Sidebar

18
Sex, Jan

Portal G1
Tools

Apuração dos votos do primeiro turno foi encerrada nesta quarta-feira (22), e nova votação foi marcada para 4 de setembro.

A Universidade Estadual de Maringá (UEM), no norte do Paraná, terá segundo turno na eleição para escolha do reitor. A apuração dos votos do primeiro turno foi encerrada no início da tarde desta quarta-feira (22).

A nova votação, marcada para 4 de setembro, será disputada entre a Chapa 2, de Roberto Nakamura Cuman, e a Chapa 3, de Júlio Damasceno.

Dos 26 mil alunos, professores e técnicos com direito a voto, 9.255 foram às urnas na terça-feira (21). Desse total, foram 6.065 votos de estudantes, 1.847 de técnicos e 1.343 de professores.

Veja abaixo o resultado da votação:

Chapa 2 - 4.284 votos (Roberto Cuman e Leandro Vanalli)

Chapa 3 - 3.741 votos (Julio Damasceno e Ricardo Silva)

Chapa 1 - 1.136 votos (Ana Lucia e Lilian Mai)

Brancos - 22

Nulos - 72

Mais votado no primeiro turno, Roberto Nakamura Cuman é graduado em farmácia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Fez mestrado e doutorado em farmacologia na Universidade de São Paulo (USP) e é professor do Departamento de Farmacologia da UEM desde 1987. O vice na chapa é Leandro Vanalli, engenheiro civil e professor do Departamento de Tecnologia do campus regional de Umuarama, desde 2006.

À frente da Chapa 3, Júlio César Damasceno é formado em zootecnia pela UEM, mestre pela UFRGS, e doutor na área de energia na agricultura pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho. Ingressou na carreira de professor da UEM em 1993. O vice de Damasceno é Ricardo Dias Silva, arquiteto e professor do Departamento de Arquitetura e Urbanismo.

A chapa de Cuman recebeu 2.869 votos de alunos, 911 de técnicos e 504 de professores. Já a chapa de Damasceno recebeu 2.445 votos de estudantes, 649 de professores e 647 de técnicos. Terceira colocada, a Chapa 1, de Ana Lúcia Rodrigues para reitora e Lilian Denise Mai para vice, ficou com 725 votos de universitários, 238 de técnicos e 173 de professores.

Homologação e nomeação

Após o segundo turno, em 10 de setembro, o Conselho Universitário (COU) deverá se reunir para homologar o nome dos vencedores – coisa reitor e vice –, que deverão ser nomeados pelo governo do estado. A posse está marcada para 10 de outubro, com mandato de quatro anos, até outubro de 2022.

UEM terá segundo turno na eleição para escolher reitor (Foto: UEM/ Divulgação)

https://g1.globo.com/pr/norte-noroeste/noticia/2018/08/22/eleicao-para-reitor-da-universidade-estadual-de-maringa-tera-segundo-turno.ghtml