Sidebar

06
Qui, Ago

Gazeta do Povo
Tools

Maringá ganhará um Comitê Gestor Local para aproveitar o “efeito Copa do Mundo” e colher benefícios para diversos setores da cidade, principalmente no turismo e na economia. A informação foi confirmada nesta quarta-feira (19) durante reunião de representantes do Governo do Paraná e das universidades estaduais com membros da Rede Seti Esportes. A data para a criação do comitê ainda não foi definida, mas membros da Secretaria de Estado para Assuntos da Copa do Mundo 2014 (Secopa) vão visitar as cidades do interior a partir da próxima terça-feira (25).

Os comitês serão criados pela Câmara Temática do Interior, da Secopa, e devem ser instalados nas cidades que estão no caderno de seleções da Federação Internacional de Futebol (Fifa) como possíveis Centros de Treinamento de Seleções (CTS): Maringá, Londrina, Cascavel e, possivelmente, Foz do Iguaçu.

Comissão de Maringá sai confiante de reunião com japoneses

Os representantes da comissão maringaense para Assuntos da Copa do Mundo saíram confiantes da reunião que tiveram com membros da Associação Japonesa de Futebol (JFA – Japan Football Association), na semana passada, em Brasília (DF), onde a seleção asiática enfrentou o Brasil no primeiro jogo da Copa das Confederações. Segundo o prefeito de Maringá, Carlos Roberto Pupin (PP), os japoneses informaram que outros 20 municípios também fizeram o mesmo contato prévio. Além disso, no ano passado, os representantes conheceram quase 40 cidades brasileiras que foram sugeridas pela Federação Internacional de Futebol (Fifa).

A comissão passou informações que mostraram o potencial da cidade para receber a seleção, citando, inclusive, a cultura nipônica que é representativa em Maringá. O grupo foi recebido pelo vice-presidente executivo da JFA, Tashima Kohzo. De acordo com Pupin, Kohzo citou que dentre todas as cidades que eles conheceram, duas chamaram a atenção. O vice-presidente, no entanto, não citou os nomes.

Clique aqui e leia a matéria completa.

O primeiro objetivo do comitê será auxiliar as comissões municipais para a Copa do Mundo a atrair uma seleção para aclimatação. Caso eles não alcancem o objetivo inicial, a meta será atrair turistas específicos para as cidades, mostrando os traços de colônias estrangeiras. “Queremos estabelecer um contato mais direto com o interior porque teremos muito trabalho nessas cidades, com equipamentos turísticos, algumas prováveis CTSs e algumas cidades com características a oferecer em termos de Copa do Mundo”, declarou o secretário para Assuntos da Copa, Mário Celso Cunha.

O coordenador da Câmara Temática do Interior, o professor Mario Luiz Soares da Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste), citou que os comitês vão envolver instituições de ensino, financeiras, órgãos municipais e empresas. “O interior está muito a mercê, completamente fora de processo, mas a Copa não se resume a dinheiro e investimento”, disse. “Podemos fazer a Copa acontecer com a gestão do conhecimento e a mobilização das pessoas, buscando novos projetos e resgatando a cidadania.”

Para o representante da Universidade Estadual de Maringá (UEM) na reunião, o professor Fernando Starepravo, membro da Rede Seti Esporte, Maringá tem grande potencial para angariar benefícios com o comitê que será criado. Segundo ele, o Município está com conversas adiantadas para trazer uma seleção à cidade e, caso não consiga, poderá atrair turistas japoneses por causa da ligação de Maringá com a colônia.

“Queremos dar visibilidade no sentido de aproximar turistas da cidade, destacando os pontos de roteiros turísticos com os países de origem dos turistas”, comentou. “O comitê pode tentar colocar a cidade em evidência durante a Copa do Mundo.”

Ensino

Os integrantes da Rede Seti Esporte também discutiram um projeto da Secretaria do Esporte que planeja criar uma Residência em Educação Física que envolveria alunos das universidades paranaenses. O curso seria dado por meio da ferramenta Educação à Distância (EAD), com recursos do programa Segundo Tempo, desenvolvido pelo Ministério do Esporte.

Outro projeto discutido foi a ampliação de vagas no Programa de Pós-Graduação Associado em Educação Física desenvolvido pela Universidade Estadual de Londrina (UEL) e UEM. O objetivo é atender professores das universidades paranaenses, buscando oferecer qualificação e ampliando pesquisas nas instituições.

Segundo Starepravo, um grupo de alunos de pós-graduação da UEM serão levados à Curitiba, entre 28 e 31 de julho, onde participarão de uma disciplina de Mestrado e Doutorado voltada à realização de megaeventos no país.

http://www.gazetadopovo.com.br/copa2014/conteudo.phtml?id=1383537&tit=&tit=Maringa-ganhara-Comite-Gestor-Local-para-aproveitar-efeito-Copa