Tools

Lab tempo

O mote do debate, amanhã (14), são as diversas informações que circularam na noite da fuga de presos em Maringá

O Laboratório de Estudos Do Tempo Presente (Labtempo), da Universidade Estadual de Maringá (UEM), promove, amanhã (14), das 18 às 19h30, no bloco H-12, um debate relacionando os acontecimentos do último 3 de setembro, quando houve uma fuga de presos da 9ª Subdivisão Policial, com a produção de informações em nosso tempo. 

Partindo do fato de que a fuga de presos causou alvoroço na região universitária de Maringá, a idéia é fazer uma discussão a partir das seguintes questões: como aplicativos de mensagens instantâneas, disseminando informações controversas ou falsas, podem criar um estado de pânico e histeria coletiva? Quais as particularidades de Maringá na construção desse acontecimento? E, quais as consequências imediatas que esses eventos podem gerar? 

A coordenação do evento sugere aos interessados no debate que faça a leitura do texto do historiador Pierre Nora sobre a produção do acontecimento e um artigo do professor Pablo Ortellado sobre as fake news.

O Labtempo, do Departamento de História da UEM, foi criado com o objetivo de contribuir para a renovação do conhecimento acerca do Tempo Presente. 

O trabalho do Laboratório envolve uma grande quantidade de estudantes de graduação, pós-graduação, docentes e ex-alunos. Esses pesquisadores se debruçam sobre um grande desafio: pesquisar e produzir conhecimento sobre a história contemporânea do Brasil e do Mundo.

Tendo uma atuação multidisciplinar, reunindo pesquisadores de diversas matizes, o LabTempo tem se consagrado como um importante espaço para a produção e difusão do saber. Outras informações no site ou na página do Facebook.