Tools

2019 11 07 Level ONE Startup 8373

Num evento gratuito, na UEM, participantes tiveram noções sobre como criar uma empresa partindo do zero; veja as fotos do evento

Cerca de 40 pessoas receberam, hoje (7), orientações gratuitas sobre como criar um startup, desde o aprendizado na teoria até a conversa com mentores, convidados para a ocasião, num evento ocorrido numa da salas do bloco B-33 (PDE), câmpus sede da Universidade Estadual de Maringá.

Organizado pela UEM, por meio do Núcleo de Inovação Tecnológica (NIT), e pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) local, o "Startup PR Level One" buscar oferecer oportunidades a quem deseja mas não sabe como iniciar um negócio, especialmente aqueles voltados para área da inovação.

Tido como o primeiro estágio na montagem de uma empresa, o Level One foi, na prática, uma imersão no mundo do empreendedorismo na qual os alunos aprenderam, por exemplo, como criar negócios ousados e o que fazer para que eles obtenham escala global.

"É preciso ir para o mercado conversar", alertou Nikolas Zeni Kretzmann, do Sebrae de Maringá, durante o encontro, ao falar da importância de os futuros empreendedores buscarem informações. Nas oito horas de curso, Nikolas, instrutor, trabalhou inclusive com dinâmicas de grupo para facilitar a discussão dos projetos.

Organizador do curso na UEM, o professor Marcelo Farid lembrou o fato de já terem ocorrido duas edições de eventos semelhantes na Universidade, por meio do Bom Negócio Paraná, um programa criado em 2012 pelo governo estadual. Em todos, o interesse foi grande e o resultado muito positivo, disse. Na opinião dele, iniciativa desta natureza representa uma opção profissional para os egressos da Universidade.

Segundo Farid, para fazer inovação é preciso ter o apoio do governo e o Level One, explicou, é bom porque leva aos alunos pessoas do mercado. 

O professor se referia aos empresários que visitaram o evento à tarde, a convite da organização do evento e deram mentoria aos participantes do encontro. Eram desde donos de empresas de investimento até proprietários de estabelecimentos na área do agronegócio, inovação tecnológica, loteamento, construção civil e de venda de produtos e serviços para obras.

Com a mentoria, o objetivo foi direcionar os alunos para o caminho correto com as startups. Além de estudantes de cursos de graduação e de pós-graduação, o Leve One ainda teve a participação de servidores da UEM.