Sidebar

10
Ter, Dez

Paraná On-line
Tools

A Assembleia Legislativa aprovou o reajuste salarial de 31,73% para os professores das universidades estaduais do Paraná, após passar pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), e rápida votação em plenário, em duas discussões. O benefício será pago em quatro parcelas anuais de 7,14% (2012, 2013, 2014 e 2015), sempre no mês de outubro. O projeto será encaminhado para a sanção do governador Beto Richa.

Professores de três das sete universidades estaduais do Paraná estão em greve por tempo indeterminado. A paralisação começou ontem na Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste) e na Universidade Estadual de Maringá (UEM). Na Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) os docentes suspenderam as atividades na sexta-feira. Os professores da Universidade Estadual de Londrina (UEL) devem aderir ao movimento no próximo dia 3.

Insuficiente


Para a vice-presidente da Seção Sindical dos Docentes da UEM (Sesduem), Marta Belini, a notícia é bem-vinda, mas insuficiente. “Só vamos interromper a greve quando a lei for sancionada e publicada em Diário Oficial””, avalia. Cerca de 1,5 mil professores da UEM estão parados. (CP)

O líder da bancada governista, deputado Ademar Traiano (PSDB), garante que o reajuste será aplicado ainda este ano, apesar de o Estado estar próximo do limite prudencial de gastos com o funcionalismo público.

http://www.parana-online.com.br/editoria/cidades/news/623614/?noticia=PROFESSORES+UNIVERSITARIOS+DO+PR+TERAO+REAJUSTE