Sidebar

25
Dom, Out

Matrículas dos aprovados serão realizadas entre os dias 26 e 28 de março.

A Universidade Estadual de Maringá (UEM) publicou o resultado do Vestibular 2018 para vagas remanescentes via Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). 

Confira os aprovados

As matrículas serão realizadas de 26 a 28 de março. As orientações e documentação para o registro acadêmico estão neste edital.

Vagas

A UEM ofereceu 379 vagas para cursos presenciais e 453 oportunidades para graduações a distância. 

As oportunidades presenciais foram para os campi de Maringá, Goioerê, Umuarama, Vale do Ivaí, e Arenito-Cidade Gaúcha. 

As vagas a distância foram para os polos de Assaí, Astorga, Bela Vista do Paraíso, Engenheiro Beltrão, Itambé, Paranavaí, Sarandi, Cidade Gaúcha, Goioêre, Nova Londrina, Umuarama, Ubiratã, Diamante do Norte, Cianorte, São João do Ivaí e Cruzeiro do Oeste.

Seleção

Os candidatos precisaram comprovar média de 400 pontos nas provas do enem (incluindo a redação) e obter nota superior na redação.

O curso de Música contou, ainda, com uma prova de habilidades específicas. 

Mais informações no Edital.

http://vestibular.mundoeducacao.bol.uol.com.br/enem/uem-divulga-resultado-vestibular-2018-via-enem/336430.html

Interessados podem ser inscrever até amanhã, 20 de março. Seleção preencherá vagas remanescentes.

A Universidade Estadual de Maringá (UEM) recebe inscrições para o Vestibular 2018 de vagas remanescentes via Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) nesta terça-feira, dia 20.

Faça sua inscrição

Os candidatos precisam comprovar média de 400 pontos nas provas do enem (incluindo a redação) e obter nota superior na redação.

O curso de Música contará, ainda, com uma prova de habilidades específicas em 22 de março. 

O resultado do Vestibular via Enem será publicado em 21 de março, exceto para Música. As matrículas dos aprovados serão realizadas de 26 a 28 de março. 

Vagas

A UEM oferece 379 vagas para cursos presenciais e 453 oportunidades para graduações a distância. 

As vagas presenciais são para os campi de Maringá, Goioerê, Umuarama, Vale do Ivaí, e Arenito-Cidade Gaúcha. 

Já as vagas a distância são para os polos de Assaí, Astorga, Bela Vista do Paraíso, Engenheiro Beltrão, Itambé, Paranavaí, Sarandi, Cidade Gaúcha, Goioêre, Nova Londrina, Umuarama, Ubiratã, Diamante do Norte, Cianorte, São João do Ivaí e Cruzeiro do Oeste.

Mais informações no Edital.

http://vestibular.mundoeducacao.bol.uol.com.br/noticias/uem-abre-inscricoes-para-vestibular-2018-via-enem/336396.html

Liminar concedida pela da 3ª Vara da Fazenda Pública de Curitiba impõe multa de R$ 500 por dia a Mauro Baesso, reitor da instituição.

O reitor da UEM (Universidade Estadual de Maringá), Mauro Baesso, tinha até ontem (18) para determinar a entrega de dossiês ao governo do estado para integração da instituição ao Meta-4, sistema de gestão de recursos humanos do Governo do Paraná.

A liminar da 3ª Vara da Fazenda Pública de Curitiba prevê multa diária de R$ 500 ao reitor em caso de descumprimento da decisão.

A assessoria de comunicação informou que a universidade vai informar apenas nesta segunda-feira se os dossiês serão encaminhados. O prazo dado pela justiça de 5 dias começou a contar dia 13.

Para a UEM, a adesão ao sistema tira autonomia de gestão da universidade. “A UEM lamenta a imposição dessa ordem judicial provisória, por entender que ela fere a autonomia da instituição e coloca em risco um projeto de universidade pública de qualidade”, diz nota divulgada pela instituição na última sexta-feira.

A universidade se vale de uma decisão de 1992 do TJ-PR (Tribunal de Justiça do Paraná), que reconheceu a autonomia universitária da UEM e UEL (Universidade Estadual de Londrina). O governo do estado entrou com recurso que tramita no STF (Supremo Tribunal Federal).

O embate entre o governo e a UEM fez atrasar os salários de janeiro dos cerca de 4,2 mil servidores da instituição. Os subsídios, que eram para ter sido pagos em 31 de janeiro, foram depositados em 5 de fevereiro.

O Sinteemar (Sindicato dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino de Maringá) aprovou greve a partir de 5 de fevereiro, mas o movimento foi desfeito porque os salários foram depositados.

Os subsídios foram liberados depois que a reitoria encaminhou à Seti (Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior) outorga para governo enviar os arquivos da folha salarial e autorizar a Caixa Econômica Federal a fazer os depósitos pelo sistema único de RH, que é feito pelo Meta-4, software para gestão de folhas salariais contratado pelo governo do estado.

https://paranaportal.uol.com.br/cidades/cidades-destaque-2/428-decisao-judicial-uem-meta-4/

Os animais abandonados pelos donos no hospital veterinário da Universidade Estadual de Maringá (UEM), no noroeste do estado, não serão mais sacrificados.

A prática foi suspensa após uma recomendação do Ministério Público do Paraná, expedida por meio da 6ª Promotoria de Justiça de Umuarama, na mesma região do estado.

Os animais que eram atendidos na instituição se em 15 dias não fossem reclamados pelos donos, passavam por uma eutanásia – isso inclusive era acordado por meio de uma declaração, assinada quando o animal era internado.

Nesta quarta-feira, 28 de fevereiro, a Reitoria da UEM comunicou oficialmente o Ministério Público que acolheu a orientação. A partir de então, o termo de autorização para procedimentos veterinários assinado pelos donos quando deixam os animais para tratamento inclui a informação de que, após 15 dias da alta, os animais não reclamados passam a ser considerados abandonados e são encaminhados para adoção.

Casos excepcionais 

 Na recomendação, a Promotoria de Justiça ressalta que o sacrifício dos animais por motivo de abandono é uma prática ilegal, contrária às normas de proteção animal. Foi proposto ainda que os profissionais da área veterinária que atendem no hospital adotem a eutanásia apenas em casos excepcionais, dentro do previsto por resolução do Conselho Federal de Medicina Veterinária.

http://paranaportal.uol.com.br/cidades/uem-suspende-eutanasia-de-animas-abandonados/

De acordo com o calendário, estudantes que foram convocados deverão fazer registro acadêmico amanhã, 1º de março

 

A  Universidade Estadual de Maringá (UEM), no Paraná, soltou na tarde desta quarta-feira, 28 de fevereiro, a relação de aprovados nos Vestibulares 2017 de vagas remanescentes. Acesse:

Resultado vestibulares 2017 UEM

Conforme o instituição, os selecionados deverão entregar até o dia 5 de março, no campus de oferta do cursos, a seguinte documentação::

Uma fotocópia da Cédula de Identidade (RG);

Uma fotocópia da Certidão de Nascimento ou de Casamento;

Uma fotocópia do histórico escolar do Ensino Médio ou equivalente;

Uma fotocópia da Certificado de Conclusão do ensino médio, ou equivalente;

Uma fotografia 3X4 recente para expedição do cartão de Registro Acadêmico.

A previsão é que as aulas comecem no dia 12 de março. Em caso de novas oportunidades excedentes, a universidade deve realizar uma segunda manifestação de interesse, utilizando as notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Puderam participar estudantes que fizeram provas de um dos processos seletivos da universidade: Vestibular de Verão; Vestibular de Inverno; ou Processo de Avaliação Seriada (PAS) e não efetuaram matrículas, mesmo já tendo sido convocado. Foram oferecidas mais de 800 vagas.

Outros detalhes no Edital.

http://vestibular.brasilescola.uol.com.br/noticias/uem-divulga-resultado-vestibulares-2017-vagas-remanescentes/342177.html

Mais Artigos...