Sidebar

15
Seg, Out

Felipe Bernardes e Caio Copetti, sócios majoritários da SVN

Evento terá mais de 30 temas, incluindo investimentos para médicos

A SVN Investimentos irá participar do Congresso Médico de Maringá, que ocorrerá do dia 11 a 13 de outubro. O evento será realizado pelos acadêmicos do Curso de Medicina da Universidade Estadual de Maringá (UEM), no Centro de Eventos Vivaro.

Além de ser uma das principais patrocinadoras, a SVN irá fazer uma palestra sobre investimentos para médicos, no sábado, dia 13 de outubro. No total, o evento terá mais de 30 palestras de diversos temas.

A SVN gostaria de apresentar para o público informações sobre o mercado financeiro, evidenciando os conceitos e terminologias do segmento. “Acreditamos que a educação financeira é fundamental para os profissionais do segmento da saúde. Muitas vezes deixamos o investimento em segundo plano, mas um planejamento financeiro bem realizado pode contribuir para uma aposentadoria equilibrada, completa Caio Copetti, sócio da SVN Investimentos.

Entre as temáticas de destaque que terão no congresso estão: inteligência artificial, construção de órgãos em impressora 3D, saúde mental de estudantes e profissionais e medicina humanitária. Outro aspecto muito importante que será debatido no evento é a proliferação de notícias falsas, como as que têm originado movimentos antivacina por todo o mundo.

Uma das partes que promete chamar a atenção dos participantes é a simulação realística, que será realizada por professores vindos da Espanha. Para isso, serão usados robôs que “imitam” os seres humanos e, assim, possibilitam que os profissionais pratiquem como se fossem pacientes. No Brasil, os treinamentos médicos ainda são feitos em pacientes reais, enquanto nos Estados Unidos e em alguns países da Europa o programa de simulação já é adotado.

Embora o congresso seja encabeçado pela UEM, alunos de outros cursos de medicinas, como Unicesumar e Uningá, também estão participando da organização. Para a presidente da comissão organizadora do evento, doutora Elisabete Mitiko Kobayashi, a integração das escolas médicas é um grande grande motivo de comemoração. Afinal, juntos, esses profissionais poderão, no futuro, contribuir com uma saúde melhor para todos.

Público recorde

O Centro Acadêmico de Medicina de Maringá (Camem) espera receber de 400 a 600 pessoas este ano. Se esse número se confirmar, será um recorde para o evento, já que a última edição, ocorrida há cinco anos, recebeu 300 pessoas. O fato de o congresso apresentar temas de interesse geral tende a motivar profissionais de várias localidades a irem até o local.  

Serviço

Congresso Médico de Maringá e 1º Congresso do HURM

Data: 11, 12 e 13 de Outubro

Local: Vivaro – Avenida Virgílio Manilia, 21784 – Jardim Ouro Cola – Maringá

Inscrições e Informações pelo site site www.congressomedicodemaringa.com.br

https://exame.abril.com.br/negocios/mgapress/svn-investimentos-e-patrocinadora-do-congresso-medico-da-uem/

Eles atingiram o Conceito 5; a maioria dos 44 cursos avaliados ficou com o conceito 4, que representa um desempenho muito bom

O Conceito Enade foi calculado com base no desempenho dos estudantes no Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes 2017

Sete cursos de graduação da Universidade Estadual de Maringá (UEM) avaliados pelo Ministério da Educação conquistaram o conceito máximo 5 no Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade), de acordo com dados divulgados, nesta terça-feira (9), pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), órgão ligado ao MEC.

Os cursos com a nota máxima foram Arquitetura e Urbanismo, Artes Visuais, Ciências da Computação, Ciências Sociais (licenciatura), Engenharia Civil, Engenharia de Produção - Agroindústria, e Letras/Inglês. Na avaliação do ano passado, com base nas provas de 2016, dois cursos da UEM atingiram a nota 5: Biomedicina e Odontologia. É preciso ressaltar, porém, que a cada ano a avaliação do Inep atinge áreas distintas.

Vale ressaltar, ainda, que a somatória de 44 cursos inclui as ênfases de cada graduação, a modalidade (presencial e a distância) e a categoria bacharelado ou licenciatura. O Conceito Enade foi calculado com base no desempenho dos estudantes no Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) 2017.

É feito por estudantes ao final dos cursos de graduação para avaliar conhecimentos, competências e habilidades desenvolvidas ao longo do curso. O Enade é componente curricular obrigatório dos cursos de graduação e é composto por uma prova para avaliação individual de desempenho do estudante e um Questionário do Estudante.

Até o final do ano o Inep deve divulgar o Conceito Preliminar do Curso (CPC), que envolve a avaliação de cada curso da instituição. Por fim, será divulgada a nota do Índice Geral de Cursos (IGC), relativa à avaliação da Universidade, e que é resultante dos Conceito Enade e do CPC, além de outros fatores. Atualmente, a UEM está com o IGC 4.

Para o reitor eleito, Julio Damaaceno, o desempenho dos cursos da UEM é o resultado de muito esforço coletivo e investimento. "Temos um ambiente que favorece a formação de excelência. A UEM possui um quadro de servidores, técnicos e docentes, que se qualificam constantemente e que, na maior parte das vezes, se dedicam integralmente à Universidade".

Ainda segundo Damasceno, a UEM capta muitos recursos dos organismos federais, internacionais e privados e investe em infra-estrutura e laboratórios. "Outro fator é a formação dos nossos alunos, que vai além do ambiente das salas de aula e do ambiente acadêmico. Ou seja, qualidade do nosso quadro de servidores, o investimento e a integração com a sociedade, esse conjunto de fatores levam a uma formação de excelência validada pela nota do Enade e outros rankings nacionais e internacionais", conclui.

Fonte: ASC/UEM

https://umuarama.portaldacidade.com/noticias/educacao/sete-cursos-de-graduacao-da-uem-tem-nota-maxima-no-enade

Teve início na semana passada, no hall de exposições da Biblioteca Central da Universidade Estadual de Maringá (UEM), a exposição "Expedição ao Forte Príncipe da Beira - registro fotográfico".

Coordenada pelo professores Cezar Arnout de Toledo, do Departamento de Fundamentos da Educação (DFE), da UEM, e Peter Mainka, da Universidade de Würzburg, na Alemanha, a mostra traz fotos do Real Forte Príncipe da Beira, também conhecido como Fortaleza do Príncipe da Beira, situado na margem direita do rio Guaporé, atual município de Costa Marques, em Rondônia.

A Fortaleza é considerada a maior edificação militar portuguesa construída fora da Europa no Brasil Colonial, fruto da política pombalina de limites com a coroa espanhola na América do Sul, definida pelos tratados firmados entre as duas coroas entre 1750 e 1777.

O Forte acolhe uma comunidade remanescente de quilombolas e é também o mais antigo monumento histórico de Rondônia. Sua construção foi iniciada em 2 de junho de 1776 pelo engenheiro Domingos Samboceti, que faleceu de malária durante a obra. 

A edificação terminou em 20 de agosto de 1783 pelo capitão engenheiro Ricardo Franco de Almeida e Serra. Localiza-se há mais de 3 mil quilômetros do litoral, em ponto ainda de difícil acesso, e em pleno coração da grande floresta Amazônica. 

O Forte tem muralhas de 10 metros de altura e seus quatro baluartes são armados, cada um, com quatorze canhoneiras, construído de acordo com o sistema Vauban. No entorno, um profundo fosso somente permitia ingresso por meio de ponte elevadiça, que conduzia a um portão com três metros de altura, aberto na muralha norte. No interior haviam quatorze residências para o comandante e os oficiais, além de capela, armazém e depósitos.

http://www.rondoniadinamica.com/arquivo/universidade-paranaense-faz-exposicao-de-fotografias-mostrando-mais-antigo-monumento-historico-de-rondonia,33683.shtml

Inscrições começam no próximo dia 15 e serão feitas apenas pela Internet até o dia 29 de outubro

Foto: UEM

A Universidade Estadual de Maringá (UEM) vai abrir, no próximo dia 15 de outubro, inscrições para o teste seletivo visando a contratação temporária de cinco advogados. As inscrições vão até o dia 29 de outubro, mediante pagamento da taxa de R$ 65,07. O interessado deve ter graduação em Direito e registro na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

A seleção será feita por meio da prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório; prova dissertativa, de caráter eliminatório e classificatório; e da avaliação de títulos e currículo, de caráter classificatório.

No dia 6 de novembro, às 17 horas, será publicado o edital com a relação das inscrições homologadas e o local de realização da prova, no endereço eletrônico www.uem.br/concurso.

Os contratados irão trabalhar no câmpus-sede da UEM, em Maringá, na classe III, para uma carga horária semanal de 40 horas, com salário de R$ 3.253,72. As informações completas, incluindo detalhes sobre pedidos de isenção da taxa de inscrição e reservas de vagas, podem ser obtidas no edital 071/2018 - PRH (Pró-Reitoria de Recursos Humanos e Assuntos Comunitários), disponível no site.

Outras informações sobre o teste seletivo no site www.uem.br/concurso. O telefone para contato é o (44) 3011-4233.

https://www.casadenoticias.com.br/noticias/29393-uem-universidade-vai-abrir-selecao-para-contratar-cinco-advogados

Evento ocorre em outubro, na Espanha, e será retransmitido em novembro na UEM

A Universidade Estadual de Maringá (UEM) vai sediar, nos dias 7 e 8 de novembro, no auditório do Dacese, câmpus-sede, o 11º Forum internacional da Cátedra Iberoamericana-Suiza de Desarrrollo de Medicamentos (Cisdem), da Universidade de Navarra, na Espanha. 

Trata-se de um evento que ocorrerá nos dias 25 e 26 de outubro, na universidade espanhola, e que, em novembro, será retransmitido para a UEM, por meio da mobilidade virtual.

Dentre as atividades previstas serão promovidas duas mesas redondas para a discussão sobre os temas “Biosimilars” e “From lab to the patient”, que contarão com a participação de renomados profissionais da área.

No dia 7 de novembro, na mesa redonda "Biosimilares", haverá debate abordando tópicos como o "O que devemos saber sobre medicamentos biossimilares?", pelo professor Maria José García Sánchez; "Desafios na produção de biossimilares: sustentabilidade e desenvolvimento. Experiência da Cinfa Biotech", pelo professor Julio Masset; e "Biossimilares no mundo real. Eles estão aqui para ficar?", pelo professor Juan Miguel Diaz.

No dia 8, ocorrerá a mesa “From lab to the patient”, com a discussão sobre os tópicos "Nanomedicinas: do laboratório ao mercado", pelo professor Maite Agüeros; "Inovação na indústria farmacêutica", pelo ´professor Joaquim Amela; "Dissolução preditiva in vivo: fatores gastrointestinais relevantes e abordagens metodológicas", pela professora Maria del Val Bermejo.

Participarão, ainda, da discussão sobre os temas abordados os professores Juan Manuel Irache (Universidade de Navarra), Carmem Patrícia Barbosa, Osvaldo Albuquerque Cavalcanti e Nilza Cristina Buttow, da UEM.

A Cátedra Iberoamericana-Suiza de Desarrollo de Medicamentos (Cisdem) é um acordo de 30 grupos de diferentes países, com o objetivo de promover a colaboração e a transferência de informações sobre os avanços tecnológicos da indústria farmacêutica.

De acordo com a professora Silvana Marques de Araújo, coordenadora do Escritório de Cooperação Internacional (ECI), da UEM, o evento é uma atividade de internacionalização, visando proporcionar aos acadêmicos contato com conceitos e discussões internacionais, sem os trâmites/ônus do deslocamento, além de constituir uma ação de inclusão.

As inscrições serão feitas no Departamento de Ciências Morfológicas (DCM), da UEM, sala 9, a partir do dia 20 de outubro, das 8 às 11h30 e das 14 às 17 horas. Outras informações pelo site https://www.unav.edu/en/web/cisdem, pelos telefones (44) 99854-5456 e (44) 99148-2940; ou ainda pelo e-mail "Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.".

https://www.casadenoticias.com.br/noticias/29394-uem-vai-sediar-forum-organizado-por-catedra-da-universidade-de-navarra

Mais Artigos...