Sidebar

19
Sex, Abr

Universidade Estadual de Maringá
Tools

O Conselho Regional de Medicina (CRM) do Paraná comunicou a superintendência do Hospital Universitário de Maringá (HUM) sobre o indicativo de interdição ética do Pronto Atendimento da unidade, que estabelece prazo de 120 dias para a instituição solucionar os problemas encontrados em vistoria.

Segundo o CRM-PR, o pronto-socorro passou por scalização no início de dezembro, após ser ociado pelos prossionais da instituição a respeito das condições de trabalho a que estão submetidos. Entre as questões levantadas pelo conselho estão o número insuciente de prossionais médicos e de enfermagem, o que gera sobrecarga e impossibilita o correto preenchimento das escalas de trabalho.

Em novembro, o decit de pessoal, sobretudo de médicos, cou evidente e causou preocupação depois que pacientes tiveram de aguardar horas por atendimento médico em ambulâncias. (Aqui a notícia)

Esta é a segunda vez que o pronto-socorro do Hospital Universitário de Maringá recebe o indicativo de interdição ética do CRM-PR. Em dezembro de 2015, após sucessivas denúncias da equipe e a não observância das recomendações originadas de vistorias do CRM para solução dos problemas, a instituição recebeu prazo de 180 dias para fazer adequações na estrutura do pronto-socorro, entre outros itens. O indicativo foi retirado em junho do ano seguinte, após cumpridas as determinações.

O que diz a UEM

Em nota, a Reitoria da Universidade Estadual de Maringá e a superintendência do Hospital Universitário informaram que vão se manifestar sobre o indicativo em coletiva de imprensa, nesta sexta-feira (21), às 9h30, no auditório do HU.

A UEM desconhece os motivos da indicação de interdição ética e armou que o CRM agendou para esta quinta-feira à tarde (20/12), a entrega de um relatório apontando as razões que teriam levado à decisão. "A direção do hospital vai analisar o documento para então se manifestar sobre o assunto." 

https://maringa.odiario.com/maringa/2018/12/crm-emite-indicativo-de-interdicao-etica-do-pronto-atendimento-do-hu/2537216/