Sidebar

28
Qua, Out

Gazeta do Povo
Tools

Polícia Militar vai realizar força-tarefa para tentar garantir a lei seca durante o concurso


A Universidade Estadual de Maringá (UEM), no Noroeste do estado, esta finalizando os preparativos para o Vestibular de Verão 2008. Até o próximo sábado (29), todas as sete cidades, que irão receber os alunos para o vestibular devem estar com os locais de avaliação preparados e com os fiscais de prova treinados. As provas começam a ser aplicadas no domingo (30) e terminam na terça-feira (2). Os portões abrem às 8h30 e fecham às 8h50. Em Maringá, a Polícia Militar (PM) vai realizar, novamente, uma força-tarefa para tentar garantir a lei seca durante o vestibular.

Segundo a Secretaria de Transportes, não haverá mudanças no sentido das vias de acesso à UEM. Mas, os semáforos das principais avenidas, situados na Zona 7, terão seu tempo alterado. “Queremos facilitar o acesso dos estudantes no campus. Contudo, é bom lembrar que todos os candidatos devem sair com antecedência para chegar a tempo de fazer as provas”, explica o secretário de transportes, Gilberto Purpur.

De acordo com o membro da Comissão de Vestibular Unificado (CVU) Demerval Mendes, durante o sábado (29) haverá plantão no bloco 28 da UEM para tirar dúvidas dos candidatos - das 8 às 11h30 e das 13 às 16h30. O vestibular ocorre também nas cidades de Cianorte, Goioerê, Umuarama, Apucarana, Campo Mourão e Paranavaí. Mais informações podem ser adquiridas pelo telefone (44) 3261-4450 - site www.vestibular.uem.br ou e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

O número de inscritos é praticamente idêntico ao Vestibular de Verão de 2007, realizado em dezembro do ano passado. Naquele ano foram 16.637 inscritos, marca muito próxima dos 16.657 candidatos neste ano. O curso de Medicina aparece como o mais concorrido, com 105,6 candidatos por vaga.

Lei seca

Polícia Militar, associação de moradores e a prefeitura de Maringá vão se mobilizar para montar, mais uma vez, uma força-tarefa para conter possíveis excessos dos estudantes durante a realização do vestibular. O início das atividades está marcado para o dia 28, dois dias antes de começarem as provas (30).

A intenção das entidades é fiscalizar o cumprimento da Lei Municipal 8405/2008, que proíbe a venda e o consumo de bebidas alcoólicas durante o vestibular da UEM, entre a Avenida Colombo e a Rua Vitória, na Zona 7. “Temos que privilegiar a pessoa que veio realmente para estudar e passar no concurso. Quem estiver aqui para fazer algazarra não pode prejudicar o estudante que está em busca de um objetivo sério”, explica o sargento, Argemiro Mendes Ferreira Júnior

De acordo com o sargento, além da PM, Força Verde, Polícia Civil, Secretaria do Meio Ambiente, Conselho Municipal de Segurança, prefeitura e Associação de Moradores da Zona 7 vão participar da operação. “Todos vão fiscalizar a venda ilegal e aglomerações de estudantes”, diz Ferreira.

Projeto reprovado

Segundo a polícia, o conflito entre estudantes e moradores da região da UEM por causa do barulho no decorrer do vestibular é freqüente. Há anos o problema se estende. Numa tentativa de aliviar os ânimos o presidente do Diretório Central dos Estudantes (DCE) da UEM, Caetano Eduardo Roma, apresentou um projeto à comissão da força-tarefa para concentrar os estudantes no Complexo Esportivo Vila Olímpica, na zona 7, mas a idéia não foi aceita por questões de segurança.

Segundo balanço da Polícia Militar, no Vestibular de Inverno da UEM ocorrido em julho deste ano, 13 pessoas foram detidas por porte de entorpecente, na Zona 7, durante o período do concurso.