Sidebar

13
Seg, Jul

O Diário do Norte do Paraná
Tools

A Força-Tarefa terá um efetivo de 50 policiais militares por turno durante o período do Vestibular de Inverno 2011 da Universidade Estadual de Maringá (UEM). A informação foi confirmada durante reunião do Gabinete de Gestão Integrada de Maringá (GGIM), que aconteceu na manhã desta quarta-feira (29), na prefeitura, e definiu as ações de fiscalização que devem ocorrer entre a noite de sexta-feira (8) e a terça-feira (12), último dia das provas.

A ação tem como principal objetivo evitar exageros em festas e coibir a venda e o consumo de bebidas alcoólicas durante o período, em cumprimenteiro à lei municipal 8.054/2008, no quadrilátero compreendido entre a Avenida Colombo, Rua Vitória, Avenida Morangueira e Rua Quintino Bocaiuva, onde se concentra grande parte dos estudantes que prestam o vestibular da UEM.

Na semana anterior ao vestibular, haverá panfletagem para moradores e comerciantes sobre a lei seca. A Força-Tarefa terá atuação preventiva, e a equipe da Rondas Ostensivas Tático Móvel (Rotam) pode se racionada em algumas situações. No entanto, como no vestibular passado, espera-se que seja um período tranquilo, segundo o capitão Radamés Vinha, da Polícia Militar (PM).

O tenente Fabio Ribeiro, da Força Verde, pediu para o estudante que vier fazer a prova do vestibular, que venha para estudar, e não para fazer bagunça.

A ação terá participação da Guarda Municipal, Secretaria de Transportes de Maringá (Setran), PM, Corpo de Bombeiros e Polícia Civil.

Compõem o Gabinete de Gestão Integrada o prefeito Silvio Barros, o secretário Luiz Sorvos, Guarda Municipal, Secretaria de Serviços Públicos, Coordenadoria da Defesa Civil, Secretarias de Transportes, Assistência Social,  Meio Ambiente, Desenvolvimento Urbano e Habitação, Educação, Esportes e Saúde e autoridades policiais.

Vestibular

No vestibular de inverno deste ano, houve 23.800 inscritos para 1488 vagas, das quais 286 são para cotistas. Cerca de 20% das vagas foram reservadas para os estudantes que realizaram o Processo de Avaliação Seriada (PAS), que começam a graduação em 2012.

O curso de Medicina bateu recorde, chegando a 318,1 candidatos por vaga. O segundo curso mais concorrido foi Arquitetura, com a disputa de 77,2 vestibulandos por vaga, seguido de Engenharia Civil (campus Maringá), com 56,6, Engenharia Mecânica, com 54,5, Odontologia, 53,5, e Direito, 52,7.

Em alguns cursos, a concorrência entre os cotistas é maior que a disputa geral, como no curso de Administração noturno, que teve 22,2 candidatos por vaga entre os cotistas e 19,5 no geral.

http://maringa.odiario.com/maringa/noticia/440156/forca-tarefa-tera-50-pms-para-cumprir-lei-seca/