Sidebar

12
Ter, Nov

O Diário do Norte do Paraná
Tools


 

A Câmara Municipal de Maringá aprovou, na sessão de terça-feira (18), o fim da lei seca em duas extremidades do quadrilátero no entorno da Universidade Estadual de Maringá (UEM), formado pelas avenidas Colombo e Morangueira e ruas Vitória e Quintino Bocaiúva, durante o vestibular da instituição de ensino.

A alteração da lei Lei 8.054/2008 foi aprovada em segunda discussão por oito votos. A proposta foi votada em regime de urgência e assinada pelos vereadores Marly Martin (DEM), Humberto Henrique (PT), Valter Viana (PHS), Edith Dias de Carvalho (PP), Márcia Socreppa (PSDB), Walter Guerlles (PR), Chico Caiana (PTB) e pelo presidente do Legislativo, João Alves Corrêa (PMDB).

O comércio e o consumo de álcool vai ficar liberado, especificamente, na Avenida Morangueira e na Rua Vitória durante o Vestibular de Verão da UEM, entre 30 de novembro e 2 de dezembro. Na área restante do quadrilátero, prossegue a proibição.

No Vestibular de Inverno da UEM, em julho passado, 113 pessoas tiveram bebidas recolhidas pela Polícia Militar (PM) no perímetro da lei seca. Nenhum estabelecimento foi punido por vender álcool na área. A lei prevê multa de R$ 5 mil para comércio que descumprir a legislação.

Segundo a vereadora Marly Martin, a lei foi readequada a pedido de comerciantes que ficaram impedidos de vender bebidas alcoólicas. “Desde que a lei foi implantada houve muita 'choradeira' e, por isso, resolvermos atender às reivindicações”, disse.

A parlamentar acredita que a liberação na Avenida Morangueira e Rua Vitória não deve trazer problemas aos moradores da região e à própria polícia no vestibular. “Mas se houver concentração de gente nesses locais vamos rever a legislação novamente”, diz.



Força-tarefa

Cerca de 80 policiais militares vão atuar na força-tarefa montada para impedir abusos no entorno da UEM no vestibular. Serão cinco dias de vigilância, de 28 de novembro (sexta-feira), a partir das 20 horas, até 2 de dezembro (terça-feira), data do último dia de vestibular.

Durante a força-tarefa do processo seletivo da UEM de 5 a 8 de julho deste ano, 13 pessoas foram detidas por porte de entorpecente e duas por tráfico de drogas.

No Vestibular de Verão da UEM de 1º a 4 de dezembro de 2007 nenhuma pessoa foi detida pela PM por porte de droga. Em compensação, 15 foram encaminhadas à delegacia por desacato.

Na terça-feira, a Prefeitura de Maringá vetou a cessão do Complexo Vila Olímpica para o Diretório Central Estudantil (DCE) da UEM para a realização de atividades culturais, com a previsão de venda de bebidas alcoólicas no local, voltadas aos universitários e vestibulandos.