Sidebar

12
Dom, Jul

Hoje Maringá
Tools
No meio da praça, sentadas em cadeiras, as pessoas olham deslumbradas para as imagens que se sucedem em uma grande tela. Imersas em um mundo de fantasia, riem, choram e se emocionam. Torcem pelo mocinho e xingam, mesmo que, secretamente, os vilões. Tudo no meio da praça. É a magia do cinema vivida ao ar livre.

A cena não é uma das sequências de “Cinema Paradiso”, obra já clássica do italiano Giusepe Tornatore. Aconteceu na noite de sábado (13) no Jardim Bela Vista, em Mandaguari (39 km de Maringá), na abertura da Extensão Viapar de Cinema, uma espécie de “prelúdio” do Festival de Cinema de Maringá 2009, que será realizado entre 3 e 10 de julho na UEM.

A Extensão Viapar de Cinema será realizada em Mandaguari, Campo Mourão e Paranavaí, com exibição de filmes todas as sextas e sábados, sempre às 19 horas. Em Mandaguari (20 e 23 de junho e 4 e 11 de julho) as exibições serão no Jardim Boa Vista; em Paranavaí (19 de junho e 3 de julho), na Praça de Cultura Carlos Drummond de Andrade, mas em Campo Mourão (dias 26 de junho e 10 de julho) o local ainda não foi definido.

Segundo os organizadores, será a Praça da Matriz ou o Teatro Municipal (único caso em que a s sessões podem não ser ao ar livre). A extensão começou no último final de semana e vai até 11 de julho. Um caminhão-baú foi adesivado e adaptado para exibir filmes nas praças das três cidades que receberão a extensão.
Até 3 julho, serão exibidos produções que estiveram na grade do Festival de Cinema de Maringá de 2008, como “Lisbela e o Prisioneiro”, de Guel Arraes, exibido no último final de semana. A partir do início do festival, serão apresentados apenas os filmes classificados para a mostra competitiva da edição de 2009.

“Essa extensão é importante, pois possibilita que mais pessoas tenham acesso ao cinema nacional e tem objetivo de formar público”, explica o coordenador do Festival de Cinema de Maringá, Pery de Canti. “Também é interessante porque algumas dessas pessoas dificilmente têm acesso a uma sala de cinema”.

Mudança de data

As últimas edições do festival foram realizadas em maio, mês do aniversário de Maringá. Agora, o evento será feito, pela primeira vez, no início de junho. Segundo de Canti, a mudança na data do festival ocorreu devido à adequação para o novo local de realização do evento.

Pela primeira vez, o Festival de Cinema de Maringá não será realizado dentro de um shopping, mas nas dependências da Universidade Estadual de Maringá (UEM). “No shopping, enfrentávamos uma certa dificuldade de público, devido a uma restrição de acessibilidade. Além disso, o shopping (Maringá Park) teve o centro de convenções desfeito, as salas de cinema ainda não estão concluídas e a UEM demonstrou interesse em sediar o festival”.

Na universidade, o festival será realizado em dois espaços multiuso montados especialmente para o evento, um deles destinado para a exibição dos filmes da mostra competitiva e o outro para recepção e como ponto de encontro e de debate de temas ligados à cultura em geral.

O Festival de Cinema de Maringá também terá uma exposição em homenagem a Carmem Miranda, no ano do centenário do nascimento da atriz. A exposição, que tem curadoria do Museu da Imagem e do Som do Paraná (MIS-PR), trará para Maringá cartazes, fotos e filmes estrelados e que falam da Pequena Notável.

Oficinas
O festival deste ano terá oficinas de direção e roteiro, montagem e edição, produção de curtas e animação. Ao término das oficinas, os alunos produzirão um curta-metragem que será exibido no final do festival.

Todas as oficinas têm apenas 30 vagas por curso e serão realizadas no Auditório Ney Marques. Segundo Canti, todos os interessados que fizerem as inscrições também deverão assinar um termo de compromisso, garantindo a sua participação no curso.Também será realizado durante o festival um seminário de cinema com a participação de profissionais do setor do audio-visual.

O Festival de Cinema de Maringá de 2009 teve um orçamento de R$ 392.379,41 de recursos aprovados para captação através da Lei Rouanet. O evento tem como patrocinador a Viapar e co-patrocinadores a Romagnole e o Governo do Paraná. Os apoiadores são O Diário, Ministério da Cultura, Sol Propaganda, Decision, Maringá Convention & Visitors Bureau, Hadock Buffet, Siapar, Havec, TV Clipping, Mis-PR, Cinemateca de Curitiba, RPC, UEM, Acim e Montweb.

Para participar

Oficinas de cinema do Festival de Cinema de Maringá. Até dia 2 de julho, com inscrições no site do evento. Vagas limitadas.