Sidebar

23
Qui, Mai

Os resultados contemplam o Vestibular de Verão, EaD e PAS 2017

 

A Universidade Estadual de Maringá (UEM), no Paraná, liberou os resultados de seus processos seletivos. Podem consultar os resultados os estudantes que participaram do Vestibular para cursos a distância (EaD), do Processo de Avaliação Seriada (PAS) de 2017 e do Vestibular de Verão 2017.

Vestibular de Verão 2017

Aprovados PAS 2017

Vestibular EaD 2017

O procedimento de matrículas será feita em duas etapas, sendo a primeira virtual nos dias 5 e 6 de fevereiro. Até o dia 7 seguinte, os aprovados devem enviar a documentação necessária via correspondência. A relação de documentos e outras informações podem ser obtidas nesta página.

Provas

No caso do vestibular EaD do PAS 2017 as provas foram aplicadas no dia 19 de novembro e compostas por 40 questões de Arte, Biologia, Filosofia, Física, Geografia, História, Matemática, Química, Sociologia, Língua Portuguesa e Língua Estrangeira. 

Já o Vestibular de Verão 2017 teve suas provas aplicadas entre os dias 10 e 12 de dezembro para mais de 15 mil candidatos. Eles responderam questões conhecimentos gerais e específicos, conforme o curso.

Veja as provas e os gabaritos

Vagas

A oferta foi de 1.518 vagas para o Vestibular de Verão, sendo 287 para cotistas. Já para o vestibular EaD, foram 1.350 oportunidades, das quais 270 são reservadas para as ações afirmativas. No caso dos participantes da terceira etapa do PAS a oferta foi de 752 vagas em cursos superiores da UEM.

Para mais informações, acesse os Editais.

http://vestibular.brasilescola.uol.com.br/noticias/uem-divulga-lista-aprovados-seus-vestibulares/341917.html

A Universidade Estadual de Maringá (UEM), no Paraná, disponibilizou na manhã desta terça-feira, 30 de janeiro, a relação de aprovados nos seus Vestibulares de Verão e na modalidade de Ensino a Distância (EaD), além do Programa de Avaliação Seriada (PAS) 2017. Confira:

Aprovados Vestibular de Verão 2017

Aprovados Vestibular EaD 2017

Aprovados PAS 2017

Todos os candidatos ingressantes deverão realizar a efetivação da matrícula via internet entre os dias 05 e 06 de fevereiro. Posterior a esta etapa, eles deverão entregar a documentação exigida até o dia 07 seguinte. 

Contudo, a documentação exigida para matrícula não pode ser entregue pessoalmente.  É obrigatório o envio pelos correios ou outra forma de postagem dentro do prazo máximo informado no calendário de matrícula.

A relação dos documentos exigidos dentre outras informações podem ser visualizadas neste link.

Vestibular de Verão

As provas do Vestibular de Verão foram aplicadas entre os dias 10 e 12 de dezembro do ano passado, nas cidades em que existem unidades da universidade.

No primeiro dia, os participantes responderam 40 questões de Conhecimentos Gerais. No dia seguinte, foram 20 questões de Literatura, Língua Estrangeira, Língua Portuguesa e Redação. No último dia, foram 40 questões Conhecimentos Específicos.

A UEM ofereceu 1.518 vagas, das quais 287 foram destinadas aos cotistas. As oportunidades são para Maringá, Umuarama, Cianorte, Cidade Gaúcha e Goierê. 

Mais informações nos Editais. 

PAS e Vestibular EaD

No dia 19 de novembro foram realizadas as provas do PAS e do Vestibular EaD 2017. Elas foram aplicadas em Apucarana, Campo Mourão, Cianorte, Goioerê, Ivaiporã, Loanda, Londrina, Maringá, Paranavaí, Umuarama, Cidade Gaúcha e Diamante do Norte, sendo essas duas últimas cidades só para o vestibular EaD.

As provas foram compostas por 40 questões de conhecimentos gerais, língua portuguesa e literatura, língua estrangeira e, no caso da 3ª etapa do PAS, conhecimentos específicos ao curso escolhido.

Ao todo, 4.901 estavam inscritos na 3ª etapa do PAS da UEM. Eles concorreram a 752 vagas. O curso de Medicina foi o mais buscado, com 64,1 de concorrência. 

O Vestibular EaD recebeu 1055 inscrições, sendo 109 de cotistas, para 1.350 vagas nos cursos a distância em Administração Pública, Ciências Biológicas e Tecnologia em Gestão Pública. Do total de vagas, 270 são para cotistas.

Mais informações nos Editais e no site da CVU (Comissão de Vestibulares Unificados).

http://vestibular.mundoeducacao.bol.uol.com.br/noticias/uem-divulga-resultado-pas-dos-vestibulares-verao-ead-2017/336021.html

Os servidores da Universidade Estadual de Maringá (UEM) se reúnem em assembleia nesta sexta-feira (26) para votar indicativo de greve. Eles pretendem paralisar as atividades caso os salários de janeiro não sejam pagos.

O governo do Paraná condicionou o pagamento a adesão da universidade ao Meta-4. “Já não tivemos reposição salarial e a data-base não foi respeitada. Não faz sentido ficarmos sem salário. O governo está comprando uma briga desnecessária com os servidores. O governador Beto Richa é inimigo da educação”, diz o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino de Maringá (Sinteemar), José Maria de Oliveira Marques.

Segundo ele, o sindicato apoia a decisão do reitor Mauro Baesso de não aderir ao novo sistema de gerenciamento da folha de pagamento dos servidores públicos do estado.

“Concordamos com o reitor que esse sistema tira a autonomia da universidade. Essa transparência que o governo alega já existe. Os salários pagos aos servidores estão no portal da transparência. Não é pago nada além do que está previsto na lei”, alega Marques.

A assembleia está agendada para as 8h, em primeira convocação, e 8h30, em segunda, no Auditório do Trabalhador do Sinteemar.

Em caso de aprovação do indicativo, a greve deve ser deflagrada no início de fevereiro caso o salário não seja depositado até a data limite de 31 de janeiro.

http://paranaportal.uol.com.br/cidades/537-servidores-uem-indicativo-greve/

Na quarta-feira (31), foi dia de pagamento dos servidores públicos estatuais, mas os cerca 15 mil funcionários de cinco universidades estaduais não receberam os salários.

Na UEM (Universidade Estadual de Maringá), que não aderiu ao Meta-4, sistema de gestão de recursos humanos do governo do estado, são 4,2 mil servidores. Hoje, o Sinteemar (Sindicato dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino de Maringá) realiza assembleia geral para votar indicativo de greve.

O governo informou que encaminhou ontem para a Caixa Econômica Federal as ordens de pagamento para os funcionários e professores das universidades de Cascavel (Unioeste), Ponta Grossa (UEPG) e Guarapuava (Unicentro). O pagamento dos salários de janeiro foi condicionado pelo governo à integração das universidades ao Meta-4, que gerencia o novo Siaf (Sistema Integrado de Administração Financeira). Apenas a UEM não aderiu ao sistema.

Com salários atrasados, servidores da UEM votam indicativo de greve

Nos casos da UEM e UEL (Universidade Estadual de Londrina), segundo ainda o governo, técnicos do Estado trabalharam para concluir as análises dos documentos enviados nos últimos dias pelas instituições. “A determinação do governo é para que o esforço prossiga durante a noite desta quarta-feira, para que os valores sejam liberados no menor prazo possível para as contas dos servidores destas instituições. Os primeiros arquivos das duas instituições apresentaram inconsistências nas informações”, informou o governo.

De acordo com a UEM, os dados foram enviados ao governo na última-terça-feira para que a folha de pagamento de janeiro fosse processada, mas isto não significa adesão da universidade ao sistema Meta-4. “A UEM está discutindo judicialmente a inconstitucionalidade da determinação governamental de sua inclusão no Sistema RH Meta-4. Tal discussão está sob análise do ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal”, diz nota da instituição.

Servidores e alunos de universidades estaduais fazem paralisação contra o Meta4

Conforme ainda a UEM, a universidade protocolou  pedido de suspensão de execução de liminar concedida pela 3ª Vara da Fazenda Pública de Curitiba que determinou a integração ao Meta 4. Todas as outras universidade estaduais aderiram ao sistema. Pela decisão judicial, o reitor da UEM, Mauro Baesso, teria que pagar multa diária de R$ 500 por descumprimento da liminar. Segundo a universidade, ele ainda não foi notificado.

Decisão do juiz substituto no TJ-PR (Tribunal de Justiça do Paraná), Jailton Juan Carlos Tontini, da última segunda-feira, diz que caso a UEM prossiga fora do Meta–4, o pagamento dos salários deve ser por meio de cadastro individual com a rubrica específica de despesa. Em entrevista coletiva ontem em Curitiba sobre as contas governo do estado de 2017, o secretário da Fazenda, Mauro Ricardo Costa, afirmou que se houve atraso no pagamento de salários a responsabilidade é dos reitores “A autonomia das universidades não podem ser confundida com soberania. Está tendo um desobediência civil de setores da UEM sobre o Meta-4”, disse Costa.

Segundo a assessoria de imprensa da Seap (Secretaria de Estado da Administração e Previdência), desde fevereiro do ano passado, quando foi aberto o prazo para que as universidades estaduais enviassem os dados para o Meta-4, a UEM encaminhou 10 dos 12 dossiês necessários para a folha de pagamento ser integrada ao sistema, a exemplo de informações bancárias e de dependentes dos servidores.

De acordo ainda com a assessoria, os dois dossiês não entregues, um sobre cargos e salários e outro vantagens e descontos, representam 90% das informações necessárias para iniciação no sistema de gestão do governo estadual. A assembleia do Sinteemar será realizada às 13h30, no HU (Hospital Universitário) para votar indicativo de greve e debater a folha de pagamento da UEM. As duas mais recentes paralisações da universidade foram entre 27 de abril e 24 de junho de 2015 e de 14 de outubro a 4 de novembro de 2016.

http://paranaportal.uol.com.br/cidades/servidores-de-universidades-ainda-nao-receberam-salarios/

Conforme calendário, resultado do processo seletivo deve sair no dia 30 de janeiro

 

A Universidade Estadual de Maringá (UEM), no Paraná, divulgou nesta quinta-feira, 14 de dezembro, os gabaritos provisórios do Vestibular de Verão 2017. As provas foram aplicadas de entre os últimos dias 10 e 12.

Provas e gabaritos Vestibular Verão 2017 UEM

Segundo o Edital, a instituição receberá recursos até as 15h de amanhã (15), das 7h40 às 11h e das 13h30  às 16h30,  no Protocolo Geral da UEM, Bloco A-01.

Conforme o calendário, a nota da redação será divulgada no dia 22 de janeiro, enquanto o resultado final é previsto para o dia 30 do mesmo mês.

Vestibular

A oferta é de 1.518 vagas para o Vestibular, sendo 287 para cotistas. Medicina é o curso mais disputado com 136 candidatos por vaga, seguido por Educação Física (35), Direito (34.3) e Odontologia (28.7).

Mais de 15 mil candidatos se inscreveram no processo seletivo. No total, eles produziram uma redação e responderam 40 questões objetivas de Arte, Biologia, Filosofia, Física, Geografia, História, Matemática, Química e Sociologia;  20 de Língua Portuguesa, Literaturas em Língua Portuguesa e Língua Estrangeira e 40 de duas disciplinas, conforme o curso.

Mais informações podem ser obtidas no Edital.

http://vestibular.brasilescola.uol.com.br/noticias/uem-solta-gabaritos-vestibular-verao-2017/341533.html

Mais Artigos...