Tools

2019 05 15 Vida no Transito Expoinga WhatsApp Image 2019 05 14 at 11.46.15

Ideia foi despertar a população sobre a importância da prevenção de acidentes de trânsito; veja mais fotos

Aproveitando a movimentação da feira agropecuária, o Programa Vida no Trânsito e a Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (Semob) desenvolveram, no último dia sábado, das 13h30 às 17h30, no Parque Internacional de Exposições, algumas atividades de prevenção aos acidentes de trânsito, envolvendo a população visitante do evento.

Estudantes do curso de Enfermagem da UEM, sob a coordenação da professora Débora Moura, mostraram como funciona o simulador de capotamento, além de dar informações relacionadas à prevenção de acidentes em celebração ao Maio Amarelo.

Integrante da Comissão de Análise de Dados do Programa Vida no Trânsito (PVT) no município, ao lado da também professora Thais Mathias, da UEM, Débora Moura contou com a parceria da Semob.

A ocorrência dos acidentes de trânsito representa, na atualidade, um problema de saúde extremamente complexo, tanto para a enfermagem quanto para as demais profissões que se dedicam aos cuidados em saúde, requisitando abordagens multiprofissionais e multiculturais articuladas com os diferentes setores sociais e suas particularidades, exigindo intervenções mais criativas e integradas a um continuo de ações. 

Diante disto, é necessário a inclusão dos universitários em projetos de pesquisas que foquem a prevenção da ocorrência deste evento, aponta Débora Moura.

Ao utilizarem o simulador de capotamento, as pessoas que vivenciaram o experimento sentiram, de forma segura, uma experiência real do que acontece no momento de um capotamento, ampliando a sensibilidade de adotar hábitos comportamentais no trânsito. 

O projeto foi concebido pela Empresa Júnior de Engenharia Mecânica e Elétrica (Enovatech), da UEM, e desenvolvido pela Semob e Secretaria de Serviços Públicos. A simulação comprova a efetividade do uso do cinto de segurança e torna evidente a maior proteção da integridade física dos ocupantes do veículo quando os cintos são usados corretamente.

As principais diretrizes da metodologia do PVT são o planejamento participativo, a descentralização administrativa e a intersetorialidade.

Em meados de 2017, Maringá aderiu ao “Projeto Vida no Trânsito”, em apoio à iniciativa internacional coordenada pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

uem tv