Tools

direito site

Os docentes do Direito abordaram assuntos ligados à diversidade cultural, tema geral de evento internacional organizado pela cátedra Unesco/Unicam

Os professores Ivan Aparecido Ruiz e Belmiro Jorge Patto, do Departamento de Direito Privado e Processual (DPP), da Universidade Estadual de Maringá (UEM), participaram, nos dias 23 e 24 de novembro, na Itália, de um evento organizado pela cátedra Unesco "Direitos humanos e violência: governo e governança".

Durante os dois dias, na cidade de Civitanova Marche, professores de universidades da Itália, da Universidade de São Paulo (USP), e os dois docentes da UEM fizeram palestras abordando vários assuntos pertinentes ao tema geral do evento "Diversità culturale: aspetti filosofici, giuridici ed economici" (Diversidade cultural: aspectos filosóficos, jurídicos e econômicos).

Ivan Ruiz fez palestra sobre "Diversità culturale e diritti degli animall: il caso della Vaquejada in Brasile" (Diversidade cultural e direitos dos animais: o caso da Vaquejada no Brasil).

A conferência de Belmiro Patto abordou a "Diversità culturale, disuguaglianza sociale e incarcerazlone selttiva" (Diversidade cultural, desigualdade social e encarceramento seletivo).

A participação dos professores da UEM é fruto do convênio estabelecido, em agosto deste ano, entre a Universidade Estadual de Maringá e a Universidade de Camerino.

Esta é a primeira vez que o curso de Direito da UEM estabelece um acordo desta natureza com uma instituição estrangeira, a Escola de Jurisprudência da Universidade de Camerino, uma das mais antigas universidades do mundo.

O convênio faz parte de um acordo amplo de cooperação estabelecido entre as instituições, com o objetivo de estabelecer a cooperação acadêmica na área do Direito, a fim de promover o intercâmbio de professores pesquisadores, estudantes de pós-graduação, estudantes de graduação (com conhecimento mútuo de estudos de graduação) e membros da equipe administrativa das duas universidades. 

Ivan Ruiz é o executor do convênio pela UEM. A Universidade de Camerino, localizada na cidade do mesmo nome, é uma das 22 instituições de ensino superior mais antigas do mundo, criada em 1336, há 721 anos. 

Ela foi reconhecida oficialmente pelo Papa em 1727 e está organizada em cinco faculdades: Arquitetura, Direito, Farmácia, Ciências e Tecnologia, e Faculdade de Medicina Veterinária.