colocação com 3.168 documentos. As duas universidades, juntas, representam 3% da produção científica total do país.

As duas universidades juntas possuem 106 programas de pós-graduação, 638 grupos de pesquisa e cerca de 1,5 mil bolsistas divididos em professores doutores pesquisadores, bolsistas de pós-graduação e estudantes de graduação que contribuem para a produção científica do Paraná e do Brasil.

O pró-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação da UEM, Clóves Cabreira Jobim, destacou a importância do ranking. “O resultado é reflexo dos trabalhos que os pesquisadores da UEM têm desenvolvido na instituição e que são divulgados em periódicos científicos de qualidade”.

Para o pró-reitor em exercício de pesquisa e pós-graduação da UEL, Arthur Mesas, a universidade possui um alto padrão de qualidade em sua produção científica. “Temos um grupo de 118 professores que são bolsistas de Produtividade em Pesquisa e 11 que são bolsistas em Desenvolvimento Tecnológico do CNPq, reconhecidos por sua produção científica. A quantidade e a qualidade dessas produções colocam a universidade em posição de destaque”.

PROFESSOR DA UEPG - Entre os 12 pesquisadores brasileiros mais citados em todo o mundo está o professor da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), Daniel Granato. O professor, que atua no Departamento de Engenharia de Alimentos, é o 3º pesquisador mais produtivo do Brasil e o 271º do mundo na área de Ciências Agrárias, além de ter publicado 12 artigos que estão entre os mais citados da história da Ciência e Tecnologia de Alimentos.

Granato aparece no ranking Highly Cited Researchers, que classifica os pesquisadores de acordo com as citações dos artigos científicos produzidos por ele.

Este ranking é um dos mais utilizados para avaliar a relevância e proeminência científica e é organizado pela empresa americana de análise de dados Clarivate Analytics com base na plataforma de dados Web of Science. Em 2018, o professor recebeu também o Tanner Award, que reconhece os artigos mais citados da revista Journal of Food Science.

A UEPG também é a melhor universidade brasileira em ‘Educação de Qualidade’, segundo o ranking de impacto universitário do mundo, produzido pela revista Times Higher Education (THE).

A universidade obteve a posição 48º dentre mais de 301 instituições que participaram do processo. A UEPG possui 35 programas de pós-graduação, 194 grupos de pesquisa e 991 bolsistas em atividade.

https://tnonline.uol.com.br/noticias/cotidiano/67,475935,11,04,uel-e-uem-sao-destaques-na-producao-de-pesquisa-cientifica

Mais de 1,7 mil vagas estão ociosas na Universidade Estadual de Maringá (UEM), em 45 cursos presenciais e outras 959 em seis cursos de ensino a distância (EaD). 

No edital para transferências externas, que recebeu inscrições até quarta-feira (23), a oferta é maior que a do último Vestibular de Verão, que tinha 1.518 vagas.

Veja abaixo os 10 cursos com o maior número de vagas ociosas: 

engenharia têxtil, Goioerê: 98 vagas;

engenharia agrícola, Cidade Gaúcha: 84 vagas;

engenharia de alimentos, Umuarama: 74 vagas;

estatística, Maringá: 67 vagas;

estatística, Maringá: 67 vagas;

matemática, Maringá: 94 vagas;

licenciatura plena em ciências, Goioerê: 80 vagas;

tecnologia em construção civil, Umuarama: 71 vagas;

serviço social, Ivaiporã: 58 vagas;

física, Goioerê: 57 vagas.

https://tnonline.uol.com.br/noticias/regiao/32,474220,24,01,mais-de-17-mil-vagas-estao-ociosas-na-uem

Município de Arapongas, através da Secretaria de Saúde foi convidado pela Universidade Estadual de Maringá(UEM) para apresentar os resultados do Curso de Gestão em Saúde Bucal na 16 Regional de Saúde. O Curso de Gestão Coordenado pelo Programa de Pós-Graduação de Odontologia da  UEM proporcionou a qualificação de profissionais de saúde bucal dos municípios da 16ª Regional de Saúde.

Durante o curso os profissionais puderam analisar as fragilidades e potencialidades dos serviços de saúde bucal de cada município e propor aos gestores ações a serem implementadas.

Entre os principais resultados  destaca-se a proposta de formação de um grupo de gestores de Saúde Bucal dos 17 municípios da 16RS que estarão discutindo periodicamente ações para a melhoria da qualidade dos serviços prestados à população bem como capacitação dos profissionais de saúde bucal.

O Secretário Municipal de  Saúde, Moacir Paludetto Jr, atuou como coordenador do curso na 16ª RS."O curso foi uma ótima oportunidade para que os profissionais de saúde pudessem se capacitar e melhorar o desempenho da gestão da Saúde Bucal dos municípios", ressaltou.

https://tnonline.uol.com.br/noticias/arapongas/46,471804,26,10,saude-bucal-representa-a-16a-regional-de-saude-na-uem

Foto: Divulgação / UEM)

Os interessados em participar das turmas do curso de violão, violino e viola da Universidade Estadual de Maringá (UEM), poderão se inscrever entre os dias 6 e 8 de agosto.

O candidato deve ter no mínimo 12 anos para se matricular, possuir instrumento musical e ser aprovado na entrevista da seleção. Estão disponíveis até 50 vagas.

O valor da mensalidade é R$56, para estudantes da UEM, e para a comunidade R$80. As inscrições devem ser feitas pelo preenchimento do formulário, no Bloco A34, sala 8, no campus da universidade, em Maringá. O horário de funcionamento da secretaria é das 8h às 11h e 13h30 às 17h.

fonte Universidade Estadual de Maringá

https://tnonline.uol.com.br/noticias/regiao/32,468589,22,07,uem-disponibiliza-ate-50-vagas-para-curso-de-violao-violino-e-viola

Foto - Reprodução

Após garantir R$ 8 milhões de recursos do Governo Federal para a construção do bloco didático II do campus de Ivaiporã, a Universidade Estadual de Maringá (UEM) apresentou o projeto arquitetônico e estrutural da obra. Os recursos para a construção já estão empenhados no Sistema Nacional de Convênios (Siconv) e foram assegurados por emenda parlamentar do deputado federal Sergio Souza (MDB). A solenidade de apresentação do projeto ocorreu anteontem (28) no salão nobre da prefeitura. 

O novo bloco terá área construída de 4,3 mil metros quadrados com quatro pavimentos e capacidade para 400 pessoas. Contará com salas de aulas; laboratórios; área para exposição de trabalhos, atividades de extensão, pesquisa e eventos científicos; setor administrativo; restaurante universitário e auditório com capacidade para 400 pessoas. O projeto também prevê a colocação de placas de captação de energia solar. 

O reitor da UEM, Mauro Luciano Baesso confirmou que o convênio entre a faculdade e o MEC já foi firmado. “Os projetos arquitetônicos e estruturais estão prontos e faltam apenas os complementares, como o hidráulico, bombeiros, essas coisas. Uma vez concluídos, eles serão alimentados na plataforma no site do MEC, e aí é o momento que está preparado para autorizar a licitação”, diz. 

Sergio Souza lembrou que a consolidação da UEM em Ivaiporã é um desafio que foi abraçado pela sociedade. “É um trabalho que começou há bastante tempo, numa persistência muito grande do então prefeito Gil, do prefeito Miguel Amaral, do nosso ex-governador Pessuti, dos Amigos da UEM (ONG), da comunidade como um todo. Como eu estava como relator do orçamento da educação conseguimos carimbar o recurso”, avalia. 

O secretário nacional de educação superior do MEC, Paulo Barone, também destacou a mobilização em torno do projeto. “Isso mostra a interiorização da instituição e a presença junto à comunidade paranaense. O que estamos vendo aqui é um alinhamento de interesses e de atuação raríssimo de se encontrar no país. Onde prefeitura de diferentes gestões se aproximando de universidade de diferentes gestões e produzindo resultado que agrega para toda a comunidade”, destaca. 

Segundo o prefeito Miguel Amaral (PSDB), este é o maior recurso da União para a região central do Estado. “São R$ 12 milhões que o deputado Sergio Souza empenhou no Governo Federal para a UEM, dos quais R$ 8 milhões ficaram para Ivaiporã. É a consolidação do campus e o ganho é para todo o Paraná. Com isso, o campus poderá ofertar novos cursos de graduação e a expansão para os cursos de pós-graduação e até mesmo mestrado”. 

CAMPUS - O prefeito também lembrou ainda que o campus está recebendo outra emenda no valor de R$ 1,5 milhão para a infraestrutura do campus. “O recurso, que já estava no Sincov, foi autorizado e, em breve, será feita a licitação pela UEM para cercar a área de 2,5 alqueires do campus, além de construir o estacionamento e implantar iluminação, galerias pluviais, paisagismo e pavimentação asfáltica na área interna”, destacou Mig

https://tnonline.uol.com.br/noticias/regiao/32,467905,30,06,uem-vai-investir-r-8-mi-em-ivaipora

Mais Artigos...

Página 1 de 3