Sidebar

24
Seg, Jun

A noite da última quarta-feira, foi marcada pela conquista de mais uma etapa na vida de micro e pequenos empresários de Goioerê, oportunidade em que um grupo de MEI – Micro Empreendedores Individuais, receberam certificados do Programa Bom Negócio Paraná.

A capacitação, gratuita, foi realizada através de parceria da prefeitura, por intermédio da Secretaria de Indústria e Comércio e Fomento Paraná, com apoio da UEM – Universidade Estadual de Maringá e Polo da UAB – Universidade Aberta do Brasil.

Presente no evento, o prefeito Pedro Coelho disse que o MEI é uma alternativa para formalização de negócios no município. Segundo ele, Goioerê conta com cerca de 2 mil MEIs, que estão sendo capacitados e orientados a participarem das licitações da prefeitura.

“Com os treinamentos oferecidos pela administração, esses profissionais podem agora participar de certames licitatórios, ter acesso a linhas de crédito e serem alcançados por políticas públicas”, disse Coelho.

Também presente na solenidade, a secretária Regina Cruz, da Indústria e Comércio, disse que a administração municipal tem dado todo o suporte necessário para a formalização dos MEI. “O prefeito Pedro Coelho tem sido muito parceiro nesse sentido, pois a geração de emprego e renda é um dos compromissos que busca honrar todos os dias com a população”, citou ela.

Elacita que a capacitação através do Bom Negócio Paraná foi muito importante e que outros treinamentos têm sido feitos, sempre buscando garantir aos MEI, a oportunidade de empreender e crescer, desenvolvendo uma atividade econômica.

Gilson Croscato, diretor do Campus da UEM em Goioerê, disse destacou a importância do curso, citando que seu objetivo é promover o desenvolvimento econômico do município, através da capacitação de micros e pequenos empreendedores para gerir e administrar seu negócio, mesmo àqueles que ainda não têm sua própria empresa.

“A verdade é uma só, além de fomentar o crescimento do negócio, a capacitação contribui para a geração de emprego e renda, melhorando assim, a qualidade de vida da população”, citou ele.

https://www.gazetaregional.com/noticia/mei-e-alternativa-para-formalizacao-de-negocios-diz-o-prefeito-pedro-coelho

Onze cursos de pós-graduação da Universidade Estadual de Maringá (UEM) subiram de conceito na avaliação da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). A lista dos cursos foi divulgada na tarde de terça-feira (10) e deixou a instituição à frente da média nacional.

A UEM obteve registro de crescimento de 30% na avaliação trienal, conforme a Capes. Já as outras universidades brasileiras avaliadas ficaram na casa dos 23%. A avaliação indicou ainda que 69% dos programas de pós-graduação da UEM mantiveram o conceito de 2010. Dentro dessa marca, 23% dos cursos aumentaram a nota, enquanto 8% tiveram queda.

Agronomia subiu de 5 para 6. Biologia Celular, Educação, Ciências Farmacêuticas, Geografia e Letras saíram de 4 e foram para 5. Os programas de Administração, Engenharia Urbana, História, Odontologia Integrada e Psicologia, que marcavam conceito 3, foram elevados para 4. Já o programa de pós-graduação em Zootecnia foi rebaixado de 6 para 5.

Em nota, a UEM informou que um dos motivos para a queda de Zootecnia foi a avaliação ruim atribuída a um dos periódicos da área, no qual boa parte da produção científica do programa era publicada.

Critérios

Entre os critérios da avaliação estão a infraestrutura, a proposta do programa, análise do corpo docente e discente e produção intelectual. Durante a avaliação trienal de 2013, referente ao período de 2010 a 2012, foram analisados 3.337 programas de pós-graduação, que compreendem 5.082 cursos, sendo 2.893 de mestrado, 1.792 de doutorado e 397 de mestrado profissional.

O processo foi realizado durante o período de 30 de setembro a 25 de outubro, quando cerca de 1.200 consultores estiveram reunidos na Capes, distribuídos nas comissões de área de avaliação.

http://www.gazetamaringa.com.br/maringa/conteudo.phtml?id=1432538 

A Universidade Estadual de Maringá (UEM) divulgou neste domingo (8) os gabaritos das provas de conhecimentos gerais, do primeiro dia do Vestibular de Verão. O concurso começou às 9 horas e foi encerrado às 13 horas.

Clique aqui e confira no site da UEM o gabarito da prova de conhecimentos gerais.

Para o presidente da Comissão Central do Vestibular Unificado (CVU), Emerson Arnaut de Toledo, o primeiro dia de provas foi considerado tranquilo. “Foi tudo ordeiro, não registramos nada de anormal.”

Dos 15.413 candidatos inscritos no Vestibular de Verão da UEM, 2.354 não compareceram para fazer a prova de conhecimentos gerais, aplicada neste domingo (8), em Maringá, Cianorte, Umuarama, Cidade Gaúcha, Goioerê e Ivaiporã. O número equivale a 15,25% do total.

Provas seguem até terça-feira

Na segunda-feira (9), as provas aplicadas serão de língua portuguesa, estrangeira, literatura e redação. Na terça-feira (10), o último dia do concurso, os candidatos serão cobrados por avaliações em conhecimentos específicos.

Os horários são sempre os mesmos: os portões abrem às 8h30 e fecham às 8h50. Os candidatos começam as avaliações às 9 horas e seguem até 13 horas.

http://www.gazetamaringa.com.br/maringa/conteudo.phtml?tl=1&id=1431672&tit=UEM-divulga-gabarito-do-primeiro-dia-do-Vestibular-de-Verao 

Com mais uma edição do vestibular da Universidade Estadual de Maringá (UEM), a venda de bebidas alcoólicas volta a ficar proibida na região próxima ao campus. A Lei Seca começa a partir das 20 horas desta sexta-feira (6). A Lei Municipal 8.510/2009 proíbe a venda de bebidas alcoólicas durante a realização das provas, que começam no domingo (8).

De acordo com a lei, a região da UEM que será fiscalizada corresponde ao quadrilátero formado pela Avenida Colombo e Rua Vitória (na Vila Esperança) e pela Avenida Morangueira e Rua Quintino Bocaiúva (na Zona 7). No entanto, de acordo com o setor de fiscalização da Prefeitura de Maringá, haverá fiscalização, também, nas proximidades do Centro Universitário de Maringá (UniCesumar) e Pontifícia Universidade Católica (PUC – sede Maringá), que servirão de locais de provas do vestibular. A proibição do consumo de bebida segue até a 1 hora de quarta-feira (11).

Os donos de bares, lanchonetes e restaurantes que descumprirem a lei podem ser multados em R$ 5 mil e os vendedores ambulantes em R$ 500. Segundo o gerente de fiscalização, Rubens Sebastião Marin, em caso de flagrante, a mercadoria será apreendida e os consumidores em vias públicas terão o produto apreendido e descartado.

http://www.gazetamaringa.com.br/maringa/conteudo.phtml?tl=1&id=1431197&tit=Lei-Seca-do-vestibular-da-UEM-comeca-nesta-sexta 

Mais Artigos...