Sidebar

08
Qua, Jul

Projeto da Enactus UEM tem foco socioambiental e econômico e atende entidade Lar Esperança de Sarandi/ Foto: Divulgação UEM

Foi uma disputa com 72 projetos inscritos por todos os cantos do Brasil, e a Enactus UEM, da Universidade Estadual de Maringá (UEM), foi a grande vencedora da 2ª edição do “ComMc Mudamos o Mundo”.

O evento faz parte de um programa Nacional do McDonald’s, que tem como objetivo potencializar projetos de empreendedorismo social.

A escolha do vencedor, que elegeu a Enactus UEM, foi por voto popular e aconteceu na segunda-feira (15/6), no canal da Enactus Brasil no Youtube.

Os finalistas estavam divididos em três categorias, educação, descarte de resíduos e reaproveitamento de alimentos. O projeto Motirô, da Enactus UEM, se encaixa como descarte de resíduos. Com a vitória, a inciativa ganha R$ 10 mil para impulsionar os resultados e investir mais no projeto.

Atuando na comunidade Lar Esperança, em Sarandi, por meio da compostagem, o projeto atende 120 crianças em período de contraturno escolar. Por meio das sobras de alimentos, os alunos aprendem a fazer a compostagem e como aplicar a educação ambiental.

Diniara Munhoz Dias, estudante de Biomedicina e gerente do Motirô, explica que a equipe quer “transformar problemas ambientais em soluções sociais e econômicas no Lar Esperança”.

“O capital gerado com a futura venda do composto será revertido para benefícios à comunidade. Além disso, a educação ambiental é trabalhada com as crianças através de módulos didáticos sobre meio ambiente, compostagem, reciclagem, entre outros”, declara Diniara.

A Enactus UEM é um projeto de extensão coordenado por Leila Pessôa Da Costa e Carlos

Augusto de Melo Tamanini. O time surgiu em agosto de 2013 com um grupo de universitários que se uniu com o propósito de solucionar problemas de comunidades, melhorando a qualidade de vida delas por meio de projetos sociais, ambientais e econômicos.

Atualmente, o time da Enactus UEM tem três projetos em andamento e 29 membros, contando com estudantes de oito cursos de graduação.

O programa “ComMc Mudamos o Mundo” é uma parceria da Enactus Brasil e da Arcos

Dorados, a maior franquia independente de McDonald’s no mundo. O total de prêmios distribuído aos três primeiros colocados foi de R$ 20 mil.

 https://maringapost.com.br/cidade/2020/06/17/projeto-da-enactus-uem-vence-premio-nacional-realizado-pela-rede-mcdonalds/

 

Vão ser contratados 47 servidores temporários para o Hospital Universitário Regional de Maringá (HUM) / Divulgação UEM

A Universidade Estadual de Maringá (UEM) lançou edital de abertura de Processo Seletivo Simplificado (PSS) visando contratar 47 servidores temporários para o Hospital Universitário Regional de Maringá (HUM), onde irão atuar no enfrentamento da Covid-19.

A seleção consistirá da avaliação de títulos e currículo. Os aprovados serão contratados de imediato, pelo período de seis meses.

São 47 vagas oferecidas para as funções de assistente social, bioquímico, enfermeiro, farmacêutico, fisioterapeuta, fonoaudiólogo, nutricionista e técnico em laboratório.

As inscrições estão abertas, somente pela Internet, na opção “funções administrativas”, e os interessados têm até sexta-feira (19/6) para se inscreverem, mediante pagamento da taxa de R$ 60,00, exceto para a função de técnico em laboratório, que é de R$ 43,00.

As remunerações variam de R$ 3.423,53 a R$ 4.566,94. O valor do recebimento mencionado no edital é a soma do salário base mais a gratificação de atividade de saúde.

O recebimento dos comprovantes dos títulos e currículo será somente pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.. Outras informações no edital nº 51/2020 – PRH (Pró-Reitoria de Recursos Humanos e Assuntos Comunitários) da UEM.

https://maringapost.com.br/cidade/2020/06/16/uem-lanca-edital-para-contratar-profissionais-da-saude/

 

Nesta edição o destaque é o novo decreto em Maringá pensando na contenção da disseminação do coronavírus e último boletim mostra 6 crianças infectadas, e ainda o prefeito Ulisses Maia diz que quer rescindir contrato com a TCCC.

Confira todos os assuntos

Novo boletim do covid-19 em Maringá:

O boletim divulgado ontem tem 48 positivados em 24h. A cidade está em situação de risco moderado segundo levantamento da secretaria de saúde. Cálculo de referência são os 28% de taxa de positividade e 65% de ocupação de UTI. O boletim também indica o maior número de crianças já registrado, 6. Dos 41 casos adultos, a maioria é de homens (26).

Segundo a prefeitura o índice de isolamento social também está fora do ideal, 37%. O ideal é estar acima de 50%.

Novo decreto em Maringá:

Com esses números em mãos o prefeito declarou ontem que num primeiro momento descarta o lockdown. Divulga novo decreto com novas regras para combater a disseminação do coronavírus.

O prefeito falou também da questão do transporte coletivo, segundo o prefeito ele quer rescindir o contrato com a TCCC desde que assumiu a prefeitura.

Testes do covid-19 realizados pela LEPAC:

Finalmente o lepac da universidade estadual de Maringá (UEM), recebeu ontem do laboratório central do paraná (lacen-pr) a habilitação final para realizar os testes da covid-19. O pedido de credenciamento é analisado desde o final de março.

Assista à edição completa:

https://maringapost.com.br/jovempan/2020/06/11/prefeito-de-maringa-anuncia-novo-decreto-que-estabelece-o-fechamento-de-algumas-atividades/

Nesta edição o destaque é que Maringá registra o maior número de positivos para coronavírus em 24 horas são 57 novos casos e ainda UEM figura entre as melhores universidades do mundo

Boletim do covid-19 em Maringá:

O número de casos positivados no boletim da secretaria de saúde de Maringá desta terça, 9, alcança patamar inédito com 57 casos (54 pcr e 3 testes rápidos, aplicados na segunda etapa da pesquisa realizada por instituições de ensino superior em parceria com o município). Entre confirmados, o maior número de registrado entre crianças, com 5 confirmados entre 11 meses e 9 anos. Entre adultos, mulheres são maioria, 33. Homens são 19. Maior parte é adulto entre 20 e 59 anos.

Mesmo com alto número de positivados, as taxas de internamento geral e por covid permanecem na média dos outros dias. Confira mais informações no documento.

Oms volta atrás:

A Organização Mundial da Saúde (OMS) esclareceu nesta terça-feira (9/6) que a transmissão da covid-19 por assintomáticos está ocorrendo, mas que ainda não se sabe em qual proporção. A entidade internacional voltou a falar sobre o assunto após a epidemiologista americana maria van kerkhove, chefe do programa de emergências da instituição, afirmar, na segunda-feira (8/6), que algumas pesquisas indicam que pacientes assintomáticos “raramente” transmitem a covid-19.

Essa não é a primeira vez que a organização mundial de saúde volta atrás em questões relacionada ao coronavÍrus, primeiro voltou atrás na questão do risco mundial, disse que risco era moderado e voltou atrás, depois isolamento e flexibilização, ibuprofeno, cloroquina, mascaras

Abertura do comércio no feriado:

A associação comercial e empresarial de Maringá quer abrir o comercio amanhã quinta feira feriado de Corpus Cristi dia 11, o pessoal quer movimentar as vendas, não vejo como conciliar comercio ativo e pessoas em distanciamento social, afinal de contas afrouxar as medidas, flexibilizar é vida normal?

Covid-19 em Curitiba:

O prefeito de Curitiba, Rafael Greca anunciou ontem a criação de um indicador da evolução da pandemia de coronavírus. Greca aproveitou a oportunidade e falou sobre a possibilidade de decretar um lockdown e de promover uma cassação em massa de alvará de funcionamento.

Delação premiada:

Tony Garcia disse que a delação premiada do empresário Joel Malucelli vai levar todo mundo para o rolo. Além do ex-governador Beto Richa vai envolver membros do tribunal de contas, senador, deputado federal, deputado estadual.

UEM em novo ranking internacional:

As universidades estaduais de Maringá e londrina estão entre as melhores do mundo segundo o World University Rankings 2020/2021, divulgado ontem (9).

O ranking classifica as 2 mil melhores instituições de ensino superior e é considerado o maior ranking acadêmico. No Paraná a UEM é a segunda e a UEL a terceira colocada, ficando atrás apenas da universidade federal do paraná. Na classificação geral, as duas instituições ficaram entre as 1.400 melhores do mundo. Cerca de vinte mil universidades foram avaliadas.

Assista à edição completa:

https://maringapost.com.br/jovempan/2020/06/10/maringa-bate-novo-recorde-com-57-casos-confirmados-de-covid-19-nesta-terca-9/

Dennis Bertolini, chefe do Departamento de Análises Clínicas e Biomedicina e coordenador do Laboratório de Virologia Clínica da UEM / Divulgação UEM

O Setor de Virologia do Laboratório de Ensino e Pesquisa em Análises Clínicas (Lepac) da Universidade Estadual de Maringá (UEM), recebeu nesta quarta-feira (10/6) do Laboratório Central do Paraná (Lacen-PR) a habilitação final para realizar os testes da Covid-19. O pedido de credenciamento é analisado desde o final de março.

Para receber a habilitação, o Lepac passou pelo processo de credenciamento no Sistema Nacional de Laboratórios de Saúde Pública – SISLAB, atendendo ao Decreto Estadual nº 4261/2020, o qual estabelece critérios para que os laboratórios de análises clínicas possam oferecer o teste molecular de diagnóstico da Covid-19.

Para realização dos testes, os municípios da 15ª Regional de Saúde deverão fazer as solicitações e encaminhamento dos exames ao Lepac pelo sistema de Gerenciador Ambiente Laboratorial (GAL), do Ministério da Saúde para a demanda e controle das doenças de interesse epidemiológico.

“A coleta do material não pode ser realizada no Lepac por questões de restrição de local específico para isso. Portanto, o setor público é quem irá coletar o material e encaminhar ao laboratório” explica Dennis Bertolini, chefe do Departamento de Análises Clínicas e Biomedicina e coordenador do Laboratório de Virologia Clínica da UEM.

O método utilizado pelo Lepac para realização dos exames é o teste molecular denominado RT-qPCR que detecta a presença do vírus no material coletado do paciente.

É a metodologia mais sensível e específica para o diagnóstico da Covid-19.

Ainda segundo Bertolini, o Lepac, pertencendo a rede de laboratório públicos do Estado do Paraná, realizará os exames dentro dos critérios estabelecidos pelo Lacen/PR, ou seja, apenas os exames específicos para a Covid-19, não podendo executar os exames que são solicitados para diagnóstico de outros vírus respiratórios que envolvem as unidades sentinelas, Síndrome Respiratória Aguda Grave, casos graves, óbitos e gestantes.

https://maringapost.com.br/cidade/2020/06/10/lepac-uem-recebe-habilitacao-final-para-testes-da-covid-19/

Mais Artigos...