Sidebar

10
Sex, Abr

Maringá Post
Tools
Reunião do comitê de prevenção ao coronavírus na UEM / Divulgação

A preocupação com a pandemia do coronavírus começa a ter reflexos mais diretos em Maringá. Após a prefeitura divulgar um plano de contingenciamento, eventos começam a ser cancelados e instituições como a Universidade Estadual de Maringá (UEM) acendem a luz de alerta.

A Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep) decidiu cancelar um evento que seria realizado na manhã de terça-feira (17/3) para apresentar um panorama da indústria na região de Maringá.

O evento seria realizado no Instituto Senai de Inovação em Eletroquímica e Metalmecânica e contaria com a participação do presidente da entidade, Carlos Valter Martins Pedro, de industriais e representantes de sindicatos. Uma nova data vai ser agendada.

Outro evento que seria realizado na terça-feira (17/3), mas foi cancelado, é o coquetel de lançamento do empreendimento Positano Residenza, do Grupo A.Yoshii.

“Devido às últimas confirmações acerca do coronavírus que repercutem em todo o País, o evento se mantém suspenso até que o cenário se mostre favorável e seguro, e que garanta a saúde de clientes, fornecedores e da população”, diz a nota divulgada pela empresa.

O Tribunal de Justiça do Estado do Paraná (TJPR) também decidiu adotar medidas restritivas para evitar qualquer risco de transmissão do Coravid-19.

A normativa baixada pelo órgão “recomenda restrições de público em sessões de julgamento e a realização de audiências e reuniões por videoconferência.”

Também fica suspensa, pelo prazo de 60 dias, a realização de eventos comemorativos, culturais e cursos presenciais nas dependências do Poder Judiciário.

Outra determinação é a suspensão das visitações coletivas educacionais e de instituições de ensino aos prédios do TJPR.

O Ofício Circular também determina, “pelo prazo de 60 dias, que as unidades jurisdicionais realizem atendimento presencial a partes e advogados apenas nos casos de manifesta urgência, em hipóteses a serem disciplinadas pelos Juízos por meio de Portaria afixada nas entradas dos fóruns e unidades”.

Universidade em alerta em Maringá

A UEM formou um comitê de acompanhamento e controle do coronavírus na instituição. A ideia é que o grupo oriente as ações para aumentar a proteção e reduzir os riscos de infecção a toda comunidade da UEM.

O comitê vai fazer um mapeamento de todos os eventos agendados na universidade e vai estabelecer critérios para manter ou suspender a atividade de acordo com  os parâmetros de risco.

A superintendente do Hospital Universitário, Elizabete Kobayashi, que é membro do grupo, adiantou que algumas medidas foram implantadas no HUM.

A criação de um setor crítico e a ampliação de espaços, a fim de acolher pacientes com suspeita ou confirmação da doença, são algumas destas medidas.

Além disso, foi montada uma Unidade de Campanha do lado de fora do Hospital para fazer uma pré-triagem dos pacientes. Outras ações devem ser criadas.

Para atendimento da comunidade acadêmica, o Ambulatório Médico e de Enfermagem, no câmpus sede, vai ser disponibilizado para prestar o primeiro atendimento e, se necessário, conduzir o paciente ao Hospital Universitário.

Veja mais detalhes aqui. A Prefeitura de Maringá criou um plano de contingência. Acesse aqui e tenha mais informações.

https://maringapost.com.br/cidade/2020/03/14/receio-ao-coronavirus-cancela-eventos-e-deixa-universidade-em-alerta-em-maringa/