A Comissão Própria de Avaliação está em processo de elaboração do 4º Relatório de Autoavaliação da UEM, que é um dos documentos fundamentais para o Ato Regulatório de Recredenciamento da Universidade.

Para atendimento desta demanda, a CPA solicita às pró-reitorias, diretorias e chefias que encaminhem o relatório das atividades desenvolvidas no respectivo setor no período de 2013 a 2017.

No relatório devem conter as seguintes informações:

  1. ações planejadas e ações desenvolvidas pelo setor;
  2. dificuldades/deficiências enfrentadas;
  3. pontos positivos/oportunidades;
  4. melhorias realizadas.

O relatório deve ser encaminhado até 31 de agosto deste ano, em arquivo word. O encaminhamento deve ser feito pelo seguinte endereço eletrônico: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.. Não é necessário o envio de cópia impressa.

 

 Para saber mais:

A CPA é o setor responsável pela condução do processo de autoavaliação da Instituição, bem como pela sistematização dos relatórios de avaliação interna, solicitados pelo Ministério da Educação/INEP e pela Comissão Especial de Avaliação da Educação Superior do Sistema Estadual de Ensino do Paraná.

#NossaUEM abre espaço para as três chapas concorrentes à Reitoria. Os textos foram encaminhados pelos candidatos e publicados na íntegra, sem edição ou cortes.

 

 CHAPA 1 - UEM EM FRENTE
Ana Lucia e Lilian Mai são as candidatas da Chapa 1 – UEM Em Frente, que tem como princípios a defesa da universidade pública, plural e democrática; o exercício político da livre manifestação do pensamento para o amadurecimento do aprendizado e da convivência com a diferença, entendendo que esse é o caminho para frente; o fortalecimento das atividades de ensino, pesquisa, extensão, inovação, convivência, tolerância e bem viver; o exercício efetivo da democracia, visando retomar o princípio da “lealdade” em mão dupla – Reitoria e comunidades –, aumentando os mecanismos de participação, em especial com o Conselho UEM-Comunidade. A UEM não precisa de histrionismos para angariar respeito: necessitamos cumprir nossas missões acadêmicas, ampliar os canais de voz da Instituição, visando ao interesse público, ao bem comum e aos valores e princípios humanos. É isso que faz da UEM uma instituição tão necessária nesse momento de inflexão dos avanços civilizatórios, de ataques aos serviços públicos e aos direitos conquistados; de desmonte do Sistema de Ensino Superior no Brasil e de avanço do projeto de mercantilização da vida das pessoas. Agora é necessário que a universidade dê respostas às crises sociais geradas por estas opções políticas. Mesmo contaminada pela crise, a universidade não pode ficar paralisada, ao contrário ela precisa ampliar os espaços internos e as relações com a comunidade e com o Estado, ela tem o dever de mostrar saídas e, no caso da UEM, devemos romper o isolamento no qual foi levada pela atual gestão. É isso que move nossos sonhos de levar a UEM Em Frente.

 

CHAPA 2 - UEM DE TODOS
Roberto Nakamura Cuman (Reitor): Professor do Departamento de Farmacologia e Terapêutica, desde 1987. Doutor em Farmacologia (USP). Professor dos Programas de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas e Ciências da Saúde.
Leandro Vanalli (Vice-Reitor): Professor do Departamento de Tecnologia (campus Umuarama), desde 2006. Doutor em Engenharia de Estruturas (USP). Professor dos Programas de Pós-Graduação em Engenharia Civil e Sustentabilidade (UEM/IFPR).

PRINCIPAIS PROPOSTAS:
-Realizar de eleições setoriais (HU, BCE, PCU, RU, Creche, FEI etc.);
-Fortalecer e valorizar o Complexo da Saúde da UEM;
-Negociar com Governo política de recuperação salarial e pronta anuência de vagas;
-Implantar política estudantil e agenda cultural e esportiva da UEM;
-Melhorar a infræstrutura das salas de aulas (ergonomia, ventilação e instalação de equipamentos);
-Implantar gestão participativa e modernização administrativa;
-Investir e dar autonomia orçamentária aos campi regionais;
-Aperfeiçoar os procedimentos de compra e importação;
-Viabilizar recursos para a conclusão dos blocos didáticos e administrativos;
-Viabilizar recursos para reiniciar a obra da Casa do Estudante;
-Implementar políticas e práticas de respeito aos direitos humanos e à diversidade na comunidade universitária;
-Defender a autonomia da UEM;
-Fortalecer o ensino de graduação e pós-graduação;
-Investir em pesquisa, ciência e tecnologia e na internacionalização da UEM;
-Apoiar à extensão, cultura e prestação de serviços;
-Colocar a UEM a serviço da comunidade na resolução de problemas locais e regionais;
-Administrar com diálogo e transparência.

 

 

CHAPA 3 - AVANÇAR E INOVAR
Julio Damasceno (Reitor)
Ricardo Dias (Vice-Reitor)
Nossas propostas nascem no contexto de luta em defesa da UEM como instituição pública e patrimônio do Paraná, que sofreu diversos ataques nesses últimos anos. Entre as jornadas que nos inspiraram na construção do nosso programa e no espírito com o qual pretendemos conduzir a universidade, destacam-se: a luta dos servidores públicos em defesa de seu regime previdenciário, que culminou na batalha de 29 de Abril de 2015; as lutas pela reposição das perdas salariais e pelo cumprimento das leis que garantem essa reposição; as lutas contra o desmonte da Universidade, pela recomposição do quadro de servidores, pela garantia de um orçamento condizente com suas necessidades; por fim, a luta em defesa de nossa autonomia de gestão e contra as tentativas frequentes de controle político externo. Esses embates, nos quais fomos protagonistas, foram duros, nos atingiram, mas também geraram a noção de pertencimento e fortaleceu elos entre todos que aqui compartilham momentos e histórias comuns.
Forjados e unidos nessas lutas constituímos esta chapa, que se propõe a continuar fazendo história, avançando e inovando. Entendemos que esses princípios são fundamentais para encarar os desafios de um contexto político desfavorável às instituições públicas. A UEM precisa estar preparada para continuar sendo referência na formação de quadros universitários, na prestação de serviço, na produção e divulgação de conhecimento sem perder de vista a valorização de toda a comunidade universitária.
Por fim, nossa chapa, Avançar e Inovar, se compromete a manter diálogo permanente com os diversos segmentos da comunidade universitária e da sociedade, na busca dos interesses comuns da nossa Instituição.