Sidebar

19
Qui, Jul

Foto - Reprodução

Após garantir R$ 8 milhões de recursos do Governo Federal para a construção do bloco didático II do campus de Ivaiporã, a Universidade Estadual de Maringá (UEM) apresentou o projeto arquitetônico e estrutural da obra. Os recursos para a construção já estão empenhados no Sistema Nacional de Convênios (Siconv) e foram assegurados por emenda parlamentar do deputado federal Sergio Souza (MDB). A solenidade de apresentação do projeto ocorreu anteontem (28) no salão nobre da prefeitura. 

O novo bloco terá área construída de 4,3 mil metros quadrados com quatro pavimentos e capacidade para 400 pessoas. Contará com salas de aulas; laboratórios; área para exposição de trabalhos, atividades de extensão, pesquisa e eventos científicos; setor administrativo; restaurante universitário e auditório com capacidade para 400 pessoas. O projeto também prevê a colocação de placas de captação de energia solar. 

O reitor da UEM, Mauro Luciano Baesso confirmou que o convênio entre a faculdade e o MEC já foi firmado. “Os projetos arquitetônicos e estruturais estão prontos e faltam apenas os complementares, como o hidráulico, bombeiros, essas coisas. Uma vez concluídos, eles serão alimentados na plataforma no site do MEC, e aí é o momento que está preparado para autorizar a licitação”, diz. 

Sergio Souza lembrou que a consolidação da UEM em Ivaiporã é um desafio que foi abraçado pela sociedade. “É um trabalho que começou há bastante tempo, numa persistência muito grande do então prefeito Gil, do prefeito Miguel Amaral, do nosso ex-governador Pessuti, dos Amigos da UEM (ONG), da comunidade como um todo. Como eu estava como relator do orçamento da educação conseguimos carimbar o recurso”, avalia. 

O secretário nacional de educação superior do MEC, Paulo Barone, também destacou a mobilização em torno do projeto. “Isso mostra a interiorização da instituição e a presença junto à comunidade paranaense. O que estamos vendo aqui é um alinhamento de interesses e de atuação raríssimo de se encontrar no país. Onde prefeitura de diferentes gestões se aproximando de universidade de diferentes gestões e produzindo resultado que agrega para toda a comunidade”, destaca. 

Segundo o prefeito Miguel Amaral (PSDB), este é o maior recurso da União para a região central do Estado. “São R$ 12 milhões que o deputado Sergio Souza empenhou no Governo Federal para a UEM, dos quais R$ 8 milhões ficaram para Ivaiporã. É a consolidação do campus e o ganho é para todo o Paraná. Com isso, o campus poderá ofertar novos cursos de graduação e a expansão para os cursos de pós-graduação e até mesmo mestrado”. 

CAMPUS - O prefeito também lembrou ainda que o campus está recebendo outra emenda no valor de R$ 1,5 milhão para a infraestrutura do campus. “O recurso, que já estava no Sincov, foi autorizado e, em breve, será feita a licitação pela UEM para cercar a área de 2,5 alqueires do campus, além de construir o estacionamento e implantar iluminação, galerias pluviais, paisagismo e pavimentação asfáltica na área interna”, destacou Mig

https://tnonline.uol.com.br/noticias/regiao/32,467905,30,06,uem-vai-investir-r-8-mi-em-ivaipora

Engenheiros agrônomos e técnicos agrícolas de Maringá e dos demais municípios integrantes da comarca, do Norte-Central paranaense, participarão no dia 29 de junho de evento que discutirá questões relacionadas à responsabilidade desses profissionais na emissão do receituário agronômico (prescrição para uso de agrotóxico em lavouras). A iniciativa é uma realização conjunta da 6ª Promotoria de Justiça de Maringá e do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Paraná (Crea).

O debate contará com palestrantes especialistas no assunto, entre eles o promotor de Justiça do MPPR, Alexandre Gaio, que atua no Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça de Proteção ao Meio Ambiente e de Habitação e Urbanismo e falará sobre a responsabilidade civil e criminal por danos ambientais relacionada à emissão dos receituários; e o procurador de Justiça Ciro Expedito Schereiber, coordenador do Caop de Defesa do Consumidor e da Ordem Econômica, que abordará o tema a partir da perspectiva dos direitos do consumidor. O promotor de Justiça Mauricio Kalache, que atua no Ministério Público em Maringá, fará a mediação de um dos debates do encontro.

O evento conta com o apoio da Universidade Estadual de Maringá, do Centro Universitário de Maringá (Unicesumar), do Centro Universitário Uningá, da Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (Adapar) e de outros órgãos integrantes da Rede de Segurança e Vigilância Alimentar do município.

Profissionais da área, estudantes e demais interessados em participar podem inscrever-se aqui.

Serviço

Data: 29/06/2018

Horário: a partir das 8 horas

Local: Auditório Dona Etelvina - Unicesumar

Inscrições no endereço eletrônico: http://creaweb2.crea-pr.org.br/creaweb.eventos/inscricao/inscricao

 

https://tnonline.uol.com.br/noticias/regiao/32,467343,15,06,seminario-em-maringa-discute-responsabilidade-sobre-a-emissao-de-receituario-agronomico

Imagem ilustrativa

A Universidade Estadual de Maringá (UEM) vai instaladas 157 câmeras de segurança no campus até setembro. A informação dada pela universidade é que as obras devem iniciar no dia 15 de maio e o prazo máximo para conclusão é de quatro meses.

Conforme a UEM, o bloco B-10 será a Central de Monitoramento, de onde serão observadas as imagens geradas pelas câmeras. O prédio vai passar por uma reforma de readequação, que deve durar cerca de 60 dias.

Além da Central, o monitoramento também será feito por equipamentos instalados nas guaritas do campus, que terão um sistema de vigilância com cobertura por área de atuação.

A universidade afirma que a implantação das câmeras é um projeto antigo de reitorias passadas e muito desejada pela comunidade universitária. Divulgou em seu site que o valor total do investimento é de aproximadamente R$ 1,8 milhão.

A diretora de Serviços e Manutenção da UEM, Ezeni Claro da Silva diz que “apesar do baixo índice de violência registrado no campus, a administração pensa ser fundamental investir em um sistema de segurança que proporcione mais proteção àqueles que frequentam a universidade”.

Ainda segundo Ezeni, a maioria dos casos relatados está voltada à assaltos, furtos e depredação do patrimônio público.

Serão vários modelos de câmeras a serem instaladas, de acordo com as especificidades e necessidades de cada área.

As informações são do Maringapost

https://tnonline.uol.com.br/noticias/regiao/32,466147,08,05,uem-investe-r-18-milhao-na-implantacao-de-sistema-de-vigilancia-com-157-cameras

 

Pós em Odontologia Integrada seleciona bolsista para pós-doutorado - Foto - Reprodução/site da UEM

O período de inscrições começa em 1º de maio e segue até o dia 15. A implementação da bolsa está prevista para junho

O Programa  de Pós-Graduação em Odontologia Integrada (PGO) da Universidade Estadual de Maringá (UEM) irá realizar seleção de um bolsista pesquisador no âmbito do Programa Nacional de Pós-Doutorado da Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior). 

Os documentos deverão ser entregues entre os dias 1º e 15 de maio na Secretaria do Departamento de Odontologia (DOD) ou enviados por correio.

O candidato selecionado será integrado às atividades do PGO/UEM durante o período de vigência da bolsa, e para isso deverá ter dedicação exclusiva e atender aos dispositivos da Universidade. Caso possua vínculo empregatício, o mesmo deverá estar oficialmente licenciado no momento de implementação da bolsa.

A bolsa consiste no pagamento de mensalidades de R$ 4.100

Pós em Odontologia Integrada seleciona bolsista para pós-doutorado

,00 diretamente ao bolsista. O resultado final será divulgado até o dia 1º de junho e a matrícula efetivada até o dia 5 de junho. A implementação da bolsa está prevista para junho.

Todas as informações estão no Edital 030/2018-PGO.

As informações são do site da UEM

https://tnonline.uol.com.br/noticias/regiao/32,465783,25,04,pos-em-odontologia-integrada-seleciona-bolsista-para-pos-doutorado-na-uem

O aconselhamento é um espaço de co-construção de possibilidades de enfrentamento, apoio e novos sentidos frente aos problemas - Foto: Reprodução/UEM

Cursar a sonhada pós-graduação exige muito do aluno e a rotina de estudos, os prazos e as cobranças, muitas vezes, geram momentos de vida ou situações desafiadoras. Para auxiliar durante este período, a Unidade de Psicologia Aplicada (UPA) da Universidade Estadual de Maringá (UEM) oferece aconselhamento psicológico para estudantes de pós-graduação todas as sextas-feiras no período vespertino.

O modelo é o de sessão única com um retorno em que é possível receber ajuda em situações de crise, quando uma conversa qualificada pode ser útil e importante. O aconselhamento é um espaço de co-construção de possibilidades de enfrentamento, apoio e novos sentidos frente aos problemas e resgate das potencialidades pessoais.

O atendimento é realizado por estagiários do último ano do curso de Psicologia com supervisão de um professor. Para agendar o horário basta ligar na secretaria da Unidade de Psicologia Aplicada no telefone 3011-9070. A UPA fica na avenida Mandacarú, 1690, em Maringá.

As informações são do site da UEM

https://tnonline.uol.com.br/noticias/regiao/32,465703,24,04,uem-oferece-aconselhamento-psicologico-para-estudantes-de-pos-graduacao

 

Mais Artigos...

Página 1 de 2