Sidebar

18
Qui, Jul

Conforme calendário da instituição, lista de aprovados no processo seletivo deve sair no dia 16 de agosto

A Universidade Estadual de Maringá (UEM), no Paraná, divulgou nesta quarta-feira, 17 de julho, os gabaritos provisórios do Vestibular de Inverno 2019. Acesse:

Gabaritos Vestibular de Inverno 2019 UEM

Interessados em entrar com recursos podem participar até as 15h de amanhã (18). Conforme o cronograma, o resultado do processo seletivo deve sair no dia 16 de agosto. Os aprovados iniciarão as aulas no primeiro semestre de 2020.

Os mais de 18 mil inscritos fizeram as provas nos dias 14 e 15 de julho nas cidades de Maringá, Curitiba, Cascavel, Apucarana, Campo Mourão, Cianorte, Cidade Gaúcha, Goioerê, Ivaiporã, Paranavaí e Umuarama. 

No total, os estudantes produziram uma redação e responderam 90 questões de conhecimentos gerais e específicos. 

Vagas

A UEM está oferecendo 1.494 vagas em 70 cursos de graduação. Do total de oportunidades, 20% são reservadas para o sistema de cotas sociais.

As carreiras são ministradas nas cidades de Maringá, Umuarama, Cidade Gaúcha, Goioerê e Ivaiporã. 

Veja os três cursos mais procurados deste vestibular:

Medicina: 413,7 candidatos por vaga entre os não cotistas e 266,7 entre os cotistas

Odontologia: 41,5 entre não cotistas e 41,0 entre cotistas

Arquitetura e Urbanismo: 37,5 entre não cotistas e 24,7 entre cotistas

Mais informações no Manual do Candidato.

https://vestibular.mundoeducacao.bol.uol.com.br/noticias/uem-libera-gabaritos-de-vestibular-de-inverno-2019/339355.html

Pesquisadores descobriram uma espécie inédita de dinossauro que viveu na região noroeste do Paraná há 90 milhões de anos. O fóssil foi encontrado em um sítio paleontológico de Cruzeiro do Oeste por pesquisadores da Universidade Estadual de Maringá (UEM), da Universidade de São Paulo (USP) e do Museu Paleontológico de Cruzeiro do Oeste . A novidade foi anunciada nesta quarta-feira (26).

A descoberta comprova que dinossauros habitaram a região noroeste do estado pelo menos 30 milhões de anos antes da extinção de grandes espécies. Na época, a região era um deserto.

A nova espécie foi batizada pelos pesquisadores de Vespersaurus paranaensis. O animal tinha em torno de um metro e meio, era bípede e carnívoro – se alimentava de outros pequenos animais,

“Tinha uma característica muito peculiar que era uma garra no pé em formato de lâmina que ele utilizava na captura de pequenas presas. Era um animal carnívoro, de pequeno porte, vivia no deserto e tinha um esqueleto leve, igual as aves têm hoje em dia ”, explicou o pesquisador Max Langer, da USP de Ribeirão Preto.

Cruzeiro do Oeste é uma cidade pequena da região noroeste, tem cerca de 21 mil habitantes. Na década de 70, agricultores da região encontraram os primeiros fósseis.

Os materiais foram guardados pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) e somente 40 anos depois eles foram analisados. Em 2014, pesquisadores de Santa Catarina pesquisadores confirmaram que os fósseis eram de Pteurossauros, répteis voadores.

As características dos pés desse fóssil ajudaram os pesquisadores a identificar que essa espécie de dinossauro é única no mundo.

“Essa espécie tinha uma característica muito interessante, tinha apenas um único dedo de sustentação na pata. Então, mais ou menos igual aos cavalos de hoje em dia, ele se locomovia no suporte de apenas um dedo. As características do pé são únicas, nenhum animal que se conhece no mundo tem essas essas características, então foi até relativamente fácil definir que era uma espécie nova”, detalhou o pesquisador Max Langer.

A descoberta mostra que a América do Sul, o Brasil, também eram locais onde habitavam dinossauros, assim como nos Estados Unidos e Europa.

“Essa descoberta é fantástica, porque é o primeiro dinossauro descoberto e descrito aqui no Paraná. Além do mais, a gente tem um dinossauro carnívoro, o que é muito raro de ser encontrado, de ser preservado. Temos, por exemplo, a ideia de há muitos dinossauros na América do Norte, Estados Unidos, Europa, e aqui não tem. Essa pesquisa mostra que tem sim, só que a gente ainda está descobrindo eles”, pontuou o presidente da Sociedade Brasileira de Paleontologia, Renato Pirani Ghilardi.

Com G1

https://www.opresente.com.br/geral/pedidos-de-recuperacoes-judiciais-no-pais-caem-quase-18-no-primeiro-semestre-diz-serasa-experian/

Provas serão aplicadas em Maringá, Curitiba, Cascavel, Apucarana, Campo Mourão, Cianorte, Cidade Gaúcha, Goioerê, Ivaiporã, Paranavaí e Umuarama

A Universidade Estadual de Maringá (UEM), no Paraná, realiza neste domingo e segunda-feira, 14 e 15 de julho, as provas do Vestibular de Inverno 2019. São esperados 18.008 candidatos. 

O processo seletivo ocorrerá das 14h às 19h, em Maringá, Curitiba, Cascavel, Apucarana, Campo Mourão, Cianorte, Cidade Gaúcha, Goioerê, Ivaiporã, Paranavaí e Umuarama. 

Confira a distribuição das questões:

14/07

Uma redação e 40 questões objetivas de conhecimentos gerais

15/07

20 questões de português, literatura e língua estrangeira e 30 questões de conhecimentos específicos

Os portões dos locais de prova ficarão abertos das 13h20 às 13h50. Os candidatos deverão levar documento de identidade com foto e caneta azul.

Vagas e resultado

A UEM está oferecendo 1.494 vagas em 70 cursos de graduação. Do total de oportunidades, 20% são reservadas para o sistema de cotas sociais.

As carreiras são ministradas nas cidades de Maringá, Umuarama, Cidade Gaúcha, Goioerê e Ivaiporã. 

Veja os três cursos mais procurados deste vestibular:

Medicina: 413,7 candidatos por vaga entre os não cotistas e 266,7 entre os cotistas

Odontologia: 41,5 entre não cotistas e 41,0 entre cotistas

Arquitetura e Urbanismo: 37,5 entre não cotistas e 24,7 entre cotistas

Veja a concorrência completa

O resultado do Vestibular de Inverno 2019 da UEM será divulgado no dia 16 de agosto. Os aprovados iniciarão as aulas no primeiro semestre de 2020.

Mais informações no Manual do Candidato.

https://vestibular.mundoeducacao.bol.uol.com.br/noticias/uem-mais-de-18-mil-inscritos-participam-do-vestibular-de-inverno-2019/339323.html

Mais de 18 mil candidatos estão inscritos no vestibular. Medicina, Odontologia e Arquitetura e Urbanismo são os cursos mais concorridos.

Crédito da foto: Divulgação/Mallu Andrade/UEM

A Universidade Estadual de Maringá (UEM) vai aplicar as provas do Vestibular de Inverno 2019 neste domingo e na segunda-feira, 14 e 15 de julho, das 13h50 às 19h, para mais de 18 mil candidatos.

As provas serão aplicadas em Apucarana, Campo Mourão, Cascavel, Cianorte, Cidade Gaúcha, Curitiba, Goioerê, Ivaiporã, Maringá, Paranavaí e Umuarama. Clique aqui para conferir os locais.

Os candidatos devem chegar com, no mínimo, 30 minutos de antecedência ao local de prova, portando documento de identificação original com foto e caneta esferográfica de material transparente e tinta azul.

Provas

O processo seletivo da UEM será realizado em duas etapas, com Prova 1 e Prova 2. Confira como será a divisão dos conteúdos:

Domingo (14/07): Prova 1 - Redação + 40 questões objetivas de Conhecimentos Gerais.

Segunda-feira (15/07): Prova 2 - 50 questões objetivas divididas por Língua Portuguesa (10), Literaturas em Língua Portuguesa (5), Língua Estrangeira (5) e Conhecimentos Específicos (30).

Resultado

A previsão é que o resultado do processo seletivo seja divulgado no dia 16 de agosto e que as matrículas dos aprovados sejam realizadas no início de 2020.

Vagas e Concorrência

A oferta da UEM é de 1.494 vagas, das quais 288 são destinadas aos cotistas sociais. O curso com a maior concorrência é Medicina (Maringá), com 413,7 candidatos por vaga. Em seguida está Odontologia (Maringá) com 41,5 candidatos por vaga e Arquitetura e Urbanismo (Maringá) com 37,5 candidatos por vaga.

Clique aqui para ver a concorrência geral do vestibular.

As oportunidades da UEM são para Maringá, Umuarama, Cianorte, Goierê e Cidade Gaúcha.

Para mais informações acesse o Site da UEM ou consulte o edital

https://vestibular.brasilescola.uol.com.br/noticias/uem-aplica-provas-vestibular-inverno-2019-partir-amanha-14/345831.html

Promovido pela Software by Maringá, o TICNOVA 2019 contará com mais de 2 mil participantes entre os dias 20 a 24 de agosto

Vem aí a 7ª edição do TICNOVA, evento de tecnologia e inovação do sul do país, promovido pela Software by Maringá, entidade que reúne mais de 100 empresas de TI e startups. O evento acontecerá entre os dias 20 e 24 de agosto. São esperados mais de 2 mil participantes nos cinco dias de programação.

Para abrir o evento com chave de ouro, Allan Costa, diretor-presidente da Celepar, Companhia de Tecnologia da Informação e Comunicação do Paraná, fará uma palestra magna no dia 20/08 às 19 horas, no Teatro Calil Hadad. Já estão previstas outras participações para a abertura, que serão comunicadas em breve.

A sede principal do evento nos dias 21 e 22 será o campus Maringá da UniCEsumar. Já nos dias 23 e 24 o Circuito TICNOVA acontecerá em diversas instituições da cidade, onde acontecerão trilhas simultâneas em locais como como a Universidade Estadual de Maringá (UEM) e a sede TecnoSpeed, conhecida como a Casa do Desenvolvedor, que organizará hackatons (maratonas de programação) e ideations (desafios de inovação a partir do pensamento coletivo), entre outros. Outras “embaixadas TICNOVA” espalhadas pela cidade também farão parte do circuito TICNOVA 2019 e serão anunciadas assim que confirmadas.

A inspiração do TICNOVA 2019 é inovação como chave para melhorar a vida das pessoas e potencializar a criação de novos negócios são os temas principais do evento. A principal vocação do TICNOVA é articular e fomentar o ecossistema de TI de Maringá e região, além de trazer as principais tendência de mercado, promovendo a integração entre empresas, universidades, poder público e sociedade civil organizada.

Outro tema relevante a ser abordado durante o TICNOVA 2019 é o Parque de TI de Maringá, que contará com 179 mil m2 e abrigará empresas do setor e instituições de ensino, centros de pesquisas e inovação, ambientes de co-working voltados para o desenvolvimento de startups, espaços de criação como FabLab, áreas comuns de alimentação e estacionamento, creches, locais para reuniões, debates e treinamentos. O novo Parque Tecnológico promoverá ainda mais integração entre as empresas e o setor ficará ainda mais fortalecido. O evento também abordará os encaminhamentos do Masterplan, que define objetivos para 2047, quando Maringá completa 100 anos.

Em breve serão divulgadas mais informações do evento como as trilhas com conteúdos customizados para os técnicos de desenvolvimento de software, temas acadêmicos, empreendedorismo e startups e conteúdos voltados para empresários do setor, entre outros. Também participarão do TICNOVA 2019 palestrantes que são referência em suas áreas de atuação para compartilhar seu conhecimento e levar um pouco das experiências de Maringá.

https://inforchannel.com.br/2019/07/10/ticnova-2019-contara-com-um-circuito-em-varias-instituicoes-de-maringa/

Mais Artigos...