Tools

PMTO Adulto Divulgação site

Pesquisa com 1.000 voluntários vai verificar fatores de risco associados ao excesso de peso e avaliar a eficácia de um programa de tratamento

O Núcleo de Estudos Multiprofissional da Obesidade (Nemo), da Universidade Estadual de Maringá (UEM), está fazendo pré-cadastro de adultos (18 a 50 anos) com sobrepeso ou obesidade interessados em participar de um programa multiprofissional de tratamento da obesidade.

O programa faz parte da pesquisa "Eficácia de um Programa Multiprofissional de Tratamento da Obesidade na avaliação de fatores de risco cardiometabólico e tratamento da obesidade abdominal em dois municípios do noroeste do Paraná". Esta pesquisa tem o objetivo de verificar fatores de risco associados ao excesso de peso e avaliar a eficácia de um programa multiprofissional de tratamento da obesidade (PMTO) sobre esses fatores de risco. 

O estudo será desenvolvido em três fases. Na primeira, serão avaliadas a antropometria, pressão arterial e composição corporal de 1.000 pessoas. Na sequencia, haverá o sorteio de 600 pessoas para fazer exames laboratoriais (glicemia, colesterol, triglicerídeos) e serem pesquisadas sobre o estilo de vida e comportamento alimentar. Na terceira fase, mais de 100 pessoas serão sorteados para participar do programa, que incluirá atividade física, orientação nutricional e acompanhamento psicológico durante o período mínimo de 16 semanas.

O pré-cadastro é feito no site do Nemo e visa a permitir que a coordenação do Programa faça contato com os interessados em participar da atividade, de modo a facilitar o envio de informações e a organização das ações para o bom andamento da pesquisa.

Nesse primeiro momento, é necessário informar apenas a idade, sexo, grau de escolaridade, peso (estimado), altura (estimada) e os meios de contato (telefone e e-mail).

O estudo recebe financiamento da Fundação Araucária e será desenvolvido no Departamento de Educação Física (DEF), da UEM, no Hospital Universitário de Maringá e nas Unidades Básicas de Saúde de Maringá e Paranavaí. As atividades estão previstas para o início de 2018.