Tools

2018 10 10 Posse Reitor Julio Damasceno e Ricardo Dias IMG 9318Os novos reitor e vice-reitor assumiram o cargo nesta quarta-feira em cerimônia realizada no Restaurante Universitário

Os professores Julio César Damasceno e Ricardo Dias Silva foram empossados, nesta quarta-feira, dia 10, como novos reitor e vice-reitor da UEM, respectivamente, para o quadriênio 2018-2022, iniciando a décima terceira gestão da Universidade Estadual de Maringá.

A sessão solene foi realizada no Restaurante Universitário e presidida pelo diretor geral da Secretaria de Estado da Ciência Tecnologia e Ensino Superior, Aroldo Messias de Melo Junior.

2018 10 10 Posse Reitor Julio Damasceno e Ricardo Dias IMG 9203 2

Damasceno assina o termo de posse ao lado de Mauro Baesso, Aroldo Messias de Melo Junior e Ricardo Dias

A chapa de Damasceno e Silva foi a mais votada, recebendo 1.587,2 pontos ponderados no segundo turno da eleição, realizada no dia 4 de setembro. A chapa encabeçou a lista tríplice encaminhada à governadora Cida Borghetti que assinou o decreto de nomeação no dia 27 de setembro.

Já empossado, o novo reitor convidou os presentes a fazerem um exercício de imaginação e calcular o que seria da região sem a Universidade Estadual de Maringá. Um cálculo difícil de fazer, segundo Damasceno, para quem a prosperidade de Maringá e entorno está intimamente ligada à presença da UEM.

Identidade Regional

Reconhecendo isso, Damasceno assumiu o desafio de reforçar a identidade regional da UEM aumentando ainda mais a participação da Universidade nas demandas locais. “Queremos uma UEM cada vez mais voltada para a região em que está inserida, sem abandonar a projeção nacional e internacional da instituição”, pontuou o novo reitor, solicitando apoio das lideranças e comprometendo-se a ampliar o diálogo com as lideranças.

Ao falar sobre a responsabilidade assumida de gerir uma universidade do porte da UEM, Damasceno destacou alguns desafios a enfrentar em um cenário de incertezas. Cobrou das autoridades garantias não só de reposição, mas de ampliação do quadro de docentes e agentes universitários para acompanhar o crescimento da Universidade.

Firmou compromisso com o aperfeiçoamento dos mecanismos de transparência e com o uso eficiente dos recursos públicos. Para a comunidade interna da UEM, disse que a sua gestão irá investir na melhoria das relações interpessoais e na valorização do poder criativo de cada servidor, garantindo respeito às diferenças.

Por fim, agradeceu a participação na equipe do professor Mauro Baesso, na condição de vice-reitor, fazendo questão de elogiar o comprometimento de toda equipe e capacidade de liderança de Baesso.

Participação e integração

O discurso do novo vice-reitor, Ricardo Dias Silva, resgatou um pouco da história dos 48 anos da UEM, destacando a forte participação da sociedade no processo de implantação e desenvolvimento da instituição. Também falou sobre os cortes significativos no orçamento, dos contingenciamentos, inclusive dos recursos próprios, e do não repasse de verbas para conclusão de obras interrompidas.

“A despeito disso, a UEM gerou e conduziu para os municípios em que está presente cerca de R$ 40 milhões por ano, parte referente aos cerca de 2.600 convênios”, comentou. Aproveitou e agradeceu aos deputados que compensaram parcialmente os danos das obras paradas, trazendo recursos para investimentos, sobretudo para o Hospital Universitário e os câmpus regionais, totalizando cerca R$ 30 milhões nestes quatro anos.

Para Dias Silva esses números tem uma relação direta com o bom trabalho desenvolvido pela gestão encerrada ontem. Ele ainda defendeu a revisão das políticas implantadas recentemente e que comprometem a missão de oferecer um ensino de qualidade.

 “Não existem mais chapas, o que fica é a UEM e a luta pela autonomia, como determinam as Constituições Estadual e Federal”, disse Dias Silva reforçando um desejo de união da comunidade universitária.  “O que existe”, continuou ele, “é a defesa ao servidor público universitário que perdeu a data-base, se desdobra para realizar o trabalho nos postos aonde antes tinham três ou quatro pessoas, mas que ao mesmo tempo tem a hora-extra contestada, levando-o a descrença e ao adoecimento”. 

Universidade transformadora

2018 10 10 Posse Reitor Julio Damasceno e Ricardo Dias IMG 9259

Já empossado no cargo, Julio Damasceno recebe os primeiros cumprimentos do reitor que o antecedeu, Mauro Baesso

Emocionado, Mauro Baesso deixou o cargo dizendo que foi uma honra estar à frente da UEM nos últimos quatro anos e poder dar sua contribuição por uma instituição que foi essencial na sua trajetória de vida, transformando sonhos em realidade. “Nesses quatro anos pude conhecer melhor a instituição que mudou minha vida a partir de 1979, ano que ingressei como aluno de graduação na UEM”, disse.

Agradeceu o empenho da equipe que, segundo ele, trabalhou com dedicação e competência no enfrentamento às crises vivenciadas ao longo desse quadriênio, marcado também por conquistas e realizações. Assim como o apoio dos conselhos superiores da Universidade, que ajudaram a fundamentar decisões políticas e de gestão.

A cerimônia de posse contou com a presença de reitores e vice-reitores de universidades estaduais paranaenses, da presidente da Apiesp (Associação Paranaense das Instituições de Ensino Superior Público), Fátima Aparecida da Cruz Padoan, do reitor do Instituto Federal do Paraná, Odacir Antonio Zanatta e diretores de faculdades particulares de Maringá.

O coordenador de Ensino Superior da Seti, Mario Cândido Athayde Júnior, prefeitos da região, secretários municipais, vereadores, deputados e representantes da sociedade civil organizada também marcaram presença no evento.

Quem são os novos gestores

Julio César Damasceno é zootecnista formado pela UEM, mestre em Zootecnia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, doutor em Agronomia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho e pós-doutor pelo Intitute Nationale de la Recherche Agronomique na França.

Professor do Departamento de Zootecnia desde 1993, ele foi coordenador da Fazenda Experimental, chefe do Departamento de Zootecnia, diretor-adjunto e em seguida diretor do Centro de Ciências Agrárias e ocupou o cargo de vice-reitor na gestão do professor Mauro Baesso.

O novo vice-reitor, Ricardo Dias Silva, é arquiteto e urbanista formado pela Universidade Estadual de Londrina, mestre e doutor em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade de São Paulo.

Iniciou a carreira na UEM em 1998 como professor do Departamento de Arquitetura e Urbanismo. Foi chefe do Departamento de Arquitetura e Urbanismo e diretor do Centro de Tecnologia.

Também é assessor da Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) e membro titular do Conselho Municipal de Planejamento e Gestão Territorial de Maringá

Veja a galeria de fotos.