Maringá Post
Tools
Estudo convida mulheres obesas para avaliações e atividades físicas na UEM / Asc/UEM

Qual o melhor tipo de atividade física para a saúde cardiovascular de mulheres obesas? Essa é uma questão que pesquisadores da Universidade Estadual de Maringá (UEM), ligados ao Grupo de Pesquisa em Hipertensão Arterial Sistêmica, Rigidez Arterial e Envelhecimento Vascular, vão investigar a partir de avaliação de mulheres obesas com idade entre 18 e 35 anos.

Para isso, os pesquisadores abriram o cadastro às interessadas em participar do estudo. Além da faixa etária, é preciso que as mulheres apresentem um quadro de obesidade de acordo com a classificação proposta pela Organização Mundial da Saúde, ou seja Índice de Massa Corporal maior ou igual a 30 kg/m² e menor que 40 kg/m².

As voluntárias não podem ser portadoras de cardiopatias, doenças endócrinas, diabetes ou hipertensão e nem ser fumantes. Outras condições são o peso corporal estabilizado há pelo menos 12 semanas, não ter participado de programas para redução de peso nos últimos seis meses e não fazer uso de medicamentos que possam alterar os sistemas cardiorrespiratório e neuromuscular.

Também é necessário ter disponibilidade para participar das avaliações e intervenções que vão ser realizadas às segundas, quartas e sextas-feiras em dois horários: das 18h30 às 19h30 e das 19h30 às 20h30.

Durante dezesseis semanas as voluntárias vão passar por avaliação médica, exames cardiológicos, avaliação nutricional, exames sanguíneos, teste de esforço físico, avaliação corporal e antropométrica, além do programa de treinamento físico supervisionado por profissionais de Educação Física.

A participação é totalmente gratuita. Para fazer o pré-cadastro, basta clicar aqui.

O grupo de pesquisa em Hipertensão Arterial Sistêmica, Rigidez Arterial e Envelhecimento Vascular foi criado oficialmente em 2018 e desde então atua em temas emergentes e atuais com foco na hipertensão arterial sistêmica, rigidez arterial e envelhecimento vascular, eventos cardiovasculares e intervenções farmacológicas e não-farmacológicas em diferentes populações.

O estudo a ser realizado em 2020 tem como tema “Efeitos do Treinamento Intervalado de Alta Intensidade sobre os parâmetros metabólicos, inflamatórios, rigidez arterial e deformação miocárdica em mulheres obesas: um ensaio clínico randomizado”.

O grupo está vinculado aos Departamentos de Medicina e Educação Física e ao Hospital Universitário da UEM. Para outras informações clique aqui e acesse o site do projeto.

https://maringapost.com.br/cidade/2020/03/03/projeto-da-uem-convida-mulheres-obesas-para-estudo-sobre-saude-cardiovascular-e-atividade-fisica/