Sidebar

26
Sáb, Set

Valor de R$ 1,5 milhão da sobra orçamentária do Poder Legislativo foi devolvido ao Governo do Estado e servirá para que os acadêmicos acompanhem as aulas remotas.

A Assembleia Legislativa do Paraná realizou no final do mês de julho um repasse ao Governo do Estado no valor de R$ 1,5 milhão. O valor foi destinado às universidades estaduais através da Superintendência de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (SETI) para a compra de equipamentos, telefones celulares e tabletes por exemplo, para os alunos que não possuem os aparelhos e estão com dificuldades para acompanhar as aulas remotas em razão da falta de equipamento e conexão de internet.

 

“É mais um gesto da Assembleia Legislativa de apoio aos paranaenses com a devolução de recursos oriundos da nossa economia”, disse o presidente da Assembleia, deputado Ademar Traiano (PSDB).

 

“Atendemos uma demanda que as universidades trouxeram ao Poder Legislativo, através da Superintendência, e repassamos esse valor para que seja feita a aquisição desses equipamentos. As universidades colocarão esses equipamentos disponíveis para os estudantes que precisam e efetivamente conseguiremos fazer com que o princípio da igualdade seja efetivo”, afirmou o primeiro secretário da Assembleia, deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB).

 

Somente na Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP), 900 alunos nessas condições serão beneficiados, o que representa 10% dos alunos da instituição, conforme informou a reitora Fátima Aparecida da Cruz Padoan que também é presidente da Associação Paranaense das Instituições de Ensino Superior Público.

 

A UENP recebeu a doação de 900 celulares que foram apreendidos pela Receita Federal e com o recurso recebido através do repasse da Assembleia Legislativa, explicou a reitora, serão adquiridos os chips com o pacote de internet e demais equipamentos de informática para empréstimo aos estudantes dentro do Programa Institucional de

 

Acessibilidade Tecnológica da UENP por um período de seis meses.

“Agradeço ao presidente do Legislativo, Ademar Traiano, e ao primeiro secretário, Luiz Claudio Romanelli, e a todos os deputados estaduais que prontamente atenderam a essa demanda da SETI e das universidades, que têm buscado alternativas para acolher a todos seus estudantes e manter as atividades de modo remoto a fim de minimizar os prejuízos que a pandemia e a necessidade de distanciamento social impõem”, disse a reitora.

 

O reitor da Universidade Estadual de Londrina (UEL), Sérgio Carvalho elogiou a iniciativa da Mesa Diretora da Assembleia, que demonstrou grande sensibilidade nesse momento em que, não só as universidades, mas todo o conjunto da sociedade busca alternativas para manter as atividades de modo remoto, respeitando a necessidade do isolamento social.

 

O reitor também lembrou a união entre as reitorias das sete universidades estaduais, que estão agindo de forma unida nesse momento visando enfrentar essa crise provocada pelo coronavírus. “As Instituições estão focadas na busca de alternativas para garantir a inclusão de todos os estudantes. Esse trabalho conjunto encontrou eco na Assembleia”, resumiu o reitor. A UEL foi a responsável pelo Registro de Preços para a compra de equipamentos enquanto a Universidade Estadual de Maringá (UEM) foi responsável pelo Registro de Preços para aquisição de pacotes de Internet

 

Repasses – Somente nesse ano de 2020, a Assembleia Legislativa já devolveu aos cofres do Estado mais de R$ 200 milhões.

O maior repasse, R$ 100 milhões, será destinado à compra de vacina contra a Covid-19, tão logo ela esteja disponível no mercado. Também foram disponibilizados pela Assembleia Legislativa do Governo do Estado R$ 37,7 milhões para a manutenção da estrutura hospitalar para atendimento da população e apoio aos municípios, o que permitiu a ampliação de leitos de UTI e de enfermaria para atendimento dos pacientes com a Covid-19 no Paraná.

 

Ainda na área da saúde, mais R$ 2,5 milhões foram repassados e serão utilizados para a compra de equipamentos e mobiliários para o novo Hospital Erastinho em fase final de construção.

 

Outros R$ 50 milhões foram destinados para a manutenção do programa de recuperação das estradas do Paraná e mais R$ 12 milhões foram devolvidos aos cofres do Estado e serão utilizados para a obra de duplicação e revitalização da Avenida Juscelino Kubitschek de Oliveira, em Matinhos, no Litoral do estado.

 

https://tribunadaregiao.com.br/noticias/artigo/noticias-alep-parana-vai-punir-aumento-abusivo-de-preco

Divulgação/ UEM

 

Alunos da UEM (Universidade Estadual de Maringá) que não têm acessos às tecnologias digitais da informação e comunicação podem inscrever-se para requerer o empréstimo de equipamentos ou a concessão de dispositivo de transmissão de dados em banda larga. A medida é uma ação desenvolvida pela Universidade para atender os acadêmicos em situação de vulnerabilidade econômica na retomada do calendário acadêmico, a partir de 17 de agosto, com aulas remotas.

 

Além de estar regularmente matriculado em um dos cursos de graduação presencial da UEM, assim como em disciplinas que serão ofertadas remotamente, o aluno deverá ter renda familiar per capita de até um salário mínimo e meio para ter direito ao benefício.

 

A inscrição é on-line e poderá ser feita até a próxima segunda-feira (10). Para inscrever-se é necessário preencher o formulário do Google Forms "Inscrição Inclusão Digital”, utilizando, exclusivamente, o e-mail institucional da UEM, disponível neste link.

 

Além de preencher os campos, é necessário anexar, no próprio formulário, cópias do RG, CPF e comprovante de matrícula do acadêmico e do quadro de composição familiar, devidamente preenchido, assinado e digitalizado. Assim como as declarações exigidas. O modelo do quadro e das declarações estão disponíveis nos anexos do Edital 01/2020-PEN/PRH-DCT.

 

Mediante agendamento prévio, a Universidade irá disponibilizar equipamentos na sede e nas secretarias regionais dos campus para efetuar a inscrição. Os agendamentos serão aceitos só até sexta-feira (7), com horários diferenciados em cada unidade. O uso de máscara será obrigatório durante a permanência no campus e o atendimento será realizado conforme as regras sanitárias.

 

Agendamentos

 

O agendamento prévio para quem vai fazer inscrição dentro de um dos campus da UEM deve ser feito via telefone. Confira os contatos e horários de atendimento:

 

Campus sede: (44) 3011-4480, no período das 8h30 às 12h30.

 

Campus de Ivaiporã: (43) 3472-5950, das 13h30 às 17h30.

 

Campus de Cidade Gaúcha: (44) 3675-8260 ou (44) 99928-7285, das 7h30 às 11h30.

 

Campus de Cianorte: (44) 3619-4000, das 8h às 12h.

 

Campus de Goioerê: (44) 3521-8700, das 8h às 12h e das 13h30 às 17h.

 

Campus de Umuarama: (44) 3621-9401, (44) 3621-9301 (44) 3621-9316 ou (44) 99738-2688, das 7h30 às 11h30 e das 13h30 às 17h.

 

Homologação e entrega de documentação

 

UEM irá publicar, no dia 12 de agosto, um edital com as inscrições homologadas no seu site.

 

Na retirada do equipamento ou dispositivo de transmissão de dados em banda larga, o aluno que teve sua inscrição homologada deverá entregar os originais assinados das declarações e formulário de inscrição, assim como cópias dos documentos comprobatórios de renda familiar especificados no Edital.

 

Apenas os alunos aprovados por meio do sistema de Cotas Sociais, nos anos de 2020 e 2019, e que tiveram acesso ao Auxílio Alimentação, em 2019, não precisam apresentar a documentação referente a renda.

 

Mais informações podem ser obtidas através do e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. e também pelo telefone (44) 3011-4480 (Biblioteca Central), de segunda a sexta-feira, das 8h30h às 12h30.

Redação Bonde com Assessoria de Imprensa

 

https://www.bonde.com.br/educacao/noticias/uem-abre-inscricao-para-emprestimo-de-eletronicos-521807.html

UEM (Universidade Estadual de Maringá) abre nesta terça-feira (4) inscrições para professores temporários na área da saúde através de processo seletivo simplificado. Ao todo, são ofertadas 16 vagas, todas para o campus sede da instituição, em Maringá (norte). O edital pode ser consultado neste link.

 

As vagas são para o Centro de Ciências da Saúde.

 

As inscrições podem ser realizadas pela internet e estarão abertas até o dia 17 de agosto. De acordo com o edital, os futuros contratos poderão ter prazo máximo de duração de dois anos.

 

 

A taxa de inscrição é de R$ 153, com pagamento até 18 de agosto. Os candidatos serão submetidos a avaliação de currículos e títulos, e o resultado final sairá em 25 de setembro de 2020.

 

As remunerações previstas no edital variam entre R$ 1.986,45 e R$ 8.372,77, dependendo da titulação do candidato aprovado.

 

Veja as vagas oferecidas

 

Departamento de Análises Clínicas e Biomedicina: 2 vagas.

 

Departamento de Enfermagem: 1 vaga.

 

Departamento de Farmacologia e Terapêutica: 2 vagas.

 

Departamento de Medicina: 11 vagas.

 

https://www.bonde.com.br/educacao/noticias/uem-abre-vagas-para-professores-temporarios-521715.html

Alunos da UEM que não têm acessos às tecnologias digitais da informação e comunicação podem inscrever-se, a partir de hoje (3), para requerer o empréstimo de equipamentos ou a concessão de dispositivo de transmissão de dados em banda larga. A medida é uma ação desenvolvida pela Universidade para atender os acadêmicos em situação de vulnerabilidade econômica na retomada do calendário acadêmico, a partir de 17 de agosto, com aulas remotas.

 

Além de estar regularmente matriculado em um dos cursos de graduação presencial da UEM, assim como em disciplinas que serão ofertadas remotamente, o aluno deverá ter renda familiar per capita de até um salário mínimo e meio para ter direito ao benefício.

 

A inscrição é on-line e poderá ser feita até a próxima segunda-feira (10/8). Para inscrever-se é necessário preencher o formulário do Google Forms “Inscrição Inclusão Digital”, utilizando, exclusivamente, o e-mail institucional da UEM. Clique aqui para abrir o formulário (lembre-se de logar o e-mail institucional)

 

Além de preencher os campos, é necessário anexar, no próprio formulário, cópias do RG, CPF e comprovante de matrícula do acadêmico e do quadro de composição familiar, devidamente preenchido, assinado e digitalizado. Assim como as declarações exigidas. O modelo do quadro e das declarações estão disponíveis nos anexos do Edital 01/2020-PEN/PRH-DCT.

 

Mediante agendamento prévio, a Universidade irá disponibilizar equipamentos no câmpus sede e nas secretarias dos câmpus regionais para efetuar a inscrição. Os agendamentos serão aceitos só até sexta-feira (7/8), com horários diferenciados em cada câmpus (confira no final da matéria). Lembrando que o uso de máscara será obrigatório durante a permanência no câmpus e que o atendimento será realizado conforme as regras sanitárias.

 

 Homologação e entrega de documentação

A UEM irá publicar, no dia 12 de agosto, um edital com as inscrições homologadas.  O documento estará disponível para consulta no site http://www.pen.uem.br/editais-eportarias/editais.

 

Na retirada do equipamento ou dispositivo de transmissão de dados em banda larga, o aluno que teve sua inscrição homologada deverá entregar os originais assinados das declarações e formulário de inscrição, assim como cópias dos documentos comprobatórios de renda familiar especificados no Edital.

 

Apenas os alunos aprovados por meio do sistema de Cotas Sociais, nos anos de 2020 e 2019, e que tiveram acesso ao Auxílio Alimentação, em 2019, não precisam apresentar a documentação referente a renda.

 

Para outras informações consulte o Edital ou encaminhe suas dúvidas para o seguinte e-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.. Informações adicionais também pelo fone (44) 3011-4480 (Biblioteca Central), de segunda a sexta-feira, das 8h30h às 12h30.

 

 Agendamentos

O agendamento prévio para quem vai fazer inscrição dentro de um dos câmpus da UEM deve ser feito via telefone. Confira os contatos e horários de atendimento

 

Câmpus sede: (44) 3011-4480, no período das 8h30 às 12h30.

Câmpus de Ivaiporã: (43) 3472-5950, das 13h30 às 17h30.

 Câmpus de Cidade Gaúcha: (44) 3675-8260 ou (44) 99928-7285, das 7h30 às 11h30.

Câmpus de Cianorte: (44) 3619-4000, das 8h às 12h.

Câmpus de Goioerê: (44) 3521-8700, das 8h às 12h e das 13h30 às 17h.

Câmpus de Umuarama: (44) 3621-9401, (44) 3621-9301 (44) 3621-9316 ou (44) 99738-2688, das 7h30 às 11h30 e das 13h30 às 17h.

(Comunicação UEM)

 

https://radiomaringa.com.br/noticia/772132/universidade-estadual-de-maringa-abre-inscricao-para-emprestimo-de-equipamentos

Está prevista para amanhã, 31, a publicação do edital da Universidade Estadual de Maringá a emprestar smartphones aos alunos da instituição. Os aparelhos serão destinados a estudantes que não têm internet ou não possuem equipamento para assistir às aulas remotas, que foram aprovadas pelo Conselho de Ensino e Pesquisa da UEM. Para se candidatar, o aluno deve seguir alguns requisitos, como estar regularmente matriculado na instituição, ter renda familiar por pessoa de até um salário mínimo e seguir o cronograma das disciplinas que serão oferecidas de forma remota. Os aparelhos terão chip de acesso à internet banda larga. Quem emprestar o smartphone precisará assinar um termo de depósito, assumindo a responsabilidade pela guarda e pelo bom uso dos aparelhos.

Foto: Ilustrativa/Foundry Co/Pixabay

A quantidade exata de aparelhos smartphones ofertados no edital ainda não está definida, mas a UEM deve suprir a falta de internet e recursos tecnológicos de todos aqueles que se inscreverem e se adequarem aos requisitos. O Ensino Remoto Emergencial terá início no dia 17 de agosto para os alunos da graduação e a intenção é que todos que necessitem tenham recebido os smartphones antes dessa data. Um levantamento feito com aproximadamente 7 mil alunos da instituição mostrou que ao menos 200 estudantes não têm um aparelho que permita assistir às aulas ou encontrar dificuldade para acessar a internet, mas o número pode ser maior, uma vez que a UEM tem cerca de 15 mil estudantes apenas nos cursos de graduação presencial. 

 

O ano letivo de 2020 ainda não começou, por conta da pandemia do coronavírus, e a decisão do retorno às aulas teve debates acalorados, já que alguns estudantes não queriam a aprovação do ensino remoto. Durante a reunião do Conselho que decidiu pela retomada por meio de aulas não presenciais, uma professora chegou a ofender um aluno usando um termo homofóbico

 

https://ricmais.com.br/noticias/edital-emprestar-smartphones-alunos-uem/

Mais Artigos...