Sidebar

26
Sáb, Set

Maringá Post
Tools
Instituição afirma que traçou plano de contingenciamento e tranquilizou comunidade universitária / UEM

A Universidade Estadual de Maringá (UEM), por meio da assessoria de imprensa, confirmou na manhã desta sexta-feira (18/10) que a instituição recebeu, por mensagem eletrônica, ameaça de atentado no câmpus. Segundo a UEM, o suposto atentado ocorreria na segunda-feira (21/10). As informações sobre um possível tiroteio em massa na instituição começaram a ser disseminadas nas redes sociais na noite de quinta-feira (17/10).

Por meio de nota, a UEM tranquilizou a comunidade universitária e informou que traçou um plano de contingenciamento. “A Reitoria acionou os órgãos de segurança e, junto com as Polícias Federal, Militar e Civil,  já adotou plano de ação para controlar a situação de emergência, garantindo maior segurança à comunidade universitária”, diz um trecho do comunicado.

Segundo a assessoria da instituição, como medida preventiva a atuação da Polícia Militar no câmpus foi intensifica desde o início da manhã desta sexta-feira (18/10). Diferentes ações serão realizadas durante todo o dia e também no período noturno, na sede em Maringá e nos câmpus regionais da UEM. De acordo com a universidade, já foi identificado de onde partiram as ameaças e os suspeitos estão sendo investigados.

Mesmo sem nenhum posicionamento oficial, as informações disseminadas nas redes sociais preocuparam estudantes desde a noite de quinta-feira (18/10). No Twitter, usuários afirmavam que um funcionário da reitoria da instituição teria confirmado que a UEM recebeu um e-mail de ameaça. A postagem na rede social pedia para que as pessoas evitassem ir à universidade na segunda-feira (21/10).

Áudios também começaram a ser divulgados no Twitter e várias versões foram disseminadas na internet. Entre as versões, alguns diziam que o próprio reitor da UEM, Júlio César Damasceno, teria recebido uma ligação com ameaças.

A assessoria de imprensa da UEM informou que a instituição também vai atuar para conter as notícias falsas divulgadas nas redes sociais. “Identificados os autores, estes também serão investigados estando passíveis de responder pelos atos”, diz um trecho da nota.

A UEM orienta que o canal oficial para informações é o Gabinete da Reitoria. As denúncias podem ser feitas pelo telefone 0800 643 4278.

https://maringapost.com.br/cidade/2019/10/18/uem-confirma-que-recebeu-ameaca-de-atentado-no-campus-e-acionou-orgaos-de-seguranca/