Sidebar

16
Seg, Dez

Portal da Cidade
Tools

Uem tornou público por meio de nota que se posiciona contra qualquer tipo de violência na recepção aos novos alunos

Situação ocorreu por volta das 10h40 desta segunda-feira (11), na Avenida Maringá, em Umuarama (Foto: Portal da Cidade Umuarama)

 

A Universidade Estadual de Maringá (UEM) divulgou uma nota de repúdio após a polícia ser acionada para conter estudantes que promoviam trote na Avenida Maringá na manhã desta segunda-feira (11). Confira a nota na íntegra:

Nota de Repúdio

“A Universidade Estadual de Maringá repudia qualquer tipo de violência na recepção aos novos alunos. Trotes desta natureza que violem a liberdade individual, submetam a qualquer constrangimento ou humilhação, por meio de palavras, gestos e agressões, inibindo a liberdade de ir e vir, que gerem perturbação da ordem e/ou causem danos físicos e morais ao recém-ingresso, bem como danos aos bens e/ou depredação do patrimônio da UEM e de terceiros, são veemente combatidos, estando os infringentes sujeitos às penalidades.

Haja vista que na esfera civil qualquer ato que viole a dignidade da pessoa humana, o seu autor é passivo de responder por perdas e danos morais e patrimoniais. Na esfera administrativa o Regimento Interno da Instituição de Ensino Superior prevê regras disciplinares que se prestam a punir atos dos discentes incompatíveis com o ordenamento jurídico e ético da Instituição.

Para inibir tais práticas, a Pró-Reitoria de Ensino, em parceria com diversos setores da UEM e atores sociais, têm realizado a Semana de Integração: Calourada 2019. Enquanto Instituição pública, gratuita e de qualidade, a UEM é uma Universidade que promove e incentiva a educação inclusiva e socializadora, tendo como valor inegociável a dignidade da pessoa humana. Ano a ano, têm envidado esforços a fim de serem criadas e fortalecidas práticas solidárias e éticas entre alunos ingressantes e veteranos com ofertas de atividades culturais, educativas e informativas, conforme pode ser conferido no site: http://www.uem.br/calourada/

Diante disso, qualquer denúncia de violência, coerção e constrangimento devem ser imediatamente comunicados e encaminhados à Pró-Reitoria de Ensino e/ou ao coordenador de curso,  que adotará as providências cabíveis. 

Comunicamos ainda que a UEM, na Semana de Integração: Calourada 2019 dispõe de uma equipe especializada de professores e agentes universitários que estará orientando a comunidade para eventuais dúvidas, esclarecimentos ou denúncias.”

https://umuarama.portaldacidade.com/noticias/educacao/universidade-emite-nota-de-repudio-contra-trote-promovido-na-avenida-maringa