Blogs e outros sites
Tools
(Foto: Aline Jasper/UEPG)

As Universidades de Estaduais Ponta Grossa (UEPG), de Maringá (UEM), Londrina (UEL) e do Oeste do Paraná (Unioeste) ganharam destaque no Ranking das Universidades de Economias Emergentes, publicado pela revista Times Higher Education (THE).

O ranking avaliou 533 universidades em 47 países. As notas são baseadas em 13 indicadores que medem o desempenho das instituições em ensino, pesquisa, transferência de conhecimento e perspectivas internacionais.

Segundo o superintendente de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Aldo Bona, o ranking demonstra a evolução das universidades em avaliações internacionais. “As universidades estaduais têm se consolidado em rankings internacionais, figurando entre as melhores do mundo em quesitos importantes para o desenvolvimento do Estado”.

Entre as universidades brasileiras, a UEPG em 38ª e a Unioeste em 47ª, ambas figuram entre mais bem colocado no quesito “reputação acadêmica”. A categoria examina o prestígio do ensino ofertado pelas universidades.

A UEL aparece como a 34ª melhor, ganhando destaque na transferência de conhecimento para a indústria. O critério avalia a capacidade de uma universidade de ajudar a indústria com inovações, invenções e consultorias.

A UEM ficou classificada em 36ª. A instituição apresentou um bom desempenho no critério “perspectivas internacionais”, que leva em conta o número de estudantes de graduação, pós-graduação e professores de diferentes países.

https://www.diariodoscampos.com.br/noticia/uepg-se-destaca-em-ranking-das-universidades-de-economias-emergentes