Sidebar

15
Sex, Nov

A homenagem foi prestada durante o lançamento do livro “Vim, Vi, Venci”…

As instituições de ensino superior do Estado homenagearam nesta segunda-feira (11), no Palácio Iguaçu, o ex-governador Paulo Pimentel, dentro das comemorações pelos 50 das universidades de Londrina (UEL), Maringá (UEM) e Ponta Grossa (UEPG). Elas foram criadas em 6 de novembro de 1969 pela Lei Estadual nº 6.034, sancionada pelo então governador Paulo Pimentel (1966-1971). Em cinco décadas, elas formaram 200 mil profissionais.

Pimentel recebeu placa e troféu em reconhecimento à iniciativa. A homenagem foi prestada durante o lançamento do livro “Vim, Vi, Venci”, sobre vida e trajetória do ex-governador. “O meu sonho era levar o ensino superior para o Interior, e esse sonho se concretizou”, afirmou o ex-governador.

 O evento foi no Salão de Atos do Palácio Iguaçu, com a presença do governador Carlos Massa Ratinho Junior, do vice-governador Darci Piana, de representantes do Governo do Estado, do superintendente de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Aldo Bone; e reitores das sete universidades estaduais, incluindo Sérgio Carvalho (UEL); Miguel Sanches Neto (UEPG); e Julio César Damasceno (UEM), lideranças de diversos setores, amigos e familiares.

Darci Piana falou sobre o legado de Paulo Pimentel e a visão do ex-governador de levar o ensino superior para o interior do Estado. “Imaginem naquela época, em 1969, criar as três universidades. Foi um exemplo para o País”, disse. “Hoje com sete universidades estaduais, o Paraná é o Estado com o maior número de instituições próprias, é uma marca nacional de qualidade de ensino. Tudo começou com as mãos de Paulo Pimentel”, afirmou.

Hoje, as universidades de Londrina, Maringá e Ponta Grossa são referência no Brasil e no Exterior em ensino, pesquisa e extensão. “Elas tiveram papel importante no desenvolvimento econômico e social do Paraná. São instituições que possuem excelência no ensino, pesquisa e na interação com os diversos municípios por meio da prestação de serviços”, disse Aldo Bona. “Nosso dever agora, para honrar o nome do ex-governador, é fazer ainda mais pelo desenvolvimento do Estado”, salientou.

UNIVERSIDADES – Com cerca de 90% dos professores com títulos de mestre ou doutor, as universidades mantêm um bom desempenho em diversos processos de avaliação, nacionais e internacionais. No Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade), do Ministério da Educação, elas ganharam destaque em 19 cursos.

Também estão entre as melhores nos cursos de pós-graduação. O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) posicionou as três universidades como conceito 4, numa escala que vai no máximo até 5.

As três universidades estão entre as mais inovadoras do Brasil, segundo o Ranking Universitário da Folha de São Paulo (RUF) e entre as melhores da América Latina, segundo a consultoria britânica QS World Universitty Rankings. São cerca de 2.600 projetos de pesquisa desenvolvidos por professores e alunos nas universidades, apresentando soluções para demandas estaduais e áreas estratégicas.

Outra ação importante desenvolvida pelas universidades estaduais em conjunto com o setor produtivo é a atividade executada pelas Agências e Núcleos de Inovação (NITS). Os NITS foram responsáveis por 117 patentes depositadas nos campos tecnológico e social.

Por meio dos projetos de extensão as universidades se conectam com a população ofertando serviços e ações gratuitas nas áreas de saúde, educação, agricultura familiar, diversidade, inovação, projetos culturais e sociais. As três instituições atendem, juntas, 1 milhão e meio de pessoas no Paraná com cerca de 700 projetos.

O Programa Universidade Sem Fronteiras (USF), financiado pelo Governo do Estado, por meio da Superintendência de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, também está presente na UEL, UEM e UEPG com 42 projetos, que desenvolvem ações de extensão, pesquisa e capacitação tecnológica em municípios com baixo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH).

BIOGRAFIA – Nascido em Avaré (SP), em 1928, Paulo Pimentel se mudou para o Paraná em 1955. Foi o governador do Estado entre 1966 e 1971. Empresário da comunicação, foi fundador do Grupo Paulo Pimentel, formado por emissoras de televisão, rádios e jornais.

O livro “Vim, Vi e Venci” é uma biografia romanceada sobre a história do ex-governador, escrito pelo empresário e escritor Cleverson Garrett. “Trouxe um pouco para essa biografia o seu lado humano e jovem, de quando ele ainda sonhava em ser importante. Ele teve uma história fantástica, que se mistura com a do Paraná e do Brasil”, disse Garrett. “Ele foi um visionário, que trabalhou com a integração do Estado, construiu estradas e universidades. Já naquela época ele pensava em dar opção às pessoas que viviam no Interior”, acrescentou.

O texto é da AEN.

https://cgn.inf.br/noticia/18644/universidades-homenageiam-ex-governador-paulo-pimentel

Tricampeã! Após vitória em 2017 e 2018, a Incubadora Tecnológica de Maringá é eleita novamente como a melhor incubadora do Paraná. O prêmio de 2019 foi revelado ontem (11) pela Rede Paranaense de Incubadoras e Aceleradoras de Empreendimentos Inovadores (Re-Inova) durante o Fórum Paranaense de Incubadoras e Aceleradoras, realizado na 4ª Feira de Ciência, Tecnologia e Inovação (Inventum), em Pato Branco (PR).

A Incubadora Tecnológica de Maringá foi criada na Universidade Estadual de Maringá (UEM), parceira até hoje e onde também fica uma das suas sedes. Ricardo Mânica, vice-presidente da Re-Inova, explica que para chegar ao resultado final foram considerados: número de empreendimentos incubados, de empregos gerados e seus faturamentos; total de investimento externo captado; e número de marcas e patentes. Os representantes maringaenses não puderam estar presentes na solenidade, mas receberão certificado e voucher de R$ 1 mil para usarem em eventos durante 2020.

Marcelo Farid Pereira, professor da UEM e coordenador estratégico da Incubadora Tecnológica de Maringá, destaca que esta instituição tem excelente infraestrutura, além de realizar cursos e treinamentos constantemente, dar apoio total às empresas incubadas e ter parcerias com investidores. “Temos o melhor ambiente para se estruturar negócios de base tecnológica no Estado”, afirma.

(Foto: Comunicação UEM)

https://radiomaringa.com.br/noticia/604004/incubadora-de-maringa-e-eleita-a-melhor-do-parana-pelo-terceiro-ano-seguido

A Universidade Estadual de Maringá divulga, hoje (8), os locais de prova do Vestibular de Verão UEM 2019. As provas serão aplicadas nos dias 8 e 9 de dezembro, das 13h50 às 19 horas, em Maringá, Apucarana, Campo Mourão, Cascavel, Cianorte, Cidade Gaúcha, Curitiba, Goioerê, Ivaiporã, Paranavaí e Umuarama.

LOCAIS DE PROVA VESTIBULAR UEM VERÃO 2019

A consulta deverá ser feita no site http://www.vestibular.uem.br/

O total de inscritos chegou a 13.118, com um crescimento de 2,7% em relação ao mesmo concurso no ano passado. São oferecidas 1.519 vagas, sendo 287 reservadas para cotas sociais que beneficiam estudantes de baixa renda.

CONCORRÊNCIA

De acordo com a Comissão Central do Vestibular (CVU), no Vestibular de Verão foram registrados 209,8 candidatos por vaga no curso de Medicina, com um total de 2.727 inscritos. Entre os cotistas são 154 candidatos por vaga, totalizando 462 inscritos.

Odontologia e Psicologia também registraram forte concorrência no Vestibular de Verão, com 33,5 e 29,2 candidatos por vaga, respectivamente. Entre os cotistas os mais concorridos, depois de Medicina, foram Arquitetura e Urbanismo (23,7 candidatos por vaga) e Odontologia (23,3).

Veja aqui a concorrência em todos os cursos.

https://www.sejabixo.com.br/vestibular/locais-de-prova-vestibular-uem-verao-2019/

Provas serão realizadas nos dias 8 e 9 de dezembro, em 11 cidades paranaenses. Mais de 13 mil candidatos disputam 1.519 vagas.

Os mais de 13 mil inscritos no Vestibular de Verão 2019 da Universidade Estadual de Maringá (UEM) já podem consultar o local de prova. Confira:

Local de prova UEM Verão 2019

Recentemente, a UEM também divulgou o resultado da prova de habilidade específica para o curso de bacharelado em Música (veja aqui). Foram habilitados 22 candidatos.

Provas

As provas do Vestibular de Verão 2019 da UEM serão aplicadas nos dias 8 e 9 de dezembro, em Apucarana, Campo Mourão, Cascavel, Cianorte, Cidade Gaúcha, Curitiba, Goioerê, Ivaiporã, Maringá, Paranavaí e Umuarama. 

Nos dois dias, as provas serão realizadas das 14h às 19h. Os portões dos locais de prova serão abertos às 13h20 e fechados às 13h50. Os vestibulandos deverão levar documento de identidade com foto e caneta azul. Bebidas e alimentos em pequena quantidade são permitidos.

Dia 8/12: redação e 40 questões objetivas de conhecimentos gerais

Dia 9/12: 10 questões objetivas de língua portuguesa, 5 de literatura, 5 de inglês, espanhol ou francês e 30 de conhecimentos específicos ao curso escolhido.

O gabarito provisório será divulgado no dia 11 de dezembro. Já o resultado final do vestibular é esperado para 17 de janeiro de 2020.

Vagas

Nesta edição, o vestibular da UEM oferece 1.519 vagas, sendo 20% reservadas para o sistema de cotas sociais (candidatos de baixa renda que estudaram todas as séries do ensino fundamental e médio em escola pública). 

O curso mais concorrido do vestibular é Medicina, com 209,8 candidatos por vaga. Em seguida estão Odontologia (33,5 inscritos por vaga), Psicologia (29,2) e Arquitetura e Urbanismo (26,9). 

Veja a concorrência completa

Ao todo, 13.118 estudantes se inscreveram no Vestibular de Verão 2019 da UEM, um aumento de 2,7% em relação ao ano passado.

Mais informações no Manual do Candidato e no site vestibular.uem.br.

https://vestibular.mundoeducacao.bol.uol.com.br/noticias/locais-de-prova-vestibular-verao-2019-uem/339904.html

O processo seletivo será realizado em 8 e 9 de dezembro, das 14h às 19h. São esperados 13.118 inscritos.

Crédito da foto: Mallu Andrade/UEM

A Universidade Estadual de Maringa (UEM) liberou o cartão com os locais de prova do Vestibular de Verão 2019 nesta sexta-feira, 8 de novembro. O processo seletivo será realizado em 8 e 9 de dezembro. 

Confira os locais de prova

Os candidatos terão que entrar nos locais de prova até 13h50, sendo a aplicação das provas a partir das 14h. O Vestibular se encerrará às 19h, mas os candidatos poderão deixar a sala de aula a partir das 17h. 

A UEM exige que os candidatos estejam com documento de identificação original com foto e que levem caneta de tinta azul para as provas. 

Provas

O primeiro dia do Vestibular será composto por uma redação e 40 questões objetivas de Conhecimentos Gerais. No segundo, os candidatos responderão perguntas de Língua Portuguesa e Literaturas em Língua Portuguesa, Língua Estrangeira e Conhecimentos Específicos.

O curso de Música foi o único que contou com provas de habilidades específicas. Em 13 de outubro, candidatos tiveram Percepção Musical e Conhecimentos Gerais de Música. Já a prova prática de instrumento/canto foi nos dias 14 e 15 seguintes. O resultado pode ser conferido neste link.

Resultado e Vagas

O resultado do Vestibular de Verão será divulgado em 17 de janeiro de 2020. A pontuação dos candidatos ficará disponível até 17 de fevereiro.  

A UEM oferece 1.519 vagas no Vestibular de Verão 2019, sendo 287 oportunidades para cotistas. A oferta está presente nas cidades de Maringá, Umuarama, Goioerê, Cianorte e Ivaiporã.

Os cursos mais concorridos do Vestibular de Verão 2019 são:

Medicina: 209,8 candidatos por vaga

Odontologia: 33,5 candidatos por vaga

Psicologia: 29,2 candidatos por vaga

Mais informações no site da UEM e no Manual do Candidato. 

https://vestibular.brasilescola.uol.com.br/noticias/uem-pr-divulga-locais-prova-vestibular-verao-2019/346540.html

Mais Artigos...