Tools

2017-05-19 Radio Quarteto de Cordas- MG 4105-Editar-Editar

Grupo realiza apresentações gratuitas na cidade e na região e abre espaço para a oferta de cursos à comunidade

A boa música instrumental, inspirada nas tendências estéticas observadas nos repertórios trazidos da Europa, a partir dos ideais da Revolução Francesa, vem sendo praticada, desde o início deste ano, pelo Quarteto Misto de Cordas do CCH (Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes) da Universidade Estadual de Maringá (UEM).

Trata-se de um gênero musical surgido no País na época do Brasil Colônia, resultando na adaptação de obras originais da música européia para orquestras de câmara. 

O Quarteto é integrado por um violino ou viola, dois violões de seis cordas e um violão de sete cordas. O Grupo funciona por meio de um projeto de extensão, sob a coordenação do músico e professor Jairo Botelho Cavalcanti. 

O repertório é variado, com a execução de composições nacionais, eruditas, populares, internacionais, além das composições originais do próprio Quarteto.

Os profissionais trabalhavam na Escola de Música da UEM, mas devido à necessidade de ensaiar, organizar arranjos e fazer pesquisa de repertório, sentiram a necessidade de se desligarem da EMU e ficarem lotados no CCH.

Neste ano, o Grupo se apresentou na recepção aos novos alunos da Unati (Universidade Aberta à Terceira Idade) da UEM. O evento, segundo Botelho, foi um teste para sentir a reação do público. Ainda conforme ele, a ideia é que o Quarteto também possa ir aos câmpus regionais da Universidade para fazer apresentações e ministrar cursos aos estudantes do local.

A relevância do Quarteto Misto de Cordas do CCH pode ser constatada pelo repertório tocado, respeitada a tradição do violão e do violino, onde consta o universo de possibilidades da música internacional e nacional, popular, e de concerto.

Além disso, esta importância se dá pela participação de profissionais capacitados, músicos de carreira da Universidade. Outro fator de relevância é pela possibilidade de formação de duos, trios e quarteto, o que amplia a variedade de repertório a ser executado.

A existência do Grupo amplia a possibilidade da oferta de cursos, oficinas ou workshop na área de formação e atuação dos membros do Quarteto, destinados às comunidades externa e interna. 

Vale dizer, ainda, que, por fazer apresentações gratuitas nos teatros e espaços da cidade destinados a este fim, além de exibições nos eventos promovidos pelo CCH, ele assume também outro fator que valoriza e justifica o surgimento do Grupo.

Para exibições a convite de órgãos públicos não há custo. As únicas exigências são o transporte e o espaço acústico adequado para a apresentação.

Outras informações sobre o Quarteto, incluindo os cursos que ele oferece e o agendamento para exibições, podem ser obtidas na página ou por meio do e-mail "Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo."