Tools

O Instituto Hagakure de Karatê-Dô Shotokan, através da Coordenadoria de Desporto e Recreação, realizou, no último dia 30, o 8º Exame de Faixas do projeto de Karatê Tradicional. Ao todo, 63 alunos foram submetidos à

avaliação. A banca foi comandada pelo Sensei Expedito Borges, faixa preta 5º Dan, diretor-técnico do Instituto Hagakure, ligado à Federação de Karatê-Dô Tradicional do Paraná.
Murilo Londero Del Pintor foi o primeiro karateca do Instituto a atingir a faixa marrom, última antes da preta. Foram promovidos também oito alunos para faixa cinza, 13 para faixa azul, 14 para faixa amarela, 16 para faixa vermelha, sete para a laranja, um para faixa verde e quatro para faixa roxa. Destacaram-se com nota máxima os alunos Carlos Henrique Takeshi Sato e Otávio César Eiri Marques, faixas roxa e Simone Xander, faixa vermelha.
O presidente do Instituto Hagakure e coordenador Projeto de Karatê da UEM, Marcelo Alessandro Pereira lembrou que há seis anos, quando foi realizado o primeiro exame do projeto, havia apenas 12 alunos. Ele destacou que metade do grupo ainda continua treinando. “Me sinto feliz por fazer parte desse processo de crescimento”, disse.
As matrículas para o Karatê-Dô Tradicional estão abertas e os interessados podem participar de uma aula experimental, no Bloco M-08. São oferecidas aulas com turmas às 17h30, 18h30 e 19h30 e aos sábados das 9h às 11h.
Outras informações sobre o projeto podem ser obtidas na secretaria da CDR, ramal 4314 ou pelo site www.def.uem.br/cdr.
 

uem tv