O Grupo de Pesquisa em Corpo, Cultura e Ludicidade, do Departamento de Educação Física da UEM (DEF), teve dois projetos aprovados em Edital do Ministério do Esporte para pesquisar políticas públicas em comunidades quilombolas e indígenas no Paraná.

O investimento é algo próximo de R$ 130 mil reais, para gastos com equipamentos, publicações e bolsas para estudantes regulares de graduação e pós-graduação em diferentes cursos, como Educação Física, Estatística, Filosofia, Pedagogia, Ciências Sociais e Geografia.

A pesquisa pretende investigar as manifestações culturais nos grupos quilombolas remanescentes no Paraná, especialmente, aquelas mais ligadas ao lazer e às práticas corporais. Em complemento, serão estudadas as políticas públicas presentes nesses locais e seu impacto social. Ao final, será realizado um trabalho piloto em uma das comunidades, visando propostas para superação dos problemas encontrados.

Para qualificar a equipe que vai participar do projeto de pesquisa, será realizado um curso, no sábado, dia 28 deste mês, no período da manhã e da tarde. Esse treinamento será realizado nas instalações do Departamento de Educação Física (DEF), e incluirá exposições teóricas e práticas corporais ligadas à cultura afro-brasileira. Essa etapa conta com apoio do Núcleo de Estudos Afro-brasileiros (Neiab).

Após o curso, haverá um processo de seleção para bolsistas, que deverão realizar visitas em áreas rurais do Paraná que abrigam as comunidades de afro descendentes de origem quilombola. Para receber a bolsa (ajuda de custos) é necessário haver disponibilidade para as viagens. Os interessados em participar do curso ou em obter mais informações sobre o projeto poderão contatar a equipe pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

Foto: www.overmundo.com.br/.../ 1176151867_inventor.jpg