Fachada UEM Ipês Amarelos 3245 1

Instruções normativas foram publicadas para que o retorno se dê dentro de boas condições sanitárias. Pessoas do grupo de risco podem continuar em trabalho remoto

Nesta segunda-feira, dia 19, a UEM retoma as atividades administrativas presenciais. Nos últimos sete meses estas vinham sendo realizadas por teletrabalho, exceto atividades essenciais como, por exemplo, assistência à saúde, zeladoria e vigilância. No dia 13 deste mês, o Gabinete da Reitoria e a Pró-Reitoria de Recursos Humanos e Assuntos Comunitários (PRH) publicaram instruções normativas com os protocolos e diretrizes previstos para que o retorno se dê dentro das adequadas condições sanitárias.

O reitor Julio César Damasceno disse que a decisão do retorno atende à Resolução nº 1.129/2020 da Secretaria de Estado da Saúde que estabelece “de forma excepcionalíssima o regime e a rotina de trabalho de todos os servidores que atuam nos Órgãos e Entidades da Administração Direta, Autárquica e Fundacional do Estado do Paraná, para o enfrentamento da emergência de saúde pública decorrente da Covid-19”. 

Segundo Damasceno, há uma preocupação com a retomada responsável das atividades e nesta direção algumas providências estão em andamento. 

Mutirão de limpeza 

Dentro das medidas preventivas adotadas pela Universidade para reduzir o risco de contaminação pelo SARS-CoV-2 teve início, no último dia 6, um mutirão de limpeza dos setores para que os ambientes estejam em plena condições de uso. O diretor de Serviços e Manutenção, Cleival Rejani, adiantou que o déficit de pessoal na zeladoria foi compensado com a contração de 15 novos funcionários terceirizados, que irão reforçar os serviços de limpeza que, segundo o diretor, serão feitos diariamente nos blocos que estiverem funcionando. “Além disso, será programada uma escala semanal para a limpeza mais pesada”. 

Convém lembrar que o retorno das atividades se dará dentro de algumas regras de convívio que incluem cuidados pessoais como o uso obrigatório de máscaras no local de trabalho; distanciamento físico mínimo de 1,5 metro entre as pessoas; higiene meticulosa das mãos com água e sabão ou álcool a 70%; restrição quanto ao aperto de mão e outros contatos físicos, e demais itens de segurança estabelecidos pelo Sesmt (Serviço de Engenharia de Segurança e Medicina do Trabalho) no Manual de Segurança e Saúde do Trabalho ou no Anexo III, documentos que devem ser consultados pelos servidores para o retorno das atividades estabelecido pela Portaria nº 1.132/2020-GRE

Falando sobre as medidas preventivas de distanciamento, higiene e uso de máscaras, o pró-reitor de Recursos Humanos, Luis Otávio Goulart, destaca a importância de cada um fazer a sua parte.  “A responsabilidade pela redução dos riscos de transmissão da Covid-19 no ambiente de trabalho é de toda a comunidade universitária”, diz. 

Fornecimento de máscaras e álcool gel 

Edvaldo dos Santos Aragão, coordenador do Sesmt, explica que as máscaras e outros equipamentos de segurança serão distribuídos pelo Sesmt, mediante agendamento prévio para a entrega, que será feita no piso superior do Bloco 2. Cada setor deverá formalizar os pedidos através do e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Aragão explica que estão disponíveis inclusive protetores faciais do tipo face shield indicado para quem faz atendimento ao público e do tipo PFF2, para uso em laboratórios.   

Segundo ele, há estoque suficiente dos diferentes equipamentos para atender a retomada das atividades administrativas. Assim como, está garantida a reposição dos materiais, uma vez que foi formalizado novo pedido de compra de equipamentos de segurança, que deve ser entregue em dez dias. 

Para a retirada de álcool gel, pelos setores, será feita na Diretoria de Serviços e Manutenção, no Bloco 9. 

Ajustes no ambiente de trabalho 

Como medida preventiva, poderá ocorrer o revezamento através de escalas de trabalho e reorganização dos horários de entrada e saída, especialmente nos setores mais numerosos, reduzindo assim fluxos, aglomerações e o número de trabalhadores por turno. 

Alteração da disposição dos mobiliários é outra recomendação para garantir o afastamento dentro dos ambientes de trabalho. 

O vice-reitor, Ricardo Dias Silva, explica que cada unidade poderá adequar seu plano de retorno para as atividades presenciais. “O essencial é que a ocupação dos espaços administrativos respeite os protocolos estabelecidos e que seja observado o distanciamento, o uso das máscaras de proteção e as regras de higienização pessoais e dos equipamentos”, afirma.

Teletrabalho

Para os servidores que se enquadram no grupo de risco (idade igual ou superior a 60 anos, gestantes e lactantes, portadores de cardiopatias, pneumopatias e doenças crônicas, diabéticos etc) o regime de teletrabalho poderá ser mantido. Nesse caso, será necessário preencher o formulário de autodeclaração e enviá-lo, juntamente com os documentos que comprovem essa condição, à Diretoria de Assuntos Comunitários, que deliberará sobre a concessão ou negativa do mesmo.

Uma vez autorizado o pedido, a chefia imediata deverá preencher formulário próprio de teletrabalho com as atividades a serem desempenhadas, bem como as metas a serem atingidas.