Sidebar

12
Ter, Nov

O Diário do Norte do Paraná
Tools

 

 

O Complexo Vila Olímpica não deverá ser liberado aos estudantes durante o Vestibular de Verão da Universidade Estadual de Maringá (UEM). A informação foi passada ao Diário Online por integrantes da força-tarefa que está sendo montada para inibir a algazarra e a venda de bebidas alcoólicas nas proximidades da instituição de ensino durante o processo seletivo, entre 30 de novembro e 2 de dezembro.

A decisão da administração municipal de não ceder a Vila Olímpica para a realização de atividades culturais e esportivas no vestibular deve ser divulgada nesta terça-feira (18). O local foi solicitado pelo Diretório Central Estudantil (DCE) da UEM.

Segundo o tenente Oliver Augusto Spanghero, responsável no 4º Batalhão de Polícia Militar (4º BPM) pela força-tarefa, tudo indica que a Vila Olímpica não será cedida ao DCE. “A informações que temos é a de que o pedido foi feito muito em cima da hora pelo DCE e, por isso, não é viável”, disse.

A liberação da Vila Olímpica é um dos assuntos mais polêmicos do encontro de hoje à tarde. Conforme integrantes da força-tarefa, o consumo de bebidas alcoólicas e o fato da Vila Olímpica estar em obras são apontados como fatores que impedem a transformação do local em 'ponto de festa do vestibular'.

Às 15 horas, no Paço Municipal, integrantes das polícias Civil, Militar, Corpo de Bombeiros, Força Verde, prefeitura e órgãos como o Conselho Comunitário de Segurança (Conseg), associações de moradores e DCE da UEM se reúnem para tratar das ações da força-tarefa.

 

Ação

De acordo com o tenente Spanghero, o número de policiais militares que vão atuar na força-tarefa no próximo vestibular da UEM será o mesmo do processo seletivo de inverno, realizado de 6 a 8 de julho, quando cerca de 80 PMs intensificaram o policiamento na Zona 7. “Faremos rondas ostensivas, com mais atenção nos dias do vestibular, como ocorreu no ano passado”, afirma.

A força-tarefa teria duração de cinco dias, com início em 28 de novembro (sexta-feira), a partir das 20 horas, e término em 2 de dezembro (terça-feira), data do último dia de vestibular.

Durante a força-tarefa do vestibular de 5 a 8 de julho, 13 pessoas foram detidas por porte de entorpecente e duas por tráfico de drogas.

No período, 113 pessoas tiveram bebidas recolhidas pela PM, no perímetro compreendido entre as avenidas Colombo e Morangueira e ruas Vitória e Quintino Bocaiúva que, por lei, ficou proibido a venda e o consumo de álcool durante o vestibular. Nenhum estabelecimento foi multado por vender álcool na área. A lei prevê multa de R$ 5 mil para o bar que descumprir a legislação.

No Vestibular de Verão da UEM de 1º a 4 de dezembro de 2007 nenhuma pessoa foi detida pela PM por porte de droga. Em compensação, 15 foram encaminhadas à delegacia por desacato.

 

 

Força-tarefa no vestibular da UEM

- 4 a 8 de julho de 2008
Poluição sonora: 5 multas e apreensões de equipamentos
Perturbação do sossego: 5 casos
Notificações de trânsito: 130 veículos

Prisões/apreensões (adolescentes)
Tráfico de drogas: 2
Roubo: 1
Porte de drogas: 13

- 1º a 4 de dezembro de 2007
Perturbação do sossego – 11
Notificações de trânsito: 46

Prisões/apreensões (adolescentes)
Embriaguez ao volante: 1
Desacato: 15


Fonte: Polícia Militar