Sidebar

22
Sex, Jan

Grupo apoia o trabalho de epidemiologia nos municípios da região da 12ª Regional de Saúde
O projeto foi fundamental para desafogar e não sobrecarregar a equipe existente, que já tem uma demanda muito grande (Foto: UEM)

Sete profissionais da saúde estão reforçando a equipe da 12ª Regional de Saúde, em Umuarama, desde o início da pandemia. O grupo faz parte dos bolsistas do Projeto “UEM no combate ao novo coronavírus”.

 

Segundo a pró-reitora de Extensão e Cultura da Universidade Estadual de Maringá (PEC/UEM), Débora de Mello Gonçales Sant'Ana, a ação é coordenada pela PEC, com financiamento da Fundação Araucária de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Estado do Paraná (FA), em parceria com a Superintendência Geral de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (SETI), e a Secretaria de Estado da Saúde (SESA). "Um dos braços da iniciativa é dar apoio às Regionais de Saúde nas demandas criadas pelo avanço da pandemia da Covid-19. Atuamos apoiando ações da 15ª Regional de Saúde, de Maringá; 13ª Regional, de Cianorte; e da 22ª, de Ivaiporã; além da 12ª Regional, de Umuarama".

 

Três técnicas de enfermagem e três enfermeiras estão atuando na recepção dos testes para Covid-19 e um técnico de enfermagem contribuindo na parte administrativa. “Todos foram treinados pela própria Regional para atender esta demanda, cumprindo protocolos oficiais do Laboratório Central. A equipe recebe as amostras, insere no sistema, armazena tudo em caixas e levam no ônibus que vai para Curitiba. Antes, o transporte estava sendo de avião (foto acima). Já o profissional da parte administrativa fica responsável por coletar todas as informações da Covid nos 21 municípios que Umuarama atende e cadastrar estes dados”, informa a coordenadora do projeto da UEM em Umuarama, a professora Juliana Scanavaca.

 

Para o chefe de Vigilância Epidemiológica da Regional, Marcos Rodrigo da Silva, o projeto foi fundamental para desafogar e não sobrecarregar a equipe existente, que já tem uma demanda muito grande. “Esta parceria foi fundamental para nossa regional, o setor de epidemiologia não para. Já tínhamos uma demanda muito grande com a dengue e outras doenças e a Covid veio acrescentar mais trabalho. Acabei deixando esta equipe extra do projeto focado na Covid e eles se adaptaram muito bem, trabalhando de forma objetiva e eficaz”.

 

A equipe - A enfermeira Nayara Viotto Barbosa Leite está no projeto desde o início e conta o trabalho minucioso que faz diariamente: “Os motoristas dos municípios pertencentes à 12ª Regional trazem as amostras acondicionadas. Realizamos as checagens, conferimos, etiquetamos, acondicionamos na geladeira e encaminhamos ao laboratório da Capital”. São duas equipes do projeto que se revezam em uma escala de 12 por 36 horas. Para a bolsista, participar do projeto foi gratificante. “Saber que estamos servindo ao Estado em um momento tão crítico, ajudando toda a uma sociedade é muito satisfatório. É uma missão de vida pra mim”.

 

Já o técnico de enfermagem e bolsista Eder Ferreira de Oliveira acredita que trabalhar dentro da regional foi um aprendizado muito grande. “São profissionais com bastante experiência, em várias áreas. Foi um prazer pra mim”. Como Eder trabalha na parte administrativa, o grande desafio, segundo ele, foi conhecer e se familiarizar com o sistema de dados. “É um trabalho e uma rotina que envolve muita responsabilidade. São informações importantes. O projeto, como um todo, é grandioso e vemos os esforços de todos os envolvidos – regional, bolsistas e o Estado – para fazer um trabalho de excelência”.

 

Equipe de epidemiologia:

 

Nayara Viotto Barbosa Leite - enfermeira

Rosilaine Aparecida dos Santos - enfermeira

Sabrina Ferre - enfermeira

Glaucia Salca Peixoto de Oliveira - enfermeira

Claudia Maria Regina - técnica de enfermagem

Eder Ferreira de Oliveira - técnico de enfermagem

Elaine Cristina de Araujo - técnica de enfermagem

O conceito foi calculado com base no Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) em 2019

Cinco cursos de graduação da UEM alcançaram o conceito máximo no Enade, de acordo com dados divulgados, nesta terça-feira (20), pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), órgão ligado ao MEC.

O conceito foi calculado com base no Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) em 2019. Arquitetura e Urbanismo, Agronomia, Medicina e os dois cursos de Engenharia Civil, oferecidos nos câmpus de Maringá e de Umuarama, obtiveram o conceito 5, em uma escala que varia de 1 a 5.

Vale destacar a boa atuação destes cursos nos cenários nacional e estadual, considerando que desempenho no Exame é indicado pelos diferentes intervalos de notas possíveis dentro da escala de conceitos. Assim, mesmo dento do conceito máximo, o desempenho no Exame melhora a medida que as notas alcançadas aumentam.

Engenharia Civil de Maringá, por exemplo, obteve a quarta melhor nota entre as instituições de ensino superior de todo o país e segunda no estado, onde ficou atrás apenas da Universidade Federal do Paraná, Câmpus Pontal do Paraná. Entre as estaduais de todo o Brasil, o curso da UEM foi o que obteve a melhor nota.

Arquitetura e Urbanismo aparece entre os dez cursos mais bem avaliados do Brasil. Considerando apenas as universidades públicas estaduais a graduação alcançou a terceira melhor nota no cenário nacional, logo depois da Unicamp e Unesp, e a primeira no Paraná.

Outro curso que obteve a melhor nota no Exame entre todas as Instituições de Ensino Superior do Paraná é Medicina, que na avaliação geral aparece como a 11ª graduação do Brasil. No rol das universidades estaduais, Medicina da UEM é a terceira do país.

O curso de Agronomia alcançou a quinta melhor nota entre as IES do Paraná. No Brasil ficou em 18º lugar. E o curso de Engenharia Civil, do câmpus de Umuarama, obteve a quarta melhor nota entre as estaduais do Paraná e a 31ª entre todas as IES do país. 

 

Boas avaliações 

Além destas cinco graduações, nesta edição do Enade a UEM teve doze cursos que alcançaram o conceito 4 e sete o conceito 3, totalizando 24 cursos avaliados. Os 859 alunos que fizeram a prova foram os concluintes do bacharelado em engenharia, arquitetura e urbanismo, ciências agrárias, ciências da saúde e áreas afins.

A pró-reitora de Ensino, Alexandra de Oliveira Abdala Cousin, parabeniza os cursos que participaram do Enade dizendo que todos alcançaram ótimos resultados. Ela comenta que a UEM não obteve nenhuma nota abaixo de 3, lembrando que os conceitos 2 e 1 podem implicar em avaliação externa, com o risco de não renovação do reconhecimento do curso. 

Na opinião da pró-reitora, esses resultados dão mostras da valorização no ensino de graduação, que é essencial para “promover o equilíbrio no tripé ensino, pesquisa e extensão, que são os pilares da Universidade”. 

 

CPC 

Ao lado de variáveis como infraestrutura e qualificação do corpo docente, o Conceito Enade é usado na composição do CPC (Conceito Preliminar de Curso), indicador que avalia a qualidade de cada curso de graduação, e do IGC (Índice Geral de Cursos), que é o indicador que avalia a instituição.

 

Consulta 

O Inep disponibiliza a consulta pública do relatório de cursos e instituições. Para consultar acesse este link.

O Departamento de Informática (DIN), da Universidade Estadual de Maringá (UEM) promove, dos dias 16 a 22 de novembro, a IV Semana da Computação 2020 (Secomp).

 

O evento, que é anual e gratuito, é composto por workshops, palestras, painéis de discussões, campeonato de jogos e sorteios, e tem o intuito de divulgar a segurança da informação, mercado de trabalho e inteligência artificial a todos que tenham interesse pelo assunto.

 

As inscrições podem ser realizadas pelo site, onde também encontra-se o cronograma da Secomp.

 

Os inscritos receberão um e-mail com um link para participar da programação do evento.

 

Campeonato de jogos

 

O Campeonato de Jogos dessa edição da Secomp será composto por três jogos: Valorant, League of Legends e CS:GO.

 

A equipe participante não precisa ter nenhum membro inscrito na Secomp. 

 

As inscrições podem ser realizadas clicando nos cards na página do evento e a equipe organizadora entrará em contato com mais informações. 

 

Cronograma 

 

Dia 16

 

18h30 - 20h

 

Palestra - Manna-team: a maior rede de ensino, pesquisa, extensão e inovação em IoT. 

 

Linnyer Beatrys Ruiz Aylon. 

 

20h - 21h 

 

Palestra - Case EurekaLabs: Aplicação de IA para reconhecimento de câncer de mama. 

 

Alan Lopes de Sousa Freitas (eureka). 

 

21h - 22h 

 

Palestra - A Carreira de Jogos no Brasil - O que é necessário saber pra trabalhar ou ter sua equipe de jogos. 

 

Rafael Bastos (Dumativa). 

 

Dia 17 

 

18h - 19h

 

Prof. Dr. Anderson Rocha (IC-Unicamp/ IA). 

 

19h - 20h 

 

Izabella Mundim Brito (Itaú Unibanco). 

 

20h - 21h 

 

Palestra - As diferenças na programação de Negócios X Jogos. 

 

Nathalia Borges (Dumativa). 

 

21h - 22h 

 

Guilherme Puglia (Google). 

 

Dia 18 

 

18h - 20h

 

Mesa Redonda - Camila Stefani Innecco (DB1), Estêvão Gondim (Mandic), Ricardo Henrique (Eureka), Vinicius Camargo (Amazon). 

 

20h - 21h 

 

Palestra - Aiqfome: de 30K a 2M de pedidos por mês, o que mudou? 

 

Pedro Rocha . 

 

21h - 22h 

 

Palestra - Reconhecimento de Padrões: do Início ao Fim. 

 

Gustavo Zanoni. 

 

Dia 19 

 

18h - 19h

 

Palestra- IA - Hands-on na AWS. 

 

Marcela Monteiro Montenegro Gallo (Mandic). 

 

19h - 20h 

 

Palestra- Modelos de recomendação para apoiar o processo de aprendizado. 

 

Ricardo Satin (Matera). 

 

20h - 21h 

 

Palestra- da universidade para o mercado de trabalho. 

 

Thiago Moraes (aiqfome). 

 

21h - 22h 

 

Palestra - Um Overview dos Métodos Tradicionais e Modernos de PLN. 

 

Mariana Soder. 

 

Dia 20 

 

18h - 19h

 

Palestra - Cibersegurança no trabalho remoto. 

 

Giovanni Ferraz de Oliveira (Mandic). 

 

19h - 20h 

 

Palestra - LGPD e os cuidados do desenvolvedor. 

 

Ricardo Satin (Matera). 

 

20h - 21h 

 

Palestra - aiqentrega: os desafios do lançamento de um novo produto no mercado. 

 

Felipe Cousin (aiqfome). 

 

21h - 22h 

 

Palestra - Como implementar segurança continua no desenvolvimento de software. 

 

Charbel Abbas e João Sabino (Sancor Seguros). 

 

Dia 21 

 

15h - 16h

 

Campeonato de Valorant - Final jogo 1. 

 

16h-17h 

 

Campeonato de Valorant - Final jogo 2. 

 

17h-18h 

 

Campeonato de Valorant - Final jogo 3. 

 

18h-19h 

 

Campeonato de Counter Strike: GO - Final jogo 1. 

 

19h-20h 

 

Campeonato de Counter Strike: GO - Final jogo 2. 

 

20h-21h 

 

Campeonato de Counter Strike: GO - Final jogo 3. 

 

Dia 22 

 

15h-16h

 

Campeonato de LOL - Final jogo 1. 

 

16h-17h 

 

Campeonato de LOL - Final jogo 2. 

 

17h-18h 

 

Campeonato de LOL - Final jogo 3.

Os eventos são em três dias e as aulas em ensino remoto emergencial começam na segunda-feira (17)

A UEM está fazendo empréstimo de equipamentos ou concessão de dispositivos de transmissão de dados em banda larga para alunos (Foto: Portal da Cidade Umuarama)

 

Nesta semana a Universidade Estadual de Maringá (UEM) irá promover atividades on-line de recepção aos calouros e aos veteranos de graduação. Os eventos são em três dias e as aulas em ensino remoto emergencial (ERE) começam na segunda-feira (17).

 

Nesta quarta-feira (12), a partir das 9h20, será transmitida a live “O retorno às aulas e a necessidade de ressincronização dos ritmos biológicos”. Os palestrantes são os professores Débora de Mello Gonçales Sant’Ana, pró-reitora de Extensão e Cultura (PEC), e Marcilio Hubner de Miranda Neto, do Departamento de Ciências Morfológicas (DCM).

 

Ambos são do Museu Dinâmico Interdisciplinar (Mudi). Assista ao vídeo ao vivo no Canal dos Amigos do Mudi e, para antes saber mais sobre este evento, leia aqui.

 

Na quinta-feira (13), às 17h, haverá live com o tema “Ações do Nead (Núcleo de Educação a Distância) para capacitação docente e discente no ERE”. Será conduzida por Julio César Damasceno, reitor da UEM, Josimayre Novelli, diretora do Nead, e Flávio Rodrigues de Oliveira, professor formador da equipe multidisciplinar do Nead. Segundo Novelli, a capacitação é “de extrema importância para que todos tenham acesso e conhecimento sobre as plataformas digitais que serão utilizadas para o desenvolvimento do ERE”.

 

Encerrando a semana especial, na sexta (14) haverá uma live para tirar dúvidas dos alunos de graduação quanto ao ERE, aprovado pela Resolução 006/2020 do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (CEP). A partir das 9h30, os acadêmicos vão ficar em contato com Alexandra de Oliveira Abdala Cousin, pró-reitora de Ensino (PEN), Carlos Humberto Martins, diretor de Assuntos Acadêmicos (DAA), e Maria Eunice Franca Volsi, diretora de Ensino de Graduação (DEG). De acordo com eles, “irão inicialmente dar as boas-vindas a todos os alunos dos cursos presencias de graduação da UEM para o ano letivo de 2020 e irão apresentar como PEN, DAA e DEG estarão presentes na vida acadêmica dos alunos”.

 

As lives de quinta e sexta ocorrerão nas redes sociais oficiais da instituição (YouTube e Facebook), além de áudio transmitido pela UEM FM 106,9 com apresentação de Marcelo Henrique Galdioli, coordenador da UEM FM. Além de universitários, estão convidados a participar professores, técnicos administrativos e comunidade externa.

 

Conforme já informado no site da universidade, como medidas para atender os acadêmicos em situação de vulnerabilidade econômica na retomada do calendário acadêmico, a UEM está fazendo empréstimo de equipamentos ou concessão de dispositivos de transmissão de dados em banda larga. Além disso, já convocou para contratação 114 professores temporários e realiza dois processos seletivos simplificados para contratação de mais 59 docentes.

 

 

Fonte: UEM

https://umuarama.portaldacidade.com/noticias/saude/uem-promove-nesta-semana-atividades-para-retorno-de-forma-remota-as-aulas-1612

Celulares e notebooks serão emprestados aos alunos que necessitam de equipamentos para acesso às aulas remotas

O material recebido pela universidade, nesta data, é avaliado em R$ 315.000,00, considerando os preços de mercado (Foto: UEM)

Na manhã dessa sexta-feira (7), a Universidade Estadual de Maringá (UEM), recebeu da Receita Federal (RF) um lote com 400 celulares, 28 notebooks, 9 HD’s, com origem de apreensões em operações de combate ao contrabando. A oficialização da entrega foi realizada pelo chefe do departamento de mercadoria apreendida da RF, Dernival Andrella, ao vice-reitor da UEM, Ricardo Dias Silva.

 

Celulares e notebooks serão atribuídos, prioritariamente, na forma de empréstimo, aos alunos que necessitam de equipamentos para acesso às aulas remotas. Estes deverão formalizar o pedido até o dia 10 deste mês (EDITAL Nº 001/2020 – PEN/PRH-DCT). Já, os HD’s serão destinados à assessoria de comunicação da Universidade.

 

“Além da pesquisa realizada pela Pró-Reitoria de Ensino (PEN), Associação dos Docentes da UEM (ADUEM) e Comissão Própria de Avaliação (CPA), que indicou a demanda por equipamentos, fizemos uma consulta à outras universidades onde os alunos já estão em aula, que nos informaram que, no máximo, 5% de seus estudantes necessitaram de aparelhos para o acompanhamento das atividades didáticas. Considerando estes dados, o número previsto de 200 alunos poderia chegar a 750”, explica o vice-reitor e também um dos responsáveis pelo Projeto de Inclusão Digital na Universidade.

 

“Com essa aquisição, mais a que recebemos anteriormente da RF, somamos 850 smartphones além dos notebooks, o que atende à demanda da UEM na graduação, podendo o empréstimo ser realizado também para outros membros da comunidade universitária como alunos da pós-graduação e docentes”, Completa o vice-reitor.

 

O material recebido pela universidade, nesta data, é avaliado em R$ 315.000,00, considerando os preços de mercado.

 

Fonte: UEM

 

https://umuarama.portaldacidade.com/noticias/educacao/uem-recebe-nova-doacao-de-smartphones-e-notebooks-que-serao-doados-para-alunos-3038

 

 

Mais Artigos...