Sidebar

05
Dom, Jul

Aconteceu no dia 4 de fevereiro, na Universidade Estadual de Maringá (UEM), o curso de Formação Política e Plenária Municipal da União da Juventude Socialista (UJS).

O curso ocorreu durante o dia todo com aulas e debates ministrados por professores e membros do Partido Comunista do Brasil (PCdoB), contamos com a presença do Presidente (Mário Henrrique Alberton), Secretário de Organização (João Batista Pereira) e Secretária de Juventude (Mayara Pulga Wenclav) do PCdoB de Maringá e a Presidente da União Brasileira de Mulheres UBM/Maringá (Laís Soler). O curso foi finalizado com a plenária que elegeu a nova direção municipal composta pelos seguintes representantes; Presidente – Talita Chavinski, Secretária de Organização – Daniela Hernandes, Secretária de Finanças – Thalita Lopes, Comunicação – Vânia do Canto, Coordenadora do Coletivo de Jovens Mulheres – Laís Soler, Coordenador de Coletivo Unversitário – Bruno Schroeder, Coordenador de Coletivo Secundarista – Marcos Nascimento.

A Plenária Municipal aprovou por aclamação a nova direção municipal, o planejamento UJS/2012 e a convocação do Congresso Municipal que ocorrerá em Abril ainda deste ano.

O planejamento de 2012 prevê atividades para a juventude Maringaense nas suas principais frentes de atuação que são; Movimento Estudantil Universitário, Movimento Estudantil Secundarista, Jovens Mulheres, LGBT, HIP HOP, Jovens Esportistas e Jovens Cientistas.

“A União da Juventude Socialista tem um histórico de 27 anos em defesa do Brasil, da Juventude e do Socialismo, no decorrer de todos esses anos temos levantado nossas principais bandeiras de luta não somente dentro do movimento estudantil, mas em todo contexto da nossa realidade. Conhecida como a juventude do araguaia, somos jovens que compreendemos a realidade a qual estamos inseridos e de uma maneira irreverente e destemida sabemos compreender a política como principal ferramenta para reivindicar nossos direitos e coletivamente lutarmos por um país mais justo onde haja igualdade para todas e todos”, disse Talita Chavisnki.

http://www.folhademaringa.com.br/ujs-realiza-formacao-politica-e-plenaria-municipal/ 

 

A professora Leonor Marcon da Silveira, 68, coordenadora da Estação Climatológica da Universidade Estadual de Maringá desde 1997, faleceu ontem em Roma, Itália.

Ela participava de u congressm congresso e faleceu em decorrência de problemas circulatórios (trombose), que geraram um acidente vascular cerebral. O corpo virá para o Brasil.

Ela foi professora de geografia nos colégios Gastão Vidigal e Gerardo Braga e terminou mestrado em 1996, quando já era professora da UEM; no ano seguinte assumiu a coordenação da Estação Climatológica da UEM, criada em 1979; fez doutorado na USP, com o estudo “Análise rítmica dos tipos de tempo no norte do Paraná aplicada ao clima local de Maringá – Paraná”. Ela também fazia parte do Grupo de Estudos Multidisciplinares do Ambiente (Gema), que atuando nas áreas de planejamento ambiental para municípios do norte e noroeste paranaense.

http://www.folhademaringa.com.br/professora-da-uem-morre-na-italia/ 

Acadêmicos do curso de Odontologia da Universidade Estadual de Maringá programaram um ato defronte a Reitoria da UEM para amanhã às 16h. Os discentes vão protestar contra a exigência de que eles adquiram o material básico para a formação e funcionamento da Clínica Odontológica.

A UEM, de acordo com convite no Facebook, se esquiva de garantir a gratuidade no ensino.

http://www.folhademaringa.com.br/academicos-de-odontologia-farao-ato-defronte-a-reitoria-da-uem-nesta-sexta/ 

O deputado estadual Enio Verri (PT) criticou hoje o governo Beto Richa (PSDB) pelo corte no orçamento da Universidade Estadual de Maringá (UEM) em discurso na Assembleia Legislativa. Ele disse que a UEM está passando por uma grande crise financeira causada pela redução dos investimentos e pediu providências urgentes do governo estadual.

De acordo com Verri, professor licenciado do Departamento de Economia, a instituição é um orgulho para Maringá e região e um modelo para as demais universidades do país.

“A universidade está passando dificuldades enormes. Está faltando gasolina e até produtos de higiene para estudantes, professores, pesquisadores e colaboradores. Estamos falando da melhor universidade do Paraná nos últimos três anos, de acordo com o MEC”, disse Verri, ressaltando que a UEM é uma das melhores instituições de ensino superior do Brasil e da América Latina.

http://www.folhademaringa.com.br/enio-verri-critica-corte-no-orcamento-da-uem/ 

 

O juízo da 3 Vara Cível da comarca condenou o professor aposentado Vilson Wendt a ressarcir a Universidade Estadual de Maringá em R$ 250.973,03, valores que devem ser corrigidos desde dezembro de 2007.

Ele foi acusado de não cumprir termo de compromisso assinado com a UEM, em 1982, tendo feito mestrado na Escola Superior de Agronomia de Lavras (MG) e doutorado e não saldado o compromisso de prestar serviços à instituição. Para o juiz William Artur Pussi, 0 descumprimento da obrigação de permanecer na UEM por um período mínimo, após o seu retorno, e de assim poder recompensar a oportunidade compartilhando os os conhecimentos adquiridos com os membros da instituição e alunos, não é meramente descumprimento contratual.

“Trata-se de completo descaso com a educação e com o dinheiro público, pois foi esse dinheiro público, que na realidade pertence a toda uma coletividade, que proporcionou o desenvolvimento intelectual do requerido. Quando chegou o momento de cumprir sua parte do acordo, de retribuir a oportunidade que teve, simplesmente virou as costas a quem lhe proporcionou aquisição de conhecimentos e aprimoramento intelectual”, diz a sentença, que destaca a má-fé, descaso e oportunismo do réu, que deveria ter ressarcido 23 meses e 1 dia do acordo.

http://www.folhademaringa.com.br/professor-tera-que-devolver-r-250-mil-a-uem/ 

Mais Artigos...

Página 3 de 4