Gazeta do Povo
Tools

UFPR

Pagando uma taxa de manutenção, qualquer pessoa tem acesso aos equipamentos da Universidade Federal do Paraná. Para musculação, por exemplo, o valor de um semestre fica em R$ 240 (alunos) ou R$ 330 (comunidade externa). No Centro Politécnico, há uma pista de atletismo, piscina coberta, quatro campos, sala de musculação e duas quadras externas. No câmpus Botânico, há ginásio coberto com duas quadras, área para ginástica olímpica e prática de lutas. Segundo o diretor do Departamento de Educação Física, Fernando Mezzadri, os alunos do curso ajudam a comunidade em várias atividades. “Os estudantes acompanham os professores como estagiários, auxiliando em diversos projetos”, diz. Contato: (41) 3360-4325.

UEM

Divulgação/UEM

Quem tem mais de 8 anos pode participar das aulas de natação e hidroginástica na Universidade Estadual de Maringá. As aulas fazem parte do Projeto de Prestação de Serviços do Centro de Excelência em Atividades Físicas, que cobra mensalidades reduzidas e oferece alguns descontos para alunos antigos. Além das piscinas, a UEM tem pista de atletismo (foto), academia de musculação e ginástica, tatame para aulas de caratê, esportes de aventura, tênis e quadras poliesportivas. Contato: (44) 3011-4314.

UEL

Diferentes públicos são atendidos em projetos de extensão da Universidade Estadual de Londrina e podem usar a estrutura do Centro de Educação Física da instituição. Segundo a diretora do centro, Rosângela Busto, toda a área – que conta com quadras, espaço de dança, musculação e piscinas – é usada diariamente por projetos voltados a pessoas de todas as idades e gestantes. O público externo pode usar o espaço mediante reserva e pagamento de taxa de manutenção. Contato: (43) 3371-4228.

Positivo

Entre os projetos abertos à comunidade externa, a Universidade Positivo (UP) mantém a Academia FitnessUp, gerenciada pelo curso de Educação Física, que disponibiliza aulas de natação, hidroginástica, pilates, musculação, ginástica aerolocal, TRX(treinamento funcional), jiu-jítsu e muay thai. Há também projetos de iniciação ao vôlei e ao futebol para crianças e adolescentes e ginástica para idosos. Segundo o coordenador do Centro Esportivo, Wilson Menoncin Jr., os acadêmicos estão envolvidos com várias atividades, atuando como preparadores físicos em diferentes modalidades e participando de atividades voltadas para a terceira idade. Contato: (41) 3317-3071.

PUCPR

Espaços do complexo desportivo da Pontifícia Universidade Católica do Paraná podem ser alugados por valores específicos para cada modalidade. Durante todo o ano, estagiários de graduação em Educação Física fazem o acompanhamento com professores externos contratados. Contato: (41) 3271-1613.

UTFPR

Cada câmpus da Universidade Tecnológica Federal do Paraná tem sua própria política para uso dos equipamentos esportivos. Em Curitiba, somente alunos e servidores têm acesso. Já em Cornélio Procópio, há diversas modalidades esportivas para a comunidade externa, como ginástica rítmica, vôlei feminino recreativo, futebol de campo, xadrez infantil e basquete adaptado para a terceira idade e para pessoas com deficiência intelectual.

UEPG

Divulgação/UEPG

O câmpus da Universidade Estadual de Ponta Grossa é opção conhecida de quem curte caminhada e corrida em espaço arborizado e bem pavimentado. Mas o que mais chama a atenção da população é o programa Mais Energia – Festival de Saúde, promovido em um domingo por mês. Enquanto alunos da área de Saúde fazem atendimentos e exames gratuitos, os de Educação Física promovem práticas esportivas. Cerca de mil pessoas participam de cada edição, usando quadras, academia ao ar livre, piscina (foto) e outros espaços esportivos. Contato: (42) 3220-3141.

http://www.gazetadopovo.com.br/m/conteudo.phtml?id=1396328&tit=Portas-abertas-para-se-exercitar-nos-campus