Sidebar

17
Dom, Nov

Portal da Cidade
Tools

Local ficou virou notícia em junho, quando foi revelada a descoberta do primeiro dinossauro encontrado no Paraná, o Vespersaurus paranaensis

Desde de julho museu está aberto a visitação (Foto: Geraldo Bubniak/AEN)

Uma escavação na beira da estrada para escoar a água da chuva acabou revelando um dos sítios paleontológicos mais importantes do Brasil, localizado em Cruzeiro do Oeste, no Noroeste do Paraná. O local ficou famoso em junho deste ano, quando foi revelada a descoberta do primeiro dinossauro encontrado no Estado, o Vespersaurus paranaensis.

É reconhecido também por ter, possivelmente, a maior concentração de pterossauros do mundo – até agora, duas novas espécies dos répteis voadores já foram descobertas no sítio, onde também foi encontrado o Gueragamas sulamericana, um pequeno lagarto que viveu no período Cretáceo, há cerca de 80 milhões de anos.

Há apenas outras duas áreas no planeta com um número tão grande de fósseis de pterossauros, na província chinesa de Xinjiang e no deserto do Atacama, no Chile. 

Para mostrar à população os fósseis encontrados na cidade e também fazer pesquisas com os materiais coletados, a prefeitura criou o Laboratório e o Museu Paleontológico de Cruzeiro do Oeste, com apoio da Universidade Paranaense (Unipar), que cedeu equipamentos para os trabalhos no laboratório, e acordo de cooperação técnica da Universidade Estadual de Maringá (UEM), por meio do Grupo de Estudos Multidisciplinares do Ambiente (Gema).

O museu foi inaugurado em julho deste ano, é aberto para visitação durante a semana e tem atiçado a curiosidade dos visitantes com os materiais pré-históricos que mostram as espécies que habitaram o Paraná milhões de anos atrás.

A historiadora e diretora do museu, Neurides Martins, explica que a descoberta dos fósseis chamou a atenção do mundo para Cruzeiro do Oeste e para o Paraná. Além disso, o museu contribui para que as pessoas que moram no interior do Paraná conheçam mais sobre sua história.

https://umuarama.portaldacidade.com/noticias/turismo/sitio-paleontologico-de-cruzeiro-do-oeste-revelou-quatro-especies-de-dinossauros-4359-4332