Sidebar

24
Seg, Jun

Governador disse que o estado está tomando medidas para poder conceder o aumento daqui alguns meses, mas que ainda não é possível

(Foto: Rodrigo Félix Leal/ANPr)

Diante da greve dos servidores estaduais, que está marcada para começar na próxima terça-feira (25), o governador Ratinho Junior disse não ter dinheiro para pagar o reajuste solicitado. Em entrevista coletiva concedida nesta quinta-feira (20), Ratinho disse que o estado está tomando medidas para poder conceder o aumento daqui alguns meses, mas que ainda não é possível.

“Estamos fazendo esforços, cortando mordomias, para construir um projeto que permita, daqui a alguns meses ou no ano que vem, dar reajuste aos funcionários. Minha função como governador é cuidar do equilíbrio e garantir saúde financeira ao Estado”, afirmou o governador.

Ratinho também afirmou que o esforço para melhorar o estado não deve ser só do governo, mas de toda a sociedade. “Podemos até pensar em reajuste, mas seria necessário aumentar impostos.

E precisamos perguntar para a sociedade se quer aumento de imposto para dar reajuste para servidor”, disse.

Greve

Convocada pelo Fórum das Entidades Sindicais, a greve dos servidores começa na próxima terça-feira (25). Os trabalhadores pedem um reajuste salarial referente à inflação dos últimos 12 meses, que representa 4,94%. As categorias, porém, afirmam que o congelamento já representa perdas salariais que alcançam os 17%. Professores e funcionários de escolas já aderiram ao movimento, assim como os servidores da Universidade Estadual de Maringá. Já os trabalhadores da segurança pública, incluindo policiais civis e militares, declararam apoio ao movimento, uma vez que são impedidos constitucionalmente de fazer greve. (Portal Banda B)

https://www.tribunadecianorte.com.br/noticia/ratinho-junior-diz-nao-ter-dinheiro-para-pagar-reajuste-dos-servidores-greve-comeca-na-terca

Projeto de extensão é referência na análise de tecidos para utilização no mercado

Estudantes do projeto também preparam uma linha do tempo com fotos da Tecidoteca para exposição. (Foto: Jaqueline Andriolli/Tribuna de Cianorte)

O evento de comemoração de aniversário de dez anos da Tecidoteca da Universidade Estadual de Maringá (UEM) Campus Regional Cianorte inicia na quarta-feira (5). Serão quatro dias de workshops, palestras, mesas redondas e exposições para comemorar o aniversário do projeto de extensão. O evento termina no sábado (8) e será no Anfiteatro da UEM Campus Regional de Cianorte das 19h30 às 23h.

De acordo com o professor e coordenador da Tecidoteca, Ronaldo Salvador Vasques, a Tecidoteca é um projeto de extensão do departamento de Design e Moda do curso de Moda que trabalha com todo tipo de material têxtil e desenvolve novos tecidos. “Ela também serve de acervo de bandeiras têxteis, como se fosse uma biblioteca de tecidos que são analisados em diversos aspectos como procedência, cor, fabricante, composição e classificados em tecido, malha e não-tecido”, afirma.

O objetivo do projeto é orientar tanto a comunidade externa quanto os alunos sobre a verdadeira natureza dos materiais têxteis. “Alunos de Design, Moda, Arquitetura e outros cursos que utilizam materiais têxteis podem vir até a Tecidoteca, que é aberta ao público, para analisar os materiais que possam ser utilizados em seus projetos”, explica.

As inscrições para o evento de comemoração já foram encerradas. Segundo professor e coordenador da Tecidoteca, o evento registrou 120 inscritos, entre estudantes, profissionais da área e comunidade externa. “Nós tivemos a capacidade máxima de inscritos para o evento, mas a comunidade também pode visitar a Tecidoteca após a programação do evento”, afirma o professor.

Durante três dias, a exposição de vestidos de noivas da “Idade Média ao Contemporâneo” ficará disponível para o público, além dos materiais têxteis desenvolvidos no projeto. As exposições ficarão no Anfiteatro da UEM Campus Regional de Cianorte das 19h30 às 23h na quarta, quinta e sexta-feira (7).

A Tecidoteca também possui diversas redes sociais como Facebook, Instagram, Pinterest e o Blog ‘Tecidoteca UEM’, que são atualizadas toda semana com conteúdos relacionado à moda. As informações e programação do evento estão disponíveis nas redes.

https://www.tribunadecianorte.com.br/noticia/evento-comemora-dez-anos-de-tecidoteca-moda-uem

Para solicitar a vaga o candidato deve informar seus dados pessoais. (Foto: ARQUIVO)

A Universidade Estadual de Maringá (UEM) divulgou na quinta-feira(7), o edital de vagas remanescentes para candidatos que prestaram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) nos últimos três anos. São 323 vagas disponíveis em 25 cursos de graduação em que não há mais lista de espera.

Os candidatos interessados devem ter feito média igual ou superior a 400 pontos. As vagas ofertadas são para o câmpus de Maringá, Umuarama, Cianorte, Vale do Ivaí, Cidade Gaúcha e Goioerê. Os cursos ofertados pela UEM são gratuitos em período diurno e noturno.

Em Cianorte são duas vagas disponíveis para o curso de design no período integral. Os interessados precisam solicitar a vaga pelo site da Diretoria de Assuntos Acadêmicos (www.daa.uem.br) até as 23h59 desta sexta-feira (8). O resultado será divulgado na próxima terça-feira (12).

O processo de aproveitamento de vagas remanescentes é realizado em três etapas com chamadas próprias. A primeira é destinada para candidatos que participaram dos vestibulares ou PAS da UEM, a segunda para pessoas que participaram no Enem nos últimos três anos e a terceira para candidatos refugiados e imigrantes em situação de vulnerabilidade participantes do ENEM.

Para os candidatos que realizaram o vestibular de inverno e verão no ano de 2018, a UEM vai oferecer mais vagas através da 4º chamada que será publicada no dia 11 de março e da 5º chamada que será publicada no dia 18 de março de 2019.

A publicação do edital de vagas remanescentes para candidatos refugiados e imigrantes em situação de vulnerabilidade será no dia 22 de março. A solicitação de vagas dos interessados deve ser feita no site até o dia 25. O resultado estará disponível no dia 26 de março.

 

https://www.tribunadecianorte.com.br/noticia/uem-oferece-duas-vagas-ociosas-para-o-curso-de-design

Cursos serão ministrados no câmpus sede, em Maringá. (Foto: ASSESSORIA UEM)

Os cursos de MBA em Gestão da Produção, especialização em Fisiologia Humana e mestrado em Engenharia de Alimentos, ofertados pela Universidade Estadual de Maringá (UEM), estão com inscrições abertas para o ano letivo de 2019. Os interessados devem se inscrever pela internet.

O Programa de Pós Graduação em Engenharia de Alimentos (PEG) oferece oito vagas distribuídas em duas linhas de pesquisa: Engenharia de Produtos e Processos na Indústria de Alimentos; e Processos Tecnológicos Aplicados a Alimentos. A seleção será feita mediante a avaliação de currículo. As informações estão disponíveis no site https://npd.uem.br/sgipos/index.zul, na aba Mestrado, ou pelo telefone (44) 3011-5091. A taxa de inscrição é de R$ 100.

A especialização MBA em Gestão da Produção - Turma 7 recebe inscrições até 22 de março pelo link http://www.dep.uem.br/mba. O objetivo é capacitar profissionais para atuar na área de gestão de produção, disseminar conhecimentos sobre técnicas, ferramentas e práticas de gestão que podem ser utilizadas para promover a melhoria contínua das organizações e fomentar o intercâmbio de experiências e conhecimentos entre os participantes.

O início das aulas será no dia 6 de abril. O regime de aulas é semanal. O público-alvo são engenheiros, administradores, contadores, economistas, tecnólogos e profissionais com outra formação que atuam nas áreas de gestão da produção. Para outras informações o telefone é o (44) 3011-4196 e o e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

Os interessados em cursarem a especialização em Fisiologia Humana têm até o dia 6 de março para se candidatarem pelo site http://dfs.vwi.com.br/. O curso oferece ao pós-graduando a oportunidade de desenvolver seu projeto de monografia em temas relacionados com sua área de atuação profissional. Outras informações podem ser solicitadas pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. ou pelo telefone (44) 3011-4698.

https://www.tribunadecianorte.com.br/noticia/uem-abre-inscricoes-para-cursos-de-pos-graduacao

Docente é o primeiro de um câmpus regional a assumir a pró-reitoria de Administração

Reitor Julio Damasceno; pró-reitor de Administração, Antonio Marcos; vice-reitor, Ricardo Dias e José Antonio Martins, chefe de Gabinete (Foto: ASSESSORIA UEM)

Depois de mais de 20 anos atuando no Câmpus Regional de Cianorte da Universidade Estadual de Maringá (UEM), Antonio Marcos Flauzino dos Santos foi convidado a fazer parte da nova gestão da instituição de ensino, como pró-reitor de Administração. É a primeira vez que um docente de câmpus regional assume o cargo.

A cerimônia de posse ocorreu na última quinta-feira (11), no Câmpus Sede, em Maringá. Foram empossados pró-reitores e assessores, além dos diretores da nova gestão da UEM para o período de 2018 a 2022, encabeçada pelo reitor Julio Damasceno e pelo vice-reitor Ricardo Dias Silva, eleitos em setembro.

O cianortense Antonio Marcos conversou com a Tribuna logo após a solenidade e demonstrou gratidão pelo reconhecimento. “Receber o convite foi uma surpresa e representa um enorme desafio e uma vitória, pois é a primeira vez que alguém de um câmpus regional assume o posto, o que significa inserir os câmpus regionais na vida da UEM”, afirmou.

Segundo ele, o grande desafio em administrar a universidade hoje é atender às demandas com os recursos disponíveis, que estão cada vez mais escassos. “Acredito que minha vivência na universidade e o conhecimento das necessidades dos câmpus regionais serão muito importantes para a definição das principais demandas”, afirmou.

A solenidade também marcou a permanência de Alessandro Santos da Rocha como diretor do Câmpus Regional de Cianorte por mais quatro anos. (Com Assessoria UEM)

BIOGRAFIA

Antonio Marcos Flauzino dos Santos nasceu e cresceu em Cianorte e ingressou na UEM como aluno de Ciências Contábeis em 1989. Após formar-se contador, em 1993, trabalhou em algumas empresas locais e voltou à universidade em 1996 como docente colaborador; no ano seguinte foi efetivado após ser aprovado em concurso público.

Em 2000, Antonio Marcos assumiu a direção do Câmpus Regional de Cianorte e permaneceu no cargo por 10 anos. Durante sua gestão, os cursos de Moda e Design foram implantados. Em 2002, concluiu o mestrado em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

Depois, assumiu a coordenação do colegiado de Ciências Contábeis por duas vezes e continua lecionando no curso. Em 2017, concluiu o doutorado em Administração Pública e Governo pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Para ele, a sensação de deixar o câmpus local para trabalhar em Maringá traz alegria e tristeza ao mesmo tempo, pois foram muitos anos dedicados ao curso em Cianorte.

https://www.tribunadecianorte.com.br/noticia/cianortense-chega-ao-alto-escalao-da-uem

Mais Artigos...